Publicado por: Marcos Silveira | 30/janeiro/2008

(Des)ativação de patrocínio

Na última segunda-feira (28/01), o Vasco anunciou a MRV Engenharia como novo patrocinador-master de sua gloriosa camisa. O promissor atacante Alex Teixeira (que você vê na foto abaixo) foi um dos atletas que vestiram o novo uniforme.

vasco_com_mrv.jpg

Tirando o Banco BMG, que estampou sua marca na camisa cruzmaltina durante a saga do milésimo gol de Romário, o Vasco estava sem patrocinador fixo desde 2000, quando terminou o contrato com a Procter & Gamble, que exibiu a logotipo do sabão de pó Ace.

Pois bem. Nesta terça-feira (29/01), um dia depois da divulgação do novo patrocínio, o mesmo Vasco apresentou o atacante Jean (aquele mesmo que já defendeu o próprio Vasco) como novo reforço.

A contratação de Jean pelo time de São Januário me chamou muito a atenção. Não pelo retorno em si, já que as idas e vindas de atletas têm se tornado cada vez mais comuns no futebol de hoje. O motivo foi o e-mail que recebi com as fotos de divulgação.

O que me impressionou, ou melhor, me intrigou foi notar que a camisa usada pelo novo reforço na apresentação é praticamente igual a que ele utilizava em 2006, durante sua primeira passagem pelo Vasco. Confira você mesmo:

jean_2006_x_jean_2008.jpg

Alguém pode me explicar aonde foi parar a marca da MRV?

Eu gostaria de encerrar com a pergunta acima. Mas, para não passar a imagem de desinformado, faço questão de dizer que a estréia da camisa do Vasco com o novo patrocinador está prometida para o jogo desta quarta-feira, às 21h45, contra o Resende.

A partida será transmitida pela TV aberta, o que deve garantir uma boa exposição para a MRV. Mas não apaga a mancada de divulgar fotos do novo reforço, um dia depois do anúncio de um novo patrocínio, sem a camisa com a marca da empresa.


Responses

  1. Dias atrás teve episódio de camisa trocada com o Cruzeiro.
    Já houve problemas no Santos da Semp Toshiba e fotos e apresentação de jogadores com logotipia Panasonic.

    E por aí vai.

    Quando gerenciava a área de comunicações de uma multinacional, ouvi de um chefe uma frase que nunca esqueci:
    “Deus está nos detalhes.”
    E eu completo, depois de muita vivência:
    “Se Ele não está, então é o diabo que está lá.”

    Pequenos detalhes, um pouco de atenção, uma supervisão rigorosa, coisas pequenas que passam despercebidas, invisíveis, mas que quando aparecem é porque deu m*.

    Enfim, haja aprendizado.

    A respeito desse patrocínio, citei-o num post sobre o tema e estou preparando um novo. O valor não foi divulgado oficialmente. Mas fontes vascaínas deixaram escapar 12 milhões. Outras, também do clube, 10 milhões.
    Entretanto, fontes outras fora do clube, mas com ouvidos lá dentro, falam em doze parcelas de 350, outros em 6 milhões.

    Alguns blogueiros tocaram no assunto comigo e é um balaio de gatos, mesmo.

    Minha primeira impressão é que seria algo na faixa de 6 milhões, um valor muito alto para esse patrocinador. Mas, sei lá, começo a acreditar nas doze parcelas de 350.000, ou seja, 4,2 milhões. Valor abaixo do mercado para o Vasco, essa é a verdade.

    Pois é, Emerson…
    Nossos dirigentes continuam fazendo de tudo para espantar empresas sérias interessadas em investir no futebol.
    As divergências sobre o valor do patrocínio são o de menos num episódio como esse da apresentação do Jean. Sejam 6 ou 12 milhões, eu pediria um desconto se fosse presidente da MRV…
    Abs, Marcos


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: