Publicado por: Robert Alvarez Fernández | 3/novembro/2009

O produto dentro de campo é bom. Falta o resto

Nós brasileiros somos exigentes quando o assunto é futebol, dentro de campo. Vivemos dentro do senso comum que nosso futebol é tecnicamente pobre, que nossos principais jogadores atuam no exterior, que nosso campeonato é uma bagunça só e que o futebol jogado no Brasil é ruim e sem graça.

Nos espelhamos nas gerações passadas e fazemos um comparativo, sobretudo nos talentos individuais, a seleção de 70 para os mais velhos e a seleção de 82 para os quase mais velhos são a grande referência, lembramos dos ídolos do passado como Zico, Sócrates, Falcão e ainda mais além como Ademir da Guia, Pelé e por aí vaí. E achamos nosso futebol de hoje pobre, comparação mais que injusta.

Atribuímos a isso o menor interesse, suposto, que se tem pelo futebol; só que nunca se consumiu tanto futebol no Brasil como nos últimos anos, mesmo antes da era dos pontos corridos.

Agora uma questão : o futebol inglês, no universo de jogadores puramente locais, também não gera uma seleção como a de 1966, com Bobby Charlton e sua trupe, a Alemanha não é a de Beckenbauer e assim por diante; mesmo assim seus estádios vivem cheios, mesmo sendo bem mais barato assistir pelo pay-per-view.

O futebol mudou e deixo isso para os especialistas no que ocorre dentro de campo, que não é o meu caso, sou um administrador que vê as coisas sob a ótica do negócio e com esse viés vejo que nosso futebol, sobretudo nosso campeonato nacional tem bem pouco de pobre e desinteressante, ao menos dentro de campo onde temos visto um campeonato pra lá de emocionante.

Em qual lugar do mundo, ao menos nos campeonatos mais famosos, temos um campeonato onde, faltando seis rodadas para o final temos seis equipes disputando o título e separadas por seis pontos ? Vejamos, na Inglaterra temos Manchester United mais dois, quando muito; na Espanha é Real Madrid e Barcelona mais algum intruso de ocasião como Valência, Sevilla, Deportivo. Alemanha é Bayern e mais um ou dois e por aí vai.

O Campeonato Brasileiro de 2009 tem exatos seis postulantes ao título, claro que uns tem mais chances que outros, são sete pontos em quinze possíveis, é complicado tirar, mas é possível.

Pego emprestado aqui o bom trabalho do site Chancedegol.com.br onde se mostra que de Palmeiras a Cruzeiro há chances de conquista do título, matemáticas, que vão de 42,1% a 3,9%, respectivamente; claro que Palmeiras, São Paulo e Atlético-MG, concentram as maiores chances, mas o Campeonato vai pra lá de indefinido e emocionante, cada ponto ganho conta.

Entendendo a imponderabilidade vindo do equilíbrio como um fator chave de sucesso, o Campeonato Brasileiro tem tudo para ser um sucesso de público e renda, já é, projetando renda média até o final, melhor que 2008, outro campeonato que foi bem emocionante tendo sido decidido na última rodada.

O que quero dizer com isso fica já expresso no título do post; ao contrário do que pensa o senso comum, o produto futebol brasileiro é bom dentro de campo sim, eu acredito nisso; é para os clubes aqui do Brasil que torcemos, é com eles que nos identificamos, é sobre eles que conversamos às segundas-feiras em nossos locais de trabalho, em nossas salas de aula. Não é sobre o Milan, o Barcelona e sobre o Manchester, nossas ligações históricas e afetivas estão aqui em nossas cidades.

Porém nem tudo são flores; fica o sabor amargo da péssima fase da arbitragem brasileira, que eu reputo à pouca qualidade técnica ao invés de pensar em má fé, armações e outras conspirações fantasiosas; sabor amargo também pelo caso da mala branca reportada por atletas do Barueri que gerou polêmicas e dúvidas.

E fica também a projeção de que com um campeonato destes, se houvesse mais atenção para com o torcedor e nos serviços prestados e melhores acomodações nossos estádios estariam cheios e em festa, desde que, também, não estivessem loteados pelas torcidas organizadas, que não ligam para o futebol faz tempo, a televisão parar de impor horários desconfortáveis para o torcedor baseados em beijos de novela e assim por diante.

Dentro de campo o trabalho está feito, falta o torcedor ser bem tratado no entorno, aí podemos ser a “NBA” do futebol, podemos sim, em frase que tomo emprestada do Prof. Belluzo.

About these ads

Responses

  1. Concordo com o post. Mas será que, para que melhorias aconteçam, ainda não falta aos torcedores se portarem como consumidores?

    Victor, obrigado pelo comentário. A maioria esmagadora das pessoas se comporta de forma adequada, podemos ter certeza quanto à isso; acredito que a melhoria das condições de entorno e nos serviços prestados farão não apenas o consumidor se portar ainda melhor mas também deverá atrair mais público, são os organizadores do futebol que tem que querer isso e se mexer para tal.

    Abraços,

    Robert

  2. Desde que foi adotado os pontos corridos os clubes paulistas levantaram a taça 5 vezes consecutivas. Robert você acha que isso é uma tendência, porque acho que o futebol está muito concentrado em SP.

    Parece que a maioria dos clubes brasileiros não está presente no jogo FIFA 2010, considerando que o jogo é um dos mais conhecidos e vendidos, dá para avaliar o quanto os clubes que ficaram de fora perderam em termos de divulgação.

    Marcell, obrigado pelo comentário. O Estado de São Paulo é um dos mais importantes pilares da economia brasileira, isso se reflete no futebol também. Porém acredito também que a fórmula de pontos corridos premia quem tem mais consistência em seu planejamento tanto esportivo como econômico, porém faço uma menção a clubes como o Inter, Grêmio, Cruzeiro que nos últimos anos vem combinando ações de mercado interessantes com bons resultados esportivos.

    Quanto à questão do FIFA 2010 digo que fiquei desapontado em ver alguns times do Brasil fora desta versão do jogo, extremamente popular no mundo todo.

    Confesso que não consigo, em primeira análise, avaliar o impacto disso em termos de divulgação, porém, creio que ao mesmo tempo que penso que seria bom tê-los por lá, vejo que, mesmo no Brasil, eles não são exatamente clubes âncora do game, até porque o trabalho de comunicação institucional dos clubes brasilieiros é muito pobre.

    Abraços,

    Robert

  3. Robert

    É obvio que os clubes brasileiros não são os âncora do game FIFA, mas o FIFA só faz sucesso no Brasil por causa dos clubes brasileiros. É uma pena que os clubes brasileiros ignorem um mercado tão importante e em constante crescimento que é dos games. Imagine o sucesso que seria um simples game de celular ou até mesmo um jogo online do Rogério Ceni, Ronaldo e quanto os clubes poderiam ganhar com isso.

    Marcell, o FIFA faz sucesso no Brasil também por conta dos clubes âncora de maior peso mundial também, sobretudo nos clubes onde há astros brasileiros; concordo que os clubes brasileiros deveriam estar mais presentes, mas pode crer que por mais que a atenção dada pela EA ao mercado brasileiro seja grande, os mercados europeu, americano e asiático, nesta ordem, tem prioridade.

    Os clubes brasileiros poderiam sim, faturar algo mais com isso, mas não parece ser a prioridade, e não culpo a EA por lançar o produto deles no seu prazo e não esperar as definições de quem não está nem aí com eles.

    Abraços,

    Robert

  4. Olá Robert.

    Parabéns pelo post.

    É isso mesmo, acredito e tenho absoluta convicção, que temamos um excelente produto de entretenimento a oferecer aos torcedores, tanto para os que não freqüentam os estádios como para os que se dispõem mesmo em condições adversas no tratamento, fora dentro do(s) estádio(s).
    O problema é que os nossos dirigentes não enxergam o torcedor como um CLIENTE, onde o mesmo deveria ser tratado de maneira adequada, aonde, o foco não se resumiria apenas ao acompanhamento da partida do seu time do coração, mais que se consumam serviços e produtos, oferecidos pela instituição para que torça.
    Aguardemos com muita expectativa as reformas que serão executadas nos estádios das cidades sedes para o Mundial/2014, para onde o legado principal seja o conforto do torcedor (CLIENTE), e respectivamente os clubes (dirigentes) detentores da administração desses estádios, saibam explorar de maneira competente o herdado.

    Wilson, mesmo com o componente paixão no esporte, quem não trata o torcedor bem, vem perdendo presença de público; apenas os mais apaixonados tem se sujeitado às más condições nos serviços prestados. O mercado é assim, trate bem seu cliente que ele não te abandona….o torcedor até continua torcendo, mas de forma distante e sem gerar receita.

    Robert gostaria de fazer um paralelo, se me permiti, tivemos no clássico entre Palmeiras & Corinthians no último domingo um público de pouco mais de 18 mil pessoas. No dia de ontem (terça-feira), acompanhei pela SPORTV a partida entra Ceará & Bragantino, onde o público de foi aproximadamente 36 mil expectadores. Mesmos com todos os problemas de estrutura que já estamos cansados de saber que o nosso futebol brasileiro agrega e guardados às proporções e comparações, você teria um paralelo ou mesmo um parâmetro entre essas duas partidas citadas em se tratando de público…? O futebol do nordeste está sendo mal administrado?

    É lamentável ver um clássico do futebol paulista com este público e descaracterizado por não ser jogado na cidade sede dos dois clubes, aí está a resposta do torcedor, ele não vai. Se é possível traçar um paralelo, eu iria pela questão relevância em primeiro lugar : o Ceará está quase voltando à primeira divisão e isso tem importância muita para seu torcedor, naturalmente. Segundo ponto, o futebol do Nordeste é pródigo em gerar grandes públicos mas arrecadações modestas, gerando tíquete médido baixo. Eu sempre digo que se alguém só gera demanda quando mexe no preço é um sinal de que o produto é ruim ou está mal posicionado, essa pode ser uma das causas, mas não deixo de ficar feliz quando vejo um clube como o Ceará se dar bem.

    Um Grande Abraço!!!

    Abraços e participe sempre.

    Robert

  5. Olá Robert! Este blog não está mais tão movimentado quanto antes heim? O pessoal não escreve mais, apenas você e com muita qualidade! O Amir também deve estar muito focado em seu novo desafio profissional não é?

    Bom, quanto seu post isso é certeza. Mesmo que não temos os melhores jogadores, sempre temos um campeonato competitivo. Acho essa formula de disputa muito correta e atarente, e cada vez mais o público se acostuma com isso. Acho uma palhaçada a Globo tentar mudar o modo do campeonato (coisa que parece que não vai mais acontecer), mas acho que podemos sim lutar por melhores horários dos jogos.

    Será que o campeonato brasileiro teria que ser “vendido” para uma empresa administrar como acontece aom uma série de campeonatos pelo mundo e até em outros esportes? O que acha? Acredito que seria mais bem organizado e respeitoso ao torcedor. Se não me engano isso acontece na França.

    Li alguns posts dos amigos acima e vi que o assunto do jogo FIFA foi bem quetionado. Parece que alguns clubes não forma registrados por conta do tempo e a EA já estava com o tempo estourado par finalizar o game. RIDÍCULO.

    Diego, obrigado pelo comentário e participação. Realmente parece que estamos todos em uma fase de hiperatividade profissional por aqui o que faz com que o número de publicações e interações caia; vamos conversar aqui internamente para ver o que se pode fazer.

    Acredito que não é necessário vender o campeonato para alguém; basta aplicar planos e ações de mercado mais efetivas.

    Quanto ao game, é uma pequena oportunidade de exposição perdida, faz parte.

    Abraços,

    Robert

  6. Não confundir emocionante, nivelado com bom. O nível dentro de campo é ruim.

    Fábio, obrigado pelo comentário e pela “precrição”. Como administrador, vejo que temos um produto bom e insisto nisso, pois a imponderabilidade é um fator chave de sucesso do esporte de uma forma geral, isso é um fato.

    Quanto ao nível dentro de campo ser bom ou ruim : esta é uma opinião pessoal, a qual respeito, mas me dou o direito também de discordar….afinal se houve um queda de “nível” pode crer que aconteceu em bem mais lugares que no Brasil, inclusive nos melhores, mercadologicamente, campeonatos europeus.

    Abraços,

    Robert

  7. quem disse isso primeiro, de NBA foi o Kaká e não Beluzzo, acho que há uns 2 ou 3 anos qdo perguntado se voltaria ao país para jogar futebol.

    Vini, entre um professor doutor respeitado e um atleta de futebol fico com a qualificada opinião do primeiro, até porque ele justifica e se explica.

    Independente de quem disse o que primeiro, mantenho minha opinião.

    Abraços,

    Robert

  8. orra..nenhum post novo adorava o blog mais utimamente um post por mes…sempre elogiei mas tah xxxx….vamu volta com tudo meu….abrç

    o campeao voltouuuuuu

    BR, obrigado pelo comentário e até pela bronca, moderei o uso de algumas palavrinhas meio fora de propósito.

    Estamos por aqui todos bem atribulados, cada um com seus compromissos profissionais, pretendemos sim nos reorganizar e voltar com tudo, assim como o “campeão”, usando sua frase., embora o campeonato ainda esteja bem aberto e emocionante.

    Abraços,

    Robert

  9. História
    Fundado em 12 de janeiro de 1.930, o Venda Nova Futebol Clube tem, essencialmente, função social e de revelador de talentos para o esporte brasileiro. Dos gramados do Venda Nova saíram atletas de renome no cenário internacional……

    Comentário moderado, este espaço não é destinado à divulgação de negócios nem dos autores do blog nem de terceiros.

    Atenciosamente,

    Robert

  10. Qual time ganha mais com a loteria timemania o que tem mais torcida ou que ganhou mais titulos brasileiros?

    Os clubes campeões de apostas são os times de maior torcida conforme os números que acabaram de sair.

    Abraços,

    Robert

  11. OI ROBERT SOU ROMULO TENHO 16 ANOS CARA E PRECISO DE UMA PESSOA PARA MI AJUDAR A FAZER UM TESTE NUNS TIMES AI CARA , E MORO NO INTERIOR , VC PODIA MI AJUDAR TENHO 1:74 AL E 60 K , SOU MEIO ATACANTE E É MEU SONHO POXA JOGAR BOLA , MAS ONDE MORO NÃO CONHESO NIMGUEM E NEM TEM NIGUEM QUE POSSA MI AJUDAR , LE COM CARINHO E MI DA UMA FORÇA AI PARCEIRO.OBRIGADO ROMULO.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 28 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: