Publicado por: João Carlos Assumpção | 20/março/2009

Invente um programa

Futebol e televisão são dois tópicos muito ligados um ao outro. O futebol depende da TV, mas a TV também depende do futebol, não pode abrir mão de tê-lo na grade, já que é o esporte mais popular do mundo e um assunto discutido diariamente.

Só que a pergunta que eu faço é: além da transmissão dos jogos, claro, que programas de futebol você gostaria de ver na TV?

Boa parte da programação esportiva engloba a discussão dos assuntos do futebol do dia – ou da semana. Mostra os gols, discute os lances polêmicos, erros (ou acertos) de arbitragem etc etc etc.

O nível dos programas e a capacidade dos participantes variam, óbvio. Mas é só isso que você gostaria de ver?

Um programa que eu gostaria de ver seria um talk-show esportivo, um programa voltado ao futebol (e ao esporte em geral) do tipo de entrevistas que fazem Jô Soares e Marília Gabriela, dos quais sou fã. Um programa como o dos dois mas voltado ao esporte. As entrevistas, dependendo muito da bagagem do entrevistador, poderiam ser sensacionais. Diferentes do dia-a-dia do futebol, daquela coisa de “vamos nos esforçar ao máximo”, “respeitamos o adversário”, “jogo é jogo, treino é treino”.

Jogador de futebol tem muito a falar, sim. Um dia, em Pernambuco, conversava com o ex-zagueiro Antonio Carlos, que depois foi trabalhar como dirigente do Corinthians, e o papo foi demais. Ele contou a infância difícil, a briga que teve com o Edmundo, como é difícil o meio do futebol, falou de família, cinema, discutimos literatura, política… Eu gosto disso. De história de vida.

E as transmissões esportivas também poderiam mudar. Como? Não sei. Principalmente o intervalo, esse é um momento complicado, não acham?

Por falar em transmissões, acabei me lembrando de um dos maiores especialistas em TV do Brasil, que tive o prazer de conhecer na Globo e de quem sou fã de carteirinha, comentando comigo: para que o comentarista num jogo de futebol? É o analista de uma obra inacabada. Como se fosse um crítico de arte analisando um quadro que não está pronto. Achei divertido. Mesmo assim acho importante. Muitas vezes ele fala o óbvio e cansa, é verdade. E aí fica chato.

Quando atuei como comentarista, muitos me criticavam – pela internet – dizendo que eu era um desses, daqueles que falavam o óbvio. Na rua muitos me elogiavam, pois me achavam ponderado – talvez ficassem com vergonha de me criticar pessoalmente (risos)…

Na TV, tinham alguns que me chamavam de louco pelas brincadeiras que eu fazia no ar. Mas assim sou eu. “Maluken”, como me apelidaram na Alemanha durante a Copa de 2006.

Pensando bem, com respeito a todos os outros comentaristas, um que eu adorava era o Casagrande. Torço muito por ele, pelo homem e pelo profissional.

Mas voltando ao nosso assunto, o que você gostaria de ver na TV? Que programa de futebol sugeriria? Está cansado dos atuais? E de que forma mudaria as transmissões?


Responses

  1. Realmente os programas estão um tanto quanto repetitivos há alguns anos na TV aberta. Gostei muito da idéia de seu programa de talk show, mas o entrevistador deve ter o nível do Jô ou da Marília Gabriela. Bom, na rádio estão surgindo muitos bons programas de futebol, e o que eu mais curto e acompanho por anos é o Estádio 97 na Rádio Energia 97 FM de São Paulo (97,7 MHz). Este programa foi o primeiro que ouvi sobre futebol com um papo descontraído, como se fosse amigos que se encontram num bar para discutir o futebol.

    Mas voltando para a TV, eu gosto muito de alguns programas na TV paga como o “Bem Amigos”, o “Loucos por Futebol”, o “Patrocínio Futebol Clube”. Estes programas são sensacionais e mostram o futebol de uma outra maneira.

    Porém, um programa que eu queria que fosse para a TV aberta e que eu me amarro bastante é o “Esporte e Negócio” que passa no canal Managment TV. Este programa mostra a indústria esportiva como um todo. Os investidores, as estratégias de marketing e outros. Para mim este seria o programa ideal, mas focado para o mercado esportivo brasileiro.

  2. O Kfouri não tem um programa de entrevistas na ESPN? Me parece algo no estilo da Marília Gabriela.

    Eu abandonei completamente os programas de debate esportivo. Em primeiro lugar, pelo baixíssimo nível apresentado – graças, principalmente, ao Milton Neves. Depois, porque creio que todos tentam explicar o inexplicável, que é justamente onde reside a GRAÇA do futebol.

    No entanto, um programa que eu gostava de assistir, há muitos anos atrás, era o Cartão Verde, da TV Cultura.

  3. O Juca tem um programa neste estilo, mas eu acho que poderia ser melhor. Gostava do Bola da Vez, sinceramente não sei se era esse o nome, um grupo de jornalistas sabatinando um entrevistado pela ESPN.
    Como você, Gustavo, abandonei completamente os programas de debate. Um que não dá para aturar é o Neto, por causa dos erros de português e das besteiras que fala, e o Godoy, aquele ex-juiz de futebol.
    Também adorava o Cartão Verde quando tinha o Juca, o Trajano e o Flávio Prado, mas depois o próprio Flávio se vendeu ao mercado.

  4. O talk show seria bacana, porque dá mais oportunidade ao entrevistado de colocar suas ideias. Mas tem que ter um apresentador culto, não um boleiro, como temos tantos por aí.
    Outra boa sugestão foi a do outro Diego, logo no começo. Vocês não acham que há espaço para um programa de “Marketing Esportivo” ou “Administração de Esportes” ou “Futebol e Negócio”, como é o nome deste blog?
    Tem um público que adora isso e os canais fechados poderiam se utilizar dessa ideia. Eu adoraria ver esse tipo de discussão, mas os entrevistados têm que ser interessantes, não gerentes chatos de empresas que só querem se promover.
    Por que vocês não transformam esse blog num programa? Vejam quantos assuntos teriam: Copa no Brasil, a candidatura olímpica, o fiasco do Pan de 2007, a Lei Agnelo/Piva, o financiamento do esporte no Brasil e no mundo, a profissionalização dos gerentes, a psicologia no esporte e tantos e tantos outros mais. Invistam nisso. O Brasil precisa de profissionais sérios como vocês. Abraços e parabéns pelo tema, Diego Barbosa (administrador)

  5. Também não suporto mesa redonda, Milton Neves nem se fala. Só tem mala querendo aparecer e vender produtos. Mas também não gosto dos programas de debate das TVs fechadas. O Arena é um monólogo, quem concorda com o Cléber Machado está certo, quem discorda está errado e fim de papo. Fora que o Cléber se veste mal, o que só comprova que a Globo deveria dar um dinheirinho pra seus apresentadores comprarem roupa, e não fala nada dos times do Rio. É um programa muito paulista. Sobre as transmissões, o Casagrande faz muita falta mesmo. Uma sugestão seria a Globo mostrar mais a torcida, porque isso dá emoção ao jogo. Podem criticar à vontade, mas outro que dá emoção é o Galvão. E não entendo os botecos do Rio que ficam sintonizados nos programas como o do Milton Neves e o do Cléber Machado sem som nenhum. Alguém quer ver a cara deles? Talvez os próprios botecos saibam que o que eles falam não interessa, por isso precisamos de novos programas esportivos. É um dos motivos para a audiência do futebol estar caindo nas TVs abertas e imagino que também nas fechadas.

  6. O Juca Kfouri realmente tem um programa tipo talk show na ESPN-Brasil. Alias, há ótimos programas na ESPN para assitir. Bate-bola de segunda é ótimo. Sempre há matérias investigativas. Houve uma sobre as finanças dos clubes. Oura sobre o beisebol brasileiro.
    O problema reside na TV-Aberta. Realmente, fica dicifil ver algum programa que preste.
    Eu recomendo também algumas entrevitas do Kajuro e do Sócrates, que pode ser visto aqui http://www.tvkajuru.com.br . Algumas são bem interessantes, como a conversa com o Beluzzo, Muricy. Vale a pena dar uma olhada, apesar desse jeitão do Kajuru.

    Abraços.

  7. Puxa, taí uma coisa que não é difícil de escolher: um programa de futebol que valha a pena… A meu ver, atualmente, destaco apenas os abaixo:

    1) Estádio 97 – ENERGIA 97 – esse pessoal é genial, pois o programa conseguiu abordar o futebol como um eterno papo de boteco descompromissado, numa fórmula que não se esgota e não enjoa. Completa 10 anos no ar e não perde a novidade.

    2) Loucos por Futebol – ESPN Brasil- também espetacular, principalmente por deixar à vontade jornalistas com grande conhecimento histórico sobre o futebol para discutirem curiosidades do meio. Impagável.

    3) Expresso da Bola – SPORTV – outra idéia genial e muito bem implementada, a de acompanhar a rotina de jogadores brasileiros que atuam no exterior (sua casa, seu clube etc.).

    4) Gols do Fantástico – é inegável que a nova fórmula de apresentação dos gols da rodada no Fantástico é revolucionária, muito por conta do grande Tadeu Schmidt. Taí uma boa forma de recriar algo que parecia esgotado.

    De resto, não consigo lembrar-me de outros programas que consigam fugir da batida fórmula de mesa redonda ou de entrevistas convencionais (como eu classifico o Bola da Vez). A fórmula do talk show esbarra, a meu ver, no ego do apresentador. Por exemplo, o programa do Juca Kfoury parece ser apenas um veículo para mostrar o Juca, sua cultura, suas amizades etc. Insuportável.

    E é no ego de boa parte dos jornalistas esportivos que, a meu ver, está o grande calcanhar de Aquiles dos programas esportivos nacionais: eles parecem preocupar-se muito mais com suas opiniões e imagens do que com o futebol em si.

  8. João Carlos, muito legal o texto e a proposta.

    Realmente o modelo de programas de discussão sobre o futebol na TV estão bastante desgastados.

    É clara a segmentação que vemos: tem programas de discussões acaloradas que eu chamo de “dedo na cara” que haja paciência e os programas de canal a cabo mais leves e soltos com formato mais intelectualizado.

    Confesso que o segundo me atrai mais, mas também confesso que “o dedo na cara” fica engraçado pelo ar de ópera bufa e calor das discussões.

    Gosto da proposta do João Carlos, uma mistura de esporte, com informação, gols,etc. somado à questões outras, humanas, negócios e assim por diante.

    Abraços,

    Robert

  9. Na Radio Transamerica do Rj, tem um programa ja fazem 2 ou 3 anos nesse estilo ai de futebol com comedia. Eles inclusive narram jogos e faz razoavel sucesso aqui no RJ, principalmente entre jovens.

    Mas algo que deveria ser repensado realmente é o intervalo do jogo. É a coisa mais chata do mundo.

  10. Intervalo de jogo não dá mesmo, mas a Globo teria que rever a coisa do comentarista. O Casagrande era uma coisa, o Caio não dá. Ele é o politicamente correto do politicamente correto. Muito chato, não acrescenta nada. O pior é a dupla com o Cléber, os dois não são descontraídos, não têm graça nenhuma. O Casagrande não, ele fugia do convencional. Por que a Globo não contrata um Romário da vida? O Rogério Ceni quando parar tem emprego certo. Tem que ser jogador com história no futebol, o que o Caio fez pelo futebol? Ganhou dinheiro. Tem mais alguma coisa? É gente boa, não mete o pau em ninguém, mas as transmissões da Globo estão insuportáveis.

  11. O Juca entrevistando não dá certo porque ele quer aparecer mais do que o entrevistado e só leva os amigos dele. O talk show é uma idéia ótima, mas com um apresentador com um ego um pouco menor.
    O problema é que os jornalistas em geral querem aparecer mais do que os protagonistas, não é só o Juca. Ego é ego e televisão deve mexer muito com a vaidade do cara.
    Mesmo o formato dos gols do Fantástico acho chato porque o Tadeu quer fazer textos poéticos e aparecer mais do que os artilheiros.
    Deixem espaço pros protagonistas, por favor. De jornalistas metidos a estrelas estamos saturados.

  12. Minha sugestão é o Expresso da Bola nos porões do futebol brasileiro, mostrando o outro lado da moeda.
    O que mais gosto é o Loucos por Futebol e depois o Expresso da Bola.
    É que enquanto a Sportv se especializou em eventos esportivos e tem o monopólio de quase todos, a ESPN investiu mais em jornalismo para contra-balançar e por isso ficou com os melhores programas.

  13. Há algum tempo, algum articulista do blog cravou que o mercado impunha um teto, no valor de patrocínio master de camisa, de cerca de 15 milhões de reais anuais (valor auferido por duas das grandes equipes da unidade mais rica da federação, centro hegemônico do futebol nacional: Palmeiras e São Paulo).

    Considerando que, ao que consta, o Corinthians acaba de fechar um contrato, com a Batavo, de 18 milhões por 10 meses, não seria o caso de se fazer uma postagem reavaliando o tema?

  14. Fernando, fui eu quem escrevi o post sobre a insana especulação da Emirates patrocinar o Corinthians por 30 milhões com estádio e Tevez. E estimei, não cravei, que um patrocínio de 15 milhões já seria bom dada a realidade; que bom que passou um pouco, sinal de que há espaço em determinados ramos para mais.

    Considerarei a possibilidade de escrever a respeito desde que o valor de 18milhões seja informação oficial, o valor só saiu na imprensa. Mantenho, no entanto a afirmação de que patrocínios de 25 ou 30 milhões estão fora da realidade.

    Abraços e obrigado pelo lembrete,

    Robert

    P.S. vamos manter a pauta do João que é bastante boa, João, desculpe pela fuga do tema.

  15. Gostaria de ver um programa dedicado à história do futebol. Onde só falasse sobre passado, história de times, curiosidades, causos, campeonatos, etc.

    Outro programa que gostaria era um que mostrasse mais peculiaridades, mais dados, mais detalhes sobre os clubes de determinado país.
    Por exemplo, todo mundo acompanha o campeonato inglês, porém além dos resultados e da vida das estrelas dos 4 grandes, ninguem sabe mais nada. E gosto de pesquisar sobre as caracteristicas das torcidas, e as variantes q levaram à sua formação como cidade/bairro do time, aspectos sociais, culturais, religiosos, como isso influencia nas suas principais rivalidades, estadio, etc

  16. Um programa que faz falta na TV brasileira seria um programa nos moldes do Match of the Day da BBC.

    Melhores momentos de TODAS as partidas da rodada (mín. 5 min, máx. 12 min.), com entrevistas a técnicos e jogadores ao final e especialistas discutindo AS PARTIDAS, não o sexo dos anjos.

  17. Gosto das transmiçoes do Fox Sports (comparem uma transmiçao de um jogo da Libertadores na Globo e no FX Brasil) e acho q deviam mostrar mais as torcidas, o ambiente do estadio e explorar mais a imagem e estilo de cada time pra dar mais emoçao. Pra mim o maior problema da Globo eh o resto da programaçao… acaba a novela, começa o futebol, acaba o futebol começa o jornal. O jogo precisa ser o climax da transmiçao e nao depender do horario de outro programa pra começar (e começar direto com o jogo)

    A Band parece ter entendido q essa correria eh pessima e pelo q eu vi estao fazendo um “aquecimento” antes dos jogos, mas nas duas ainda parece q as estrelas da transmiçao sao os apresentadores, quando deveriam ser os jogadores, os torcedores, o estadio e qualquer outra coisa, menos os apresentadores… Alem disso, mais cameras e angulos diferentes (nao so das jogadas, mas do estadio) tambem seriam uma boa

    Sobre os programas esportivos, falta o principal: IMPARCIALIDADE. Na tv aberta e na tv fechada em rede nacional basicamente so se fala nos times de SP e um pouco do Rio. Um dos rarissimos programas imparciais e q fala dos times de fora do eixo Rj-SP da tv brasileira recente foi o “Na Bola” com Weber Lima, Jose Maria de Aquino e Bruno Prado, mas durou pouco tempo. Enquanto isso nao mudar eu prefiro continuar assistindo a GremioTV com sua completa grade de programaçao (na GremioTV tem um programa de entrevistas, o “Papo de Craque”)😀

  18. *aonde eu escrevi apresentadores leia-se narradores e comentaristas…

  19. Diante desses comentários, concluo que há temas e estilos para diversos programas relacionados ao maior esporte do mundo, inclusive muitos temas novos.

    Com relação aos programas atuais, critico principalmente a falta de sensibilidade e critérios para julgar um atleta ou um clube. “Comentaristas” como o Neto são engraçados, proporcionam discussões nervosas, quase brigas. Mas não acho correto se referir a um jogador como “muito ruim”, “brincalhao”, “não serve pra jogar em nenhum clube”. Isso chega a ser falta de profissionalismo, principalmente quando falam de atletas que mal viram jogar. Por isso admiro o Caio, que sabe se expressar, criticar, além de ser mais inteligente e utilizar de um português muito mais rico e correto.

    Acredito que as análises táticas também estão meio furadas. Acabam misturadas com outros assuntos, e a conversa vira uma tremenda confusão. Os blocos dos programas atuais (acompanho a rede aberta) deveriam ser melhor planejados, coerentes. E a análise tática em futebol deve ser feita através da observação de cada momento das partidas, de todas jogadas, não simplesmente criar suposições. Fazer uma especulação em um jogo Palmeiras x Corinthians, começando por “Marcos melhor do que Felipe, 1×0 para o Palmeiras” é falta de criatividade e de entendimento do assunto. Claro que esse é um exemplo extremo, mas existem outros que também pecam nesse fator.

    Outra característica que acredito estar agonizando é o “futebol comédia” e o “futebol sensacionalista”. Já dei muitas risadas ouvindo transmissões da 105 e já assisti muito o Milton Neves. Porém, além de desrespeitar clubes e atletas, já liguei meu rádio na 105 e passei 3 minutos sem ouvir o nome de um jogador, sem saber o placar do jogo e menos ainda como estava o jogo, assim como já fui dormir muito cedo no domingo por querer saber como foram os jogos, e não sobre brigas da torcida, ou ouvir sobre os “namorados” da Renata Fan.

    Parabéns pelo post e pelo blog!

  20. Os melhores programas esportivos estão na TV fechada. A TV aberta se resume ao Corinthians e ao Ronaldo. O esporte no Brasil é maior do que isso.
    Falta programas do tipo do Juca Kfouri com um olhar mais crítico.
    Falta programas que falem mais sobre esportes olímpicos e especificamente de modalidades como Voleibol e Basquete (como na TV fechada).

  21. Pelo amor de Deus, retirem o Neto do ar… esse cara sequer soube jogar bola… quanto mais comentar futebol… é extremamente “idiota”, já nem torço mais para os times de São Paulo por causa desses imbecis da Band….Neto, voce é RIDÍCULO…..

  22. veja tudo sobre futebol


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: