Publicado por: Amir Somoggi | 12/março/2009

Vila Belmiro ou Pacaembu?

Os recentes jogos do Santos no Pacaembu chamaram a atenção da mídia pelos bons públicos apresentados pelo time do litoral na capital paulista. A principal explicação é que pela falta de jogos do time em São Paulo, muitos torcedores paulistanos têm poucas chances de acompanhar seu time de coração.

pacaembu1

Realmente essa é uma excelente explicação. Segundo matéria publicada em 2002 pela Folha de São Paulo, o Santos naquela época tinha cerca de 700 mil torcedores na capital, número superior à população de Santos, cidade em que o clube rivaliza com o Corinthians para saber qual é a maior torcida.

Analisando os dados financeiros de algumas partidas do time esse ano, percebe-se a diferença do clube jogar na Vila Belmiro e no Pacaembu. Vejam as comparações:

Santos X São Caetano- Vila Belmiro
Público- 6.899
Receita Bruta- R$ 96,9 mil

Santos X SPFC- Vila Belmiro
Público – 9.299
Receita Bruta- R$ 281,5 mil

Santos X Botafogo-Pacaembu
Público- 20.981
Receita Bruta- R$ 314,8 mil

Oeste X Santos- Pacaembu (receita do Oeste)
Público-21.875
Receita Bruta- R$ 404,3 mil

Fica clara a diferença de público dos jogos em São Paulo em relação aos jogos em Santos. Em dois jogos no Pacaembu (mesmo que um seja como visitante) o time levou 42,8 mil torcedores. Apenas como comparação em todo o Paulistão 2008 os santistas levaram 66 mil torcedores em 10 jogos na Vila Belmiro, sendo que 23% referente a uma partida contra o Corinthians.

O custo para mandar seus jogos em São Paulo é maior do que na Vila Belmiro, mas por outro lado esse contato direto com seus torcedores paulistanos afeta positivamente o seu negócio, já que o torcedor sente-se mais próximo de seu clube de coração.

Uma questão que dificulta que o clube jogue mais jogos no Pacaembu são seus projetos na Vila Belmiro, como camarotes e espaço Visa por exemplo.

Por outro lado o torcedor de Santos já se mostrou pouco interessado nos jogos de seu clube e talvez o clube devesse “tirar férias” da Vila Belmiro.

É sempre bom lembrar que os dois títulos mais importantes que o clube conquistou nessa década (Brasileiro 02 e 04) foram conquistados fora de seu “alçapão”.

E você, o que pensa desse assunto? Você acha que o Santos deveria mandar seus jogos em São Paulo ou em Santos?


Responses

  1. Amir, boa proposta para discussão recheada com sempre precisos números.

    Na semana passada, entrei ao vivo no Eldorado ESPN esportes, onde assinarei coluna semanal a partir desta já e comentei sobre o jogo Corinthians x Palmeiras ser em Prudente. ‘

    Emendei com uma provocação legal….já que há uma indisposição velada em não jogar no Morumbi por parte dos clubes daqui da Capital talvez fosse hora de Corinthians e Santos unirem esforços com um eventual parceiro e procurar construir uma arena conjunta em SP, sonho antigo do Santos, nos moldes do San Siro de Milão…a repercussão foi grande com manifestações e perguntas de ouvintes.

    Abraços,

    Robert

    Olá Robert,

    Parabéns pela coluna.

    A idéia é boa, já prometi um post sobre o assunto,…

    Foi publicada uma matéria no ano passado na Stadia Magazine falando do assunto e citando o Brasil inclusive.

    Um abraço.

    Amir

  2. Certamente essas médias de público do Santos na capital são superestimadas, exatamente pela carência de jogos “tranquilos de ir” na cidade (pai de família não leva seus filhos a classicos, ainda mais como visitante)…

    Superestimadas porque, a se manter uma quantidade tão grande de jogos no Pacaembu, a média cairá… É natural.

    Porém, faz todo sentido para o clube aproveitar essa vantagem que possui (ter a maioria da sua torcida longe da cidade-sede) pra instalar um revezamento, que pode melhorar a média em ambos os estádios

    Abs

    Olá André,

    Certamente mais jogos do clube em SP tendem a apresentar públicos menores, que podem ser ampliados por ações de marketing.

    Os números comprovam que o mercado consumidor de SP é estratégico para o Santos, que deve fundamentar seu planejamento estratégico considerando todos os seus mercados.

    Nem falemos no mercado internacional que somente o clube tem…

    Um abraço.

    Amir

  3. Esta proposta de 2 times dividirem um estádio acontece com vários estádio do mundo, sendo outro exemplo o Alianz Arena, na Alemanha, em que TSV 1860 Munique e Bayern de Munique dividem o mesmo excelente estádio.

    Acho que essa idéia seria válida e talvez mais viável, pois dois clubes utilizando o mesmo estádio, as despesas seriam menores e o lucro com shows e outros eventos seria repartido entre os clubes.

    Mas, como corinthiano, eu preferiria um estádio próprio para o meu time, para que pudesse criar uma identificação forte com a torcida, transferindo para lá seu Museu e uma mega loja de artigos com a marca Corinthians.

    Olá Eduardo,

    Esse é ó ponto que dificulta o projeto caminhar. Farei um post sobre isso.

    Apenas para atualização, o Bayern comprou a parte do 1860 Munique do Allianz Arena.

    Um abraço.

    Amir

  4. Olá Amir. Como divulgação da marca Santos, tem sido proveitosas as aparições do time “peixeiro” no Pacaembú. Mas a arrecadação líquida do jogo em que foi mandante foi muito pequena (R$ 151.307,00). O valor médio do ticket é baixo demais. O torcedor pode dar-lhe um pouco mais de retorno, penso. Se não um preço médio de R$ 33,00 por ingresso como os do jogo do Corinthians ontem à noite, mas pelo menos um valor próximo de R$ 20,00 por entrada. Ademais, devemos levar em consideração que o Pacaembú é uma praça esportiva da municipalidade paulistana e não uma praça do governo estadual. Será que daqui a pouco algum cidadão ou entidade da cidade não travará este empréstimo para o “forasteiro” Santos?…

    Olá José,

    Fiz os cálculos também. Realmente o ticket médio líquido no Pacaembu é baixo para o Santos e até por isso deixei claro no post que os jogos custam bem mais para o clube em SP que na Vila.

    Mas acredito que o potencial mercadológico para o clube é grande jogando mais no Pacaembu. O Santos é um clube hoje que sofre com receitas por torcedor muito baixa em média.

    Sobre a sua questão do estádio ser municipal,acredito que o clube tenha uma importância para a cidade e torcida, o que não creio que acarretaria qualquer restrição.

    Um abraço.

    Amir

  5. Belo post Amir.

    Parece-me uma boa estrategia do Santos (se e’ que podemos chamar de estrategia) essa de alternar jogos entre Vila Belmiro e Pacaembu.

    Acho que eles devam limitar o numero de jogos na capital para manter esse aspecto de algo ‘especial’

    Nao podemos deixar de citar que uma das razoes para estarmos discutindo isso e’ o fato do santos ter vencido as partidas no Pacaembu. Se tivesse empatado uma e perdido a outra, ninguem estaria falando disso. Isso nao e’ um problema, mas a realidade de quem lida com o futebol: planejamento, estrategia, marketing, e’ tudo muito bonito, mas basta o time perder uma ou duas e todas as belas ideias vao por agua abaixo.

    Mas, no fim das contas, acredito que o Santos deva ter claro que sua casa e’ a Vila Belmiro, e deve trabalhar e encontrar maneiras para que a torcida compareca `a sua casa.

    Para mim, o argumento de que a cidade e’ pequena nao cola. Tamanho, especialmente nesse caso, realmente nao e’ documento. A cidade de Sao Paulo e’ ao menos 5x maior do que Milao e os clubes daqui nao levam mais gente ao estadio do que la’.

    Eu sei q a condicao economica e’ muito diferente entre Brasil e Italia, mas la tambem nao se encontra ingressos mais baratos que 100 reais.

    Santos tem praticamente 500 mil habitantes; o Santos e’ uma marca mundial e mesmo assim leva em media 9 mil pessoas `a vila belmiro.

    So’ pra comparar, aqui vai uma pequena tabela com times de segunda categoria da inglaterra e o publico medio no ano passado e a populacao das cidades.

    Time – publico medio / pop. da cidade
    Sunderland – 43k / 180k
    Middlesbrough – 26k / 145k
    Bolton – 21k / 140k
    Hull City – 18k / 250k

    Esta’ claro que mesmo para uma cidade do tamanho de Santos, o Peixe leva pouquissimo publico a seus jogos e isso tem que ser mudado, de alguma forma.

    Esperemos que essas partidas na capital surtam efeito tambem para isso.

    Abs

    Joao

    Olá João,

    Obrigado pelo comentário e pelas informações.

    A verdade que o futebol tem muitas vezes problemas na execução de estratégias, em função do momento esportivo do clube.

    Penso exatamente como você, tamanho da cidade e torcida não justificam bons ou maus públicos e o caminho é a relação dos clubes com os torcedores interessados em seus jogos.

    O Santos talvez devesse intercalar as partidas e trabalhar o Pacaembu em momentos específicos, mas além da questão do contato com os torcedores de SP, há a possibilidade de ações de marketing com patrocinadores interessados nesse público.

    Um abraço.

    Amir

  6. Claro que é interessante manter acesa a paixão dos torcedores da capital (mesmo eu acreditando que o interesse maior esteja na receita). Porém, acho que a diretoria santista deveria dar um ponto final em discussões e dúvidas de torcedores e jornalistas quanto ao assunto. Algo como “Um mando no Pacamebú no mês”, ou “Um mando no Pacaembú a cada três mandos na Vila”. Acho importante que os vínculos com o torcedor da baixada sejam mantidos, primeiramente por respeito aos patrocinadores e torcedores (camarotes, por exemplo) e também pela força que o clube mostra quando joga em seus domínios, o que já foi destacado principalmente pelo zagueiro Fabiano Eller. Mas é importante trabalhar com artíficos profissionais e estratégicos com essa grande oportunidade que caiu no colo da diretoria santista. Esperamos que a diretoria tenha seriedade e inteligência para tirar proveito da situação.

    Olá Tiago,

    A idéia de formalizar a periodicidade dos locais dos jogos do clube é interessante, mas não me parece que esse tipo de planejamento faça parte da vida do clube.

    Agora com relação à força do time na Vila, gosto de destacar que as principais conquistas foram fora de seu estádio…

    Um abraço.

    Amir

  7. Olá Amir

    Concordo que esse tipo de planejamento não deva fazer parte da vida de um clube, seria uma ação por algum período para conquistar mais torcedores da capital e quem sabe incentivá-los a acompanhar o clube mais de perto.

    Com relação aos títulos fora de seu estádio, temos o exemplo do Corinthians com grandes conquistas no Morumbi, e tendo como “casa” o Pacaembú, local onde sempre é mais forte e a torcida apóia com mais fanatismo.

    A Vila Belmiro, apesar de não ser palco das principais conquistas do Santos, tornou-se um ponto forte do time da baixada, dentro de campo e também na força da sua torcida, criando um vínculo maior com o público da baixada, tentando reverter o fato de não ter hoje uma torcida tão forte como outros grandes clubes. Um forte abraço!

    Olá Tiago,

    O problema é que o time joga na Vila com 3 mil pagantes e não são poucas vezes no ano…

    Lembre-se que no Paulistão dee 2008 a média de público do clube foi ridícula.

    Um abraço.

    Amir

  8. Sugiro um post sobre este tema aí…..

    Segundo o jornal Valor Econômico, a Informídia Pesquisas Esportivas, após fazer levantamento sobre o valor das marcas dos clubes brasileiros em 2008, chegou aos seguintes números:

    1º) PALMEIRAS: R$ 2,754 bilhões em mídia espontânea em 2008 – a mais valiosa marca do futebol brasileiro

    2º) CORINTHIANS: R$ 2,694 bilhões em mídia espontânea em 2008 – a segunda mais valiosa marca do futebol brasileiro

    A matéria copiada do jornal impresso pode ser visualizada no link abaixo:

    http://www.verdao.net/noticia.php?n=1145

    Olá Marcos,

    E você acredita nesses números??

    Pode estar certo que brand value é outra coisa. Isso é apenas uma mensuração que no máximo pode servir de parâmetro para compreender o espaço ocupado pelo clube na mídia, nada além disso.

    Um abraço.

    Amir

  9. olá pessoal,
    sou português e costumo passar aqui pelo vosso blog para saber um pouco como anda o vosso futebol.
    quando estava a ler o texto acima lembrei-me da equipa da minha região (Beira-Mar – Aveiro, clube onde jogou o Jardel).
    Pois com a copa da europa em 2004 foram construidos novos estádios e aqui em Aveiro foi um deles.
    O clube com a mudança perdeu muito a nível de resultados, não sei se foi por causa do novo estádio, mas o certo é que as coisas complicaram e hoje o clube encontra-se na 2ªliga e em má situação.
    O processo foi o inverso do que se passa com o Santos ai no Brasil, pois aqui eles “fugiram” dos seus adeptos,estavam no centro da cidade e deslocaram-se para a periferia à procura de melhores condições. É certo que as têm mas só para os jogos pois continuam a treinar no velho estádio, os custos são maiores hoje e os adeptos não vão ao estádio (30.000 lugares) o que acontecia antigamente.
    Com isto só quero dizer que na minha opinião aquele estádio novo não foi construido na perspectiva das necessidades da região, cidade, clube e muito menos dos adeptos.
    Espero que algo seja feito para melhorar a situação, com o novo estádio como é obvio pois se se gastou tanto dinheiro nele que possa trazer vantagens e sobretudo beneficios para a região, cidade, clube e adeptos.

    Um abraço deste país irmão e continuação de um bom trabalho.

  10. Alguem sabe se tem algum onibus pra ir de Sao Paulo assistir jogo na Vila ???

  11. Bom quanto a dividir a torcida em Santos nao é verdade pesquisa do IPAT da TV Tribuna de Santos na cidade de Santos 50% torcem para o Santos e os gambás se tiverem 20% é muito e nas 5 maiores cidades da baixada a torcida do peixe tem a média de 40% quer dizer é maior da baixada então a torcida da baixada não curte muito ir aos jogos e na grande SP são cerca de 1,5 mihões de torcedoresdo Santos por isso essa média contra o Rio Claro foram 32.000 .Deveria intercalar um na vila e um no pacaembu.

  12. Sim, suas principais conquistas foram fora de seu estádio (a Vila Belmiro) mas o Santos também decidiu partidas importantes na sua casa


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: