Publicado por: Amir Somoggi | 20/fevereiro/2009

Receitas no futebol europeu – Parte I

No ano passado publiquei o post (Da teoria à prática), abordando os números da Deloitte e os resultados recentemente apresentados pelo estudo Football Money League da empresa de consultoria, com os 20 times de futebol com mais receitas na temporada 2007-08 registraram um incremento de 5,3% em suas receitas em Euros, atingindo € 3,9 bilhões.

bernabeu

Minha expectativa analisando os balanços de muitos clubes em 2007-08 era que o estudo da Deloitte superasse a barreira de € 4 bilhões em receitas geradas. Na última temporada as receitas dos clubes em Euros cresceram abaixo do valor real produzido, em função da perda de valor da libra esterlina, que se desvalorizou 15 % frente ao Euro.

Assim as novas receitas geradas pelos clubes ingleses com seu novo contrato televisivo, receitas de matchday, recursos da UEFA Champions League (CL) e novos recursos de marketing, que em libras cresceram, apresentaram redução em função do câmbio.

Um outro ponto interessante é analisar o corte feito no estudo para selecionar os 20 clubes, já que esse número vem subindo a cada ano e atingiu seu maior valor até o momento, € 104 milhões em receitas operacionais anuais geradas pelo Manchester City. No exercício de 2006-07 o último colocado foi o Weder Bremen, com € 97,1 milhões gerados.

O estudo mostrou a importância dos gigantes da Espanha, entidades desportivas sem fins lucrativos, a força econômica dos ingleses, o crescimento acentuado do futebol alemão, liderado pelo Bayern de Munique, os italianos com suas importantes receitas de mídia, mas reduzidos recursos com seus estádios e a presença dos dois franceses, Olympique Lyonnais e Olympique Marseille. E a grande surpresa desse ano foi o Fenerbahce, primeiro clube turco a figurar no estudo e que com sua receita de € 111,3 milhões ficou à frente de clubes como Everton, Aston Villa, West Ham, Celtic, Rangers, Lazio, entre outros.

No meu próximo post publicarei uma análise dos clubes que se destacaram em 2007-08.


Responses

  1. CORINTHIANS have ruled out the possibility of signing Manchester United striker Carlos Tevez.

    http://www.thesun.co.uk/sol/homepage/sport/football/article2258914.ece

    Olá André,

    Obrigado pelo link, mas acho difícil.

    Agora se o Tevez for para o Corinthians, acho que a torcida enlouquece…

    Um abraço

    Amir

  2. Amir, e a questão das dívidas dos grandes europeus, você têm os números?

    Olá Ricardo,

    Tenho os números de vários clubes, depois de falar sobre o estudo da Deloitte publico um post sobre alguns números.

    Um abraço.

    Amir

  3. Sobre os clubes inglêses, acho que é uma tremenda fria o mercado financeiro no que diz respeito a abertura de capital; juntamente com o que diz respeito a entrada de capital majoritario (especialmente os petroeuros dos oligarcas russos).

    A flutuabilidade do mercado, juntando com a “obscuridade” desses negócios que endossam (e na grande parte das vezes até tomam decisões) pode levar ao clube; de uma condição de uma aquisição de capital sem endividamento, para uma desvalorização sem precedentes.

    Realmente a abertura de capital não é o melhor caminho para os clubes, visto que contém um elemento imponderável, que é o esporte e que pode afetar sensivelmente o rendimento dos papéis.

    O Manchester obteve sucesso até 2005( o único case do mercado até o momento) quando foi adquirido pelo Glazer e mais recentemente o Lyon estava indo bem, mas com a crise global tudo mudou…

    O mercado inglês vive um momento complicado, visto que possui um alto nível de profissionalização, mas isso resultou em clubes administrados por muitos investidores, muitos deles estrangeiros e ainda com recursos financeiros de procedência duvidosa.

    Por isso que o modelo adotado por Real Madrid e Barcelona, fascina a mídia britânica, já que faturam tanto como os gigantes ingleses, mas são administrados para seus sócios.

    Um abraço

    Amir

  4. Obrigado pelas respostas sempre eficientes Amir…

    Ainda sobre o capital dos clubes, pelo ou menos aqui no Brasil, acho que a Lei Pelé minou o que poderia salvar os clubes do atraso que estão…

    Digo isso porque, “ruim com dinheiro PIOR SEM ELE!”

    Como instituições que recolhem impostos, e algumas são bem tradicionais a politica poderia colocar esses clubes nos eixos, com um determinado capital, mas com a Lei Pelé, muitos dos clubes que faturavam muito dinheiro agora vivem de 10 a 40% disso.

    Ainda estamos no day after da lei Pelé… O pior ainda está por vir!

    O problema é que tanto a Lei Pelé como a de Moralização do Futebol de 2003 não puderam obrigar a mudança de estrutura jurídica. Isso ocorreu por exemplo, na Inglaterra, Itália e Espanha, com uma ressalva, que beneficiou somente 4 clubes espanhóis.

    Pela inconstitucionalidade defendida por clubes e juristas sobre a obrigatoriedade ( Santoro, se puder me ajude…) a Lei aqui no Brasil oferece a opção ao clube de se transformar em empresa, manter-se como clube ou fazer parcerias para a gestão do departamento de futebol.

    Sem dúvida os mercados europeus se beneficiaram que cada clube foi gerido corporativamente, com acionistas que exigem receitas, controle nas despesas e lucros.

    Um abraço.

    Amir

  5. OLa, sei que este espaço nao é apropria para o que vou sitar mais aproveitando a ocasiao, sou descendente de espanhol e vivo a roma sou jogador profissionalizado em 2007 no Brasil e neste momento estou jogando em Roma, procuro por agentes interessados no meu trabalho por possivel negociaçao para jogar na Espanha aonde tenho certeza que posso crescer ainda mais
    tenho 23 anos
    sou centro campista
    deixo meu video qualquer interesse contar neste email : stevanplayer01@hotmail.com
    ou alguma opiniao me ajudara tambem, porque neste momento estou correndo sozinha atras de clubes! obrigadO!!

    http://www.youtube.com/stevinha10


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: