Publicado por: Marcos Silveira | 20/fevereiro/2009

F&N Entrevista: Eletrobrás

Depois de alguns imprevistos nas últimas duas semanas, chegou a hora de estrear o quadro que faltava aqui no Futebol & Negócio. Toda sexta-feira será dia de F&N Entrevista, uma oportunidade de saber um pouco mais dos players envolvidos no negócio futebol.

Nesta primeira edição, um breve “ping-pong”, por e-mail, com o gerente da Divisão de Eventos e Publicidade do Departamento de Relacionamento com a Sociedade da Eletrobrás, Jorge Aboud.

Eletrobrás

Obviamente a entrevista foi sobre o maior patrocínio de camisa da história do Vasco, anunciado com pompa no fim do ano passado: R$ 14 milhões anuais num contrato de 3 anos.

O problema é que até agora o contrato não foi assinado porque o Vasco não apresentou a certidão negativa de dívidas com o Estado. Trata-se de uma exigência do patrocinador, que apresenta aqui, com exclusividade, sua posição oficial:

F&N: Por que a Eletrobrás decidiu entrar no futebol? E por que escolheu o Vasco?

Jorge Aboud: O futebol, pelo fascínio que exerce no público brasileiro, é uma propriedade de suma importância para aumentar a visibilidade da Eletrobrás junto aos brasileiros. E não é de hoje que a Eletrobrás acredita e aposta nos esportes, lembrando que somos os patrocinadores oficiais do Basquete Brasileiro e do Basquete de Rua (Libbra). Queremos que o Brasil conheça a importância dos projetos em geração, distribuição e comercialização de energia do Sistema Eletrobrás para nosso país. E para isso, avaliamos ser o futebol uma alternativa bastante pertinente. O Vasco, que tem uma das cinco maiores torcidas do Brasil, está à altura da visibilidade pretendida pela Eletrobrás e o desafio que a instituição terá de retornar à elite, sem dúvida alguma, pode gerar ganhos institucionais para a nossa empresa.

F&N: Como a Eletrobrás encara essa demora para assinar o contrato? As partes conversam sobre isso?

Aboud: A Eletrobrás, por seu caráter de empresa de economia mista, exige de todos os seus parceiros e patrocinados documentação que provem eles estarem em dia com obrigações trabalhistas e fiscais. Esse ponto foi exaustivamente enfatizado desde nossa primeira reunião com os dirigentes vascaínos e estamos esperando a apresentação das certidões para continuarmos com o processo do contrato.

F&N: As últimas denúncias sobre a gestão do Roberto Dinamite não podem prejudicar a imagem do patrocinador? A Eletrobrás não se preocupa com isso?

Aboud: A Eletrobrás não se envolve com questões internas do Vasco da Gama, nem é esse o objetivo do nosso patrocínio ao clube. Nosso papel se restringe ao acompanhamento do cumprimento dos itens estabelecidos por contrato e avaliação interna sobre o retorno em mídia espontânea institucional que o patrocínio nos traz. De qualquer maneira, acreditamos que a história do Vasco da Gama, a força da sua torcida e a presença do clube na mídia por si só já agregam à marca Eletrobrás.

Certamente o torcedor do clube cruzmaltino está apreensivo com a demora na concretização do patrocínio e aguarda um desfecho positivo. Até mesmo para minimizar as últimas decepções dentro e fora de campo.


Responses

  1. A Eletrobrás segundo informações do CBN EC assinou o contrato com o Vasco, não apenas pela a exposição da série B; mas também pelo o fato do alto escalão da empresa ser formado por torcedores do vasco; o que causa estranhesa pois o clube é alvo de inumeros processos trabalhistas e fiscais…

    Sinceramente isso não me cheira bem…

  2. Agora os vascainos vão deixar as luzes ligadas para ajudar a Eletrobrás?

    Que desperdício, dinheiro gasto sem grandes retornos e ainda por motivos obscuros.

  3. Faço uma observação sobre esse texto extraído da entrevista: “Nosso papel (da Eletrobrás…) se restringe ao acompanhamento do cumprimento dos itens estabelecidos por contrato e avaliação interna sobre o retorno em mídia espontânea institucional que o patrocínio nos traz.”

    Quer dizer, ativação de patrocínio, nem pensar…investir dinheiro extra para aumentar a exposição (não necessariamente espontânea) é uma atividade essencial para fazer um patrocínio valer a pena. Qualquer literatura americana sobre investimentos em marketing esportivo – mais especificamente em patrocínios – deixa clara a necessidade de ativação com essa injeção extra de recursos (seja comprando mídia, seja realizando eventos, etc.), e esses recursos já devem ser contemplados em orçamento quando se toma a decisão de investir em patrocínio.

    Portanto, mesmo se não considerarmos as suspeitas de motivação política nesse investimento, já percebo que a Eletrobrás começa com um viés limitado. Em sua defesa, fique claro que a empresa apenas reflete o modo de pensar e agir da maior parte das empresas de nosso mercado.

    Abraços.

  4. Faltou a pergunta óbvia:

    Até que ponto o fato de o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, ser torcedor fanático do Vasco influenciou na escolha do time como patrocinado? Um político tem o direito de utilizar dinheiro público para ajudar seu clube do coração?

    É claro que o sr. Abud fugiria da resposta, mas não se pode deixar passar esse tipo de pergunta.

    Abraços!

  5. Empresas “mistas”? Na prática são empresas estatais, geradoras de produtos e serviços essenciais para movimentar a economia do país. Empresas que cobram impostos altíssimos dos contribuíntes, e que a meu ver, deveriam patrocinar sómente esportes amadores, olímpicos, na formação de atletas, e não patrocinar times profissionais. E o pior, como se pode ver pela entrevista, nem se importam com o que esta acontecendo dentro do clube, se tem desvios ou não.
    A Petrobrás despeja petrodolares a 25 anos no Flamengo, e o Flamengo tá quebrado, com salarios atrasados, dívidas monstruosas.
    Esta bolha uma hora vai estourar. Espero que ainda elegemos um Presidente responsável para acabar com esta festa.

  6. Acham estranho a eletrobras patrocinar o Vasco, porem normal a Petrobras patrocinar o Flamengo.

    As duas empresas nao ganham nada com esse patrocinio, ou acham que os flamenguistas vao usar mais combustivel por causa do patrocinio petrobras? e pra quem nao sabe o combustivel que voce poe no seu carro em qualquer posto do Pais foi comprado da petrobras.

    Esses patrocinios sao por dois motivos, primeiro fazer com que as pessoas gostem da marca pra num futuro, onde seja necessario isso se possa colher os frutos, e segundo sao os motivos politicos, e visto que o Brasil é o pais onde somente bandido entra no poder, nao da pra esperar muito dessas pessoas.

  7. Bom não sei se esou certo mas o que se houve por aí é que o Flamengo tem o patrocinio na camisa porém não recebe as parcelas justamente por não ter as CNDs !

  8. Concordo com vc joão

    Dinheiro estatal deveria ir apenas para esporte olímpico.

    Empresa mista, que ele quis dizer, é que uma parte das ações são privadas.

    Por exemplo, a Liquigás que patrocina o Botafogo é uma empresa de capital misto.

    Abraços.

  9. Já postei sobre este assunto. Sempre defendi que uma empresa estatal tem que ser gerida como empresa privada e, por coerência, nada tenho contra uso da publicidade pelas estatais … desde que visando aumentar o retorno do acionista, no caso o Governo Federal.

    Ora, a troco de quê a Eletrobrás vai investir R$ 14 mi num clube de futebol? Ela precisa convencer seu consumidor a comprar? Precisa conquistar market share dos concorrentes? Óbvio que não. Como diria Odorico Paraguaçú é de muita “carapaudice” a resposta do sr. Gerente da Eletrobrás. Aliás se trai na resposta, pois tipicamente o que apresenta como justificativa para o contrato – Queremos que o Brasil conheça a importância dos projetos em geração, distribuição e comercialização de energia do Sistema Eletrobrás para nosso país – é propaganda institucional, assim devendo ser encaminhada e nunca dirigida a um vetor exclusivo (a camisa do CRVG ou de qualquer outro).

    Pobre Brasil do PMDB.

  10. Não tenho nada ha acrescentar aos comentários aqui postados, falar o que? Fazer o que? O que me resta é me indignar com essa e outras situações do senário esportivo.

  11. Tirando o Vinicius Melo, que parece ser um cara sensato, acho que o restante dos comentários devem ser de flamenguistas invejosos frustrados com seu time que levou um passeio do Resende!

  12. A Petrobrás patrocina o RIVER PLATE da Argentina, que por questões de nacionalismo coloca a marca verde e amarela em preto e branco.
    Todo mundo acha normal isso, mas se uma estatal se dispoe em patrocinar o Vasco, uma das maiores torcidas do Brasil, QUE ABSURDO!!!!

    Outro assunto….

    Deveria ter perguntado, quanto tempo a eletrobras estaria disposta a aguardar as certidões do Vasco…

    Faltou essa pergunta, faltou mesmo…

  13. Acho no mínimo curioso que uma empresa que não comercializa um produto destinado ao grande público (ao menos, não no varejo) estaria disposta a investir R$ 14 milhões por ano em uma propaganda institucional em um clube de futebol brasileiro.

    Aproveitando a própria citação do Sr. Aboud, faz mais sentido a uma empresa estatal (ou mista) investir em esportes tidos como amadores, como é o caso do basquete brasileiro, sem dizer que aposto que as cifras são muito inferiores.

  14. Eu queria saber qual é o clube no Brasil que não está endividado. O Vasco apesar de tudo é um dos clubes com menos dívidas conforme reportagens de 2009 de alguns jornais. Por exemplo Flamengo, Fluminense, Botafogo, Corinthians a dívida é maior e os outros estão em condições iguais. Quem gastar menos terá o reflexo em algubns anos como retorno.

  15. esses comentarios contrario ao patrocinio da eletrobras so podem vir de urubussss com muita dor de cotuvelo!!!!!!!! a enveja mata ka!ka!ka!ka! vascao eo vasca eo!!!!!!!!!!!!!!1

  16. a eletrobras vai patrocinar o cr vasco da gama uma instituiçao centenaria e altamente competente o presidente do vasco junto com seus pares sera inteligente o bastante para administrar o clube o resto nos vascainos nao temos que dar ouvidos saudaçoes vascampeao


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: