Publicado por: Marcos Silveira | 15/fevereiro/2009

Frase da semana: Gasolina na fogueira

Em primeiro lugar, peço desculpa pela ausência do quadro Memória F&N de ontem. Tive um problema com o vídeo e acabei não conseguindo postar. Fica pro sábado que vem.

A frase da semana de hoje é um tanto quanto óbvia e já foi destacada em outros blogs, mas não tem como ser ignorada. E novamente vem do Parque São Jorge:

“Enquanto eu for presidente, o Corinthians não joga mais no Morumbi.”

Andres Sanchez, presidente do Corinthians, após ser re-eleito neste sábado, mostrando que a polêmica do mando de campo com o São Paulo está longe de acabar.

Da mesma maneira que o São Paulo tem razão em fazer valer o fator torcida quando joga no Morumbi (explorando cada vez mais a venda de carnês e ingressos antecipados, com lugares marcados), o Corinthians tem todo o direito de mandar os clássicos contra o rival no Pacaembu ou em qualquer outro estádio (reservando também apenas 10% dos bilhetes para sãopaulinos).

O que dirigente nenhum (do Corinthians, do São Paulo ou de qualquer outro clube) pode fazer é alimentar sentimentos revanchistas e inflamar o torcedor, que se move pela paixão. Dirigentes tem a obrigação de serem responsáveis, principalmente pelo que fazem, falam e deixam de falar.

O que me incomoda na declaração do Andres é o tom pessoal (“enquanto EU for presidente”) e a falta de tato para lidar com uma situação que já pegou fogo a semana toda. Típica de um torcedor incendiário e não de um administrador racional.

Se tivesse bom senso, o mandatário corintiano esperaria a chama da discórdia baixar, ou melhor, deixaria pelo menos passar o jogo deste domingo, antes de falar qualquer coisa.

E o pior é que boa parte da imprensa faz questão de explorar esse tipo de frase infeliz, mantendo acesa a fogueira do clássico, que só deveria ser quente dentro de campo.

Só nos resta torcer para que o clássico de logo mais não tenha nenhuma ocorrência grave…

Anúncios

Responses

  1. Pessoalmente, Marcos, acho que falta responsabilidade. Uma coisa é alguém jogar palavras ao vento, outra bem diferente é o presidente do Sport Club Corinthians Paulista agir dessa forma imprudente a menos que ele realmente vá cumprir com o prometido, afinal, esse filme eu já vi em 2005:
    .
    …o vice-presidente de futebol Andrés Sanchez, durante entrevista coletiva, garantiu: “falei com o presidente Alberto Dualib por telefone e está decidido. O Corinthians, aqui, não joga mais, pois a Vila Belmiro mostrou que não pode abrigar clássicos dessa grandeza e colocou em risco a integridade física das pessoas. Perdemos quatro ou cinco vezes lá no Pacaembu e nada disso aconteceu. Hoje ocorreu o que vínhamos falando há muito tempo. Temos que agradecer é ao trabalho da Polícia Militar, pois se não fosse por eles, não sairíamos daqui com vida. Se marcarem jogo aqui, a gente não vem. Perdemos por WO”.

    Pois é.

    Pois é Lara…

    Eu até acho que dessa vez a chance de cumprir é maior.
    Mas não faria diferença se ele deixasse a promessa de não jogar mais no Morumbi pra segunda-feira, não acha? 😉

    Obrigado pelo comentário e continue participando!

    Abs,
    Marcos Silveira

  2. De fato, Marcos.

    Já dizia a minha avó que cautela e canja de galinha não faz mal a ninguém. 🙂

    Abç.

  3. ta mais do que certo
    se o sao paulo quer guerra, guerra tera.
    dos 10 maiores publicos do morumbi 8 sao do curinthian, e os outros 2 sao o papa e a madonna,
    Entao vamo ver como eles vaum manter o elefante branco sem o curinthian.
    andres fez o que todos nos queriamos fazer, por isso vai ser nosso presidente por mais 3 anos, porque eh a voz da fiel e nao um engomadinho

  4. Oi Amir
    Venho acompanhando o teu blog.
    Com relacao as dividas dos clubes, qual o risco de insolvencia dos nossos clubes de futebol?
    Existe na historia algum clube brasileiro que sofreu esse processo?
    Na tua opniao qual ‘e a tendencia e a solucao pra que os clubes nao corram esse risco?
    Um abraco
    Mauro

  5. Discordo totalmente do seu post.

    A decisão do Andres foi muito inteligente, talvez a melhor até aqui.

    O, no mínimo, claríssimo erro de planejamento do SPFC, ao não negociar antecipadamente o mando de jogo, deve causar um prejuízo aproximado de R$ 3 milhões de reais ao Morumbi.

    Lembre-se que, no início da temporada, o Corinthians solicitou ao SPFC o Morumbi para TODOS os jogos da Copa do Brasil.

    Erro estratégico monumental do São Paulo. Coisa para cair diretoria (lá existe uma oposição realmente fiscalizadora). Isso vai ser cobrado lá nas próximas eleições, pode escrever. Ontem, ouvi dirigente do SPFC pedindo desculpas públicas ao Andres.

    Para o SCCP não haverá perda de receita. Haverá ganho, pois ele venderá os direitos dos jogos para a TV.

    PS: é ótimo que o presidente tenha declaração de torcedor. Não entendo essa insistência de querer um comportamento contido de dirigentes eleitos pelos clubes. Não se trata de franquia como na NBA.

  6. O grande erro do São Paulo foi o aviso às vésperas do jogo.

    O grande azar foi avisar na semana de eleições do corinthians… foi uma chance perfeita pro Andrés poder jogar pra galera.

    Mas é direito do São Paulo, fornecer a cota de visitante a qualquer adversário.

  7. Olá Marcos…!!!

    Lamentável esse tipo declaração, dada por um dirigente que se reelegeu nesse sábado para mais três anos de mandato ao cargo maior do S.C. Corinthians Paulista.

    Em minha opinião, não há mais espaço para esse tipo de dirigente, não só no futebol, mais no esporte em geral. Os dirigentes precisam buscar entre eles, essenciais alternativas, principalmente em Marketing, visando o melhor para o torcedor e é o torcedor há essência do mundo esportivo.

    Repudio total a frase da semana, proferida pelo Sr. Andres Sanches, atual presidente do S.C. Corinthians Paulista.

    Um Abraço!!!

  8. O marqueteiro sãopaulino Julio Casares não escreveria algo de teor muito diferente ao dessa postagem.

    Quando Andres Sanchez repudiou veementemente o intempestivo anúncio do São Paulo de destinar apenas dez por cento dos ingressos para os corinthianos, os “advogados” sãopaulinos o acusaram de estar fazendo jogo de cena, por causa da eleição que seria realizada no sábado.

    Terminada a eleição, Andres eleito, ele faz a declaração que todo corinthiano queria ouvir, e agora é acusado de “falta de tato” e de bom senso?

    Ninguém acusou os dirigentes sãopaulinos de terem “”falta de tato” e de bom senso”, apesar da seqüência de atitudes amadoras e provocativas tomadas durante a semana (uma retrospectiva: http://www.loucosporti.com.br/aquiecorinthians/?p=131 ).

    Quanto à frase : “O que me incomoda na declaração do Andres é o tom pessoal (”enquanto EU for presidente”)” , o que o blogueiro queria, que o Andres dissesse que nunca mais o Corinthians vai jogar no Morumbi? Esse é, de fato, o desejo de todo corinthiano, mas não há como o Andres fazer esse tipo de afirmação, pois extrapola os seus poderes. Tudo o que ele podia fazer, e bem o fez, foi garantir que, até o final de seu mandato de três anos (sem direito a reeleição), o Corinthians vai abdicar de sua condição histórica de fonte substancial de renda do São Paulo, e não vai mais alugar e mandar jogos no Morumbi.

    Está óbvio que os sãopaulinos “estão sentindo o drama”. Mas o que acontece é que, quando a cabeça não pensa, o bolso padece…

    Oi Paulo,

    Já escrevi um comentário para todos, mas resolvi responder pra você separadamente.

    Sobre o link de “retrospectiva” que você sugeriu, penso que a imprensa tem uma GRANDE parcela de responsabilidade no acirramento dos ânimos antes de um clássico como São Paulo X Corinthians.

    E sobre a postura do Andres, lamento, mas sou totalmente contrário a dirigentes-torcedores. O corintiano pode até vibrar com o populismo dele, mas esse tipo de comportamento não pode existir num futebol cada vez mais profissional.

    Obrigado pela audiência e pelo comentário, mas peço que compreenda que o blog Futebol & Negócio não tem preferência clubística.

    Abs,
    Marcos Silveira

  9. Parabéns ao presidente Andres Sanchez.

    Respondendo à indignação da Fiel, e ao seu desejo de uma reação significativa, Andres agiu condignamente ao seu posto de presidente do Corinthians – aquele que nasceu para ser, sempre foi, e continuará sendo, o Time do Povo.

  10. O blog Futebol & Negócio sempre se caracterizou por respeitar a opinião de todos. Em contrapartida, exigimos respeito e pedimos que os leitores tentem ser mais isentos e menos apaixonados nos comentários.

    Cada integrante do F&N tem seu time, mas o blog preza pela imparcialidade (que pode ser verificada em 13 meses de existência) e torce apenas pela evolução do futebol brasileiro, que precisa se profissionalizar fora de campo para continuar dominando dentro das quatro linhas.

    Foi nesse contexto que fiz a crítica ao presidente re-eleito Andres Sanchez, que vem fazendo um trabalho elogiável à frente do Corinthians, mas pisou na bola ao alimentar uma rivalidade que já é grande. A crítica seria idêntica se o autor da frase fosse Juvenal Juvêncio, Luiz Gonzaga Belluzzo, Marcelo Teixeira ou qualquer presidente de outro grande clube brasileiro.

    Declarações como as de Andres, antes ou depois da eleição, são irresponsáveis, só servem para “jogar pra torcida” e incentivam ocorrências lamentáveis como as que aconteceram após o jogo deste domingo no Morumbi.

    Confira na matéria do UOL:

    Briga entre corintianos e polícia deixa feridos e estádio danificado
    http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas/2009/02/15/ult59u187974.jhtm

    Nós do F&N nos orgulhamos do alto nível do debate proporcionado pela nossa audiência qualificada e esperamos que isso seja cultivado por aqui.

    Tenho certeza de que o pior poderia ter sido evitado se os dirigentes fossem menos impulsivos e mais equilibrados. O futebol brasileiro precisa dessa mudança radical e acredito que estarei vivo para ver esse novo cenário.

    Abs,
    Marcos Silveira

  11. Eu sou muito mau informado ou ingênuo demais pq ainda não vi o problema do SPFC querer usar um direito que ele tem e foi concordado, confirmado e assinado pelos outros clubes no inicio do campeonato.
    Parece até que o Corintians presta um favor ao São Paulo por jogar lá no Morumbi.
    Eu espero que todos os clubes com grandes torcidas e grandes brigas tomem essa decisão do 10% pq msm com o ocorrido hj é uma boa medida contra violência… ou não é?

  12. FALANDO EM GASOLINA, O POLIVALENTE MAC, ALÉM DE DIRETOR E VEREADOR TAMBÉM SERVE PARA FRENTISTA DE POSTO:

    Às 19h35, dez ambulâncias já haviam deixado o Morumbi levando pessoas com ferimentos mais graves para hospitais da região. Nos arredores do ambulatório do Morumbi, ainda houve uma ríspida discussão de torcedores corintianos com Marco Aurélio Cunha, superintendente do São Paulo. O dirigente deixo o estádio escoltado por seis seguranças.

    Antes, ele lamentou a confusão entre corintianos e a polícia militar e a usou como uma mostra de que o envio de apenas 10% da carga total de ingressos aos visitantes é acertada, além de ser regulamentada pela lei.

    “Isso mostra que cada vez mais estamos certos de restringir os torcedores visitantes para preservamos nosso patrimônio. É culpa da conduta ruim dos cidadãos. Acho melhor que um dia diminuam ainda mais os 10% para, amanhã, nem haver torcedor visitante”, opinou Cunha à rádio Jovem Pan.

    http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas/2009/02/15/ult59u187974.jhtm

    Oi Fábio,

    Obrigado pelo comentário, mas peço que não utilize CAIXA ALTA, porque na Internet equivale a gritar e aqui no F&N ninguém precisa gritar pra ser ouvido.

    Você tem razão em relação ao Marco Aurélio Cunha, que é um dos maiores “incendiários” do futebol brasileiro e muitas vezes se presta a papéis lamentáveis em programas de TV que gostam de polemizar.

    O link que você sugeriu é o mesmo que eu já tinha colocado dois comentários atrás.

    Continue participando!

    Abs,
    Marcos Silveira

  13. Marcos,

    O fato que ocorreu no final do jogo não pode ser imputado à declaração do Andres. Pois foi ocasionado pela obras realizadas num estádio ruim (não imagino Copa do Mundo em um estádio desses).

    Comentaristas nesse blogue mesmo alertaram que as tais obras, para melhorar a segurança do estádio, foram feitas às pressas. Fora que elas pioraram a circulação dentro do Morumbi (que já era horrível, diga-se).

    Espero que dessa vez, ninguém vai passar a mão na cabeça da diretoria do SPFC que é a principal responsável pela insegurança no Morumbi.

    Ah, nunca tinha acontecido isso lá. E eu já fui em zilhões de clássicos.

    Olá Afonso, obrigado pelo comentário.

    De fato a culpa pelo episódio ocorrido após o clássico de hoje não é apenas da declaração do Andres.

    Mas o clima gerado pela polêmica dos 10% durante toda a semana, e alimentado pela frase do presidente corintiano, certamente colaborou para o que aconteceu no Morumbi.

    Eu sou totalmente contrário à realização de jogos da Copa no Morumbi. Por mais melhorias que sejam implementadas lá, trata-se de um estádio velho, ultrapassado e com graves problemas de acessibilidade, inclinação e visibilidade. Nenhuma reforma é capaz de resolver essas falhas.

    Ao contrário do que você disse, outros tantos problemas de segurança e de vandalismo já aconteceram no Morumbi. Alguns deles também envolveram a torcida do Corinthians. O que não tira uma parcela de responsabilidade da diretoria do São Paulo.

    Participe sempre!

    Abs,
    Marcos Silveira

  14. São absurdos!

    A frase infeliz do Andres Sanchez, que adora “jogar” e planejar com a torcida.
    E o lamentável ocorrido após o clássico.

    Como eu achei radical a atitude do São Paulo FC, anunciando em cima da hora o caso dos ingressos. Ocasionando, em minha opinião, a perda do seu mais “fiel” cliente. Acho também, radical a atitude do mandatário corinthiano.
    Se ele tem como objetivo não jogar mais no Morumbi. Não poderia deixar esse objetivo em “off” para a torcida e mídia?

    Taí o resultado. Confusão e atentados ao torcedor comum de futebol.

    Agora, perdoe-me fugir ao assunto do seu post.
    Mas já chegamos ao ponto máximo no quesito segurança nos estádios e seus entornos.
    É inadmissível o despreparo do Policiamento. E também a falta de uma atuação conjunta entre Justiça Comum e Desportiva para que se façam leis que punam os vândalos que frequentam os estádios.

    É fácil de traçar o cenário dessa violência:

    T.O X T.O>Falta de Leis
    Torcidas Org. X Policiais incapacitados> Falta de Leis.

    Tais Leis que devem ser feitas pelo Congresso que só se preocupa por alterações sobre transferências de atletas.

    E uma pergunta pra finalizar.
    Por que o Presidente Lula não faz uma MP para que depois, ela seja convertida numa Lei?
    Já que ele é um torcedor e apaixonado pelo futebol.

    Abraços

  15. Obs:

    Correção:Se ele tem como objetivo não jogar mais no Morumbi. Não poderia deixar esse objetivo em “off” ?

  16. Hoje podemos ver o triste resultado da gasolina na fogueira criada pelos dirigentes de ambos os clubes, em qualquer debate esportivo e programa jornalístico da noite.

    Pelo menos começa um movimento que visa a redução do público visitante para 5%.

    Tivemos incidentes também no Rio e em BH, onde os jogos teriam cotas de 50% para cada time.

    Espero que a política de cotas menores para visitantes seja mantida, pois a grande maioria dos incidentes em dias de jogos de futebol acontecem em clássicos.

    Abraços aos amigos do blog, e parabens pelas discussões

  17. Eis que, depois de termos nos livrado (pelo menos, no que diz respeito a partidas de futebol) do trepidante “Promotor Capez”, aquele que, tal qual um “Aprendiz de Feiticeiro”, criou a caótica situação com a qual NÓS temos que lidar hoje em dia…

    PLIM!

    Aparece um outro promotor, cujo nome – ainda – não guardei, a afirmar, com convicção, o que fazer para resolver a questão violência e torcidas.

    Depois de uma semana em que uma partida de início de campeonato, sem maiores atrativos – Ronaldo não ia estrear, o São Paulo planejava (apesar de não divulgar) jogar com uma equipe mista – adquiriu contornos de tragédia anunciada, por causa do inusitado e intempestivo anúncio do São Paulo, de que a maior e mais fanática torcida brasileira teria uma cota de 10% dos ingressos para um jogo no Morumbi (pela primeira vez em 40 anos);

    e de, em evento marcado pela incompetência da PM, somada à segurança intrínsica do estádio do Morumbi e aos ânimos exaltados dos corinthianos, concretizarem-se alguns dos temores que cercavam a partida;

    o nosso promotor conclui que, se com uma porcentagem de 10% de ingressos para os corinthianos, aconteceram esses problemas, então, no próximo clássico, a torcida visitante…

    … terá 5% dos ingressos!!!

    SOCORRO!

  18. Caros,

    Dá até dó dos corintianos e seu ego que não cabe nem no maior estádio árticular do país. Eles acreditam que o São Paulo perderá receita se o Corinthians não jogar mais no Morumbi? Pura ignorância.

    Nos últimos 6 anos a média do clássico majestoso no Morumbi não atingiu 30.000 pegantes. Hoje já superou esse número mesmo sendo um jogo menor, transmitido pela tv e conturbado nos bastidores. A tendência é aumentar. Ou seja, os 90%/10% tendem a reduzir a violência e aumentar a frequência e receita do São Paulo.

    Não jogando no Morumbi o Corinthians é quem perde dinheiro pois terá que mandar seus jogos em estádios menores, com faturamento idem.

    Abraço

  19. Outra coisa interessante acerca desse grande problema.

    Talvez essa cota pra torcida corinthiana fosse desnecessária, se houvesse menos confrontos entre torcidas no clássico. Estes confrontos são responsáveis por afastar uma significativa parte da torcida dos jogos, e trazem a insegurança às arenas, que foi um dos motivos dados pela diretoria do SP para tomar tal medida.

    A discussão de soluções para a insegurança nos estádios seria algo muito mais saudável a ser feito pelas diretorias do que a guerra de declarações. Porém essas soluções passam por sanções às organizadas, que são politicamente importante em quase todos os clubes brasileiros.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: