Publicado por: Amir Somoggi | 20/agosto/2008

Executivos voluntários

O renomado Meio & Mensagem, principal veículo de marketing e comunicação do Brasil, publicou em sua edição 1321 do dia 11 de agosto de 2008 uma matéria de duas páginas intitulada “Craques fora dos gramados”, abordando o trabalho voluntário de executivos não remunerados em clubes de futebol.

 

Infelizmente sou obrigado a dizer que o Meio & Mensagem, veículo que respeito muito, fez um gol contra, já que deixou claro na matéria que os três principais clubes paulistas, São Paulo, Corinthians e Palmeiras, que adotaram essa iniciativa estão colhendo frutos dessa ação. Os três podem até ter melhorado, já que antes do trabalho realizado o marketing era incipiente. Entretanto dificilmente uma atividade dessa natureza criará uma estrutura interna que transforme os projetos para o torcedor e seus patrocinadores, já que dependerá do abnegado trabalho de indivíduos apaixonados por seus clubes.

 

A minha opinião sobre o assunto é que se desejamos transformar o marketing em nossos clubes a primeira iniciativa é remunerar seus profissionais e que esses executivos passem todo o tempo do mundo analisando, planejando e executando as futuras ações relacionadas à geração de receitas em cada clube e sejam cobrados como em qualquer empresa.

 

Os três clubes paulistas citados na matéria geraram em 2007 um total de R$ 411 milhões em receitas, valor suficiente para que cada entidade estruturasse departamentos de marketing altamente profissionais e criativos.

 

Será que esses executivos que segundo a matéria estão envolvidos com os clubes por pura paixão, deixarão de lado os seus afazeres em suas empresas ou empregadores para se envolverem em algum projeto que demande tempo com seu clube de coração?

 

E por que nesse número tão extenso de profissionais que trabalham sem ganhar nada para o clube, há pouquíssimos com experiência em projetos de marketing esportivo?

 


Responses

  1. Olá Amir,

    O primeiro passo deve ser concretizada a iniciativa de transformar o clube numa empresa, deta forma seus funcionários serão responsabilizados e remunerados, sendo que seus executivos respondam e presetem contas sobre seus resultados, porém é de interesse dos próprios dirigentes que isso não ocorra.

    Profissionalizar os dirigentes não só de marketing como outros departamentos é um passo importante para a moralização e principalmente na geração de resultados que tirem o futebol brasileiro desta situação calamitosa.

    Abraços,

    Sergio Mattos

    Olá Sérgio,

    Você está certo, essas iniciativas somente dificultam a estruturação mais profissional da gestão do clube.

    E o departamento de markeitng por ter mais glamour acaba sendo tomado por esses executivos-amadores.

    Não consigo imaginar esse tipo de iniciativa nas empresas e me questiono qual a real eficiência disso no longo prazo para os clubes brasileiros.

    Um abraço.

    Amir

  2. No futebol brasileiro não há eficiencia alguma, mas em seus interesses proprios há muitas…infelizmente.

    Olá Sérgio,

    Além disso, há uma vaidade de muitos desses torcedores-executivos-voluntários.

    Um abraço.

    Amir

  3. É isso mesmo Amir, enquanto não tiverem batendo cartão todos os dias nos clubes e recebendo um salario digino do cargo não teremos o profissionalismo que tanto almejamos.
    Só boa vontade não basta, aliais nenhum clube precisa disso, precisam é de profissionais gabaritados. Não me conformo de ver muitos jogadores médios (pé de rato como diria os antigos) ganhando salários na casa dos 100 mil reias sem dar nenhum retorno ao clube. Quantos executivos não poderiam ser contratados com um orçamento desses?

    Abraços

    Olá Ricardo,

    Você está certo em sua colocação.

    Orçamento para que um clube de ponta do Brasil monte uma equipe de gestão de primeira linha há, a questão é interesse e prioridade do investimento.

    O pior é que esses executivos não remunerados muitas vezes têm interesses políticos dentro do clube e administram os projetos com o coração, mesmo que em suas empresas ou empregos trabalhem de forma totalmente racional.

    Um abraço.

    Amir

  4. Caro Amir, não poderia concordar mais com seu texto.

    Se profissionalizar é o caminho, a dedicação dos profissionais, formação e experiência são fundamentais, porém, gostaria de acrescentar que estes profissionais precisam de autonomia e poder de decisão, e não estar sujeitos aos caprichos das criaturas políticas que orbitam os clubes…em resumo, o lado político do clube precisa virar “Rainha da Inglaterra” que é chefe de Estado, mas não de governo.

    abraços a todos,

    Robert

    P.S. este fenômeno de enxurradas de executivos se oferecendo pra trabalhar de graça nas organizações esportivas já foi prevista e comentada na 1.a edição do livro do Mullin, nos Estados Unidos. Optaram pelo profissionalismo, com resultados já até apresentados aqui no BLOG.

    Olá Robert,

    Você tem razão, o trabalho voluntário na administração de times profissionais já ocorreu em outros mercados, mas há pelo menos 15 anos vem sendo substituído por atividade profissional de executivos amplamente capacitados nas diferentes áreas da Administração Esportiva.

    Esse voluntariado somente serve para atrasar ainda mais o processo mais do que necessário de profissionalização da gestão de nossos clubes de futebol.

    Um abraço.

    Amir

  5. O problema no Brasil é que as administrações nos clubes, por motivos culturais ou má-fé dos seus dirigentes, seguem modelos do início do século e não voltadas pra modernidade.

    Os “dirigentes” dos clubes tradicionais só vão acordar quando suas agremiações forem superadas pelos clube-empresa. Mas poderá ser muito tarde…..

    Abraços,

    Olá Nico,

    Você está certo.

    A estrutura moderna que nossos clubes precisam criar depende muito de uma equipe multidiscplinar nas áreas de gestão que obrigatoriamente deve ser remunerada.

    Não consigo imaginar uma empresa bem-sucedida em qualquer segmento que tenha mais funcionários não remunerados do que profissionais pagos. Na verdade nas empresas, tirando alguns membros do Conselho de Administração, não há a menor possibilidade de ocorrer o que foi criado pelos clubes e assunto dessa matéria do M&M.

    Um abraço.

    Amir

  6. É muito óbvio que a área de MKT deveria ser profissional com remuneração para os seus colaboradores. Porque ninguém fez isso, ou sugeriu isso ainda??? NO SPFC é o Rui Branquinho e o Casares. Mesmo para eles seria um desáfio grande, prazeroso e que poderia ser rentável.

    Olá Breno,

    O problema é que esses nomes fortes que ajudam o marketing dos clubes não querem abrir mão dos bons salários que recebem nas empresas que trabalham full time.

    Sou um crítico ferrenho do que o SPFC, Corinthians e Palmeiras estão fazendo. Contratam um coordenador de marketing remunerado e convidam vários profissionais voluntários com renome.

    Esse é um erro que tem custado alto para as marcas dos clubes, já que os clubes desenvolvem projetos sem visão estratégica.

    Um abraço.

    Amir

  7. Há de se executar um intercambio com os clubes Europeus para modernização não só dos departamentos de Marketing, mais em linhas gerais, para estrutura do clube.
    Os clubes europeus, em se tratando de estrutura têm muito a nos ensinar.

    Com relação aos profissionais de Marketing e acrescento os demais, deveriam ser remunerados e conseqüentemente terem metas a cumprir, como já citado, como numa empresa de âmbito normal.
    Venho a tempos citando, que o futebol brasileiro e demais, precisam urgentemente de uma reformulação nos quadros diretivo, onde com isso novas idéias e iniciativas surgirão, para que se tenha e obtenha um maior valor necessário e talvez até imediato para chamada ‘MARCA’. Entenda como, Clube / Entidade.

    PELO O AMOR DE DEUS, SENHORES DIRIGENTES, SEJAM DO FUTEBOL OU DE ENTIDADES, EXECUTEM UM TRABALHO QUE AGREGUE VALOR A ‘MARCA’, NÃO HÁ USEM APENAS NO INTUITO DE GANHAREM DIVIDENDOS HÁ SI PRÓPRIOS…!!!!

    Abraço!!!

    Olá Carlos,

    Você está correto, um intercâmbio real com os europeus que traga uma nova perspectiva administrativa para os clubes seria um excelente caminho.

    O problema é que em muitos clubes a soberba não permite esse tipo de iniciativa, visto que os brasileiros se consideram diferenciados dentro das quatro linhas e não enxergam a necessidade de se estruturarem em termos de gestão.

    Sobre a questão dos dirigentes voluntários, acredito que muitos estão lá por objetivos políticos ou vaidade, o que não é ilegal, mas seguramente não agrega nada no longo prazo para o negócio do clube.

    Um abraço.

    Amir

  8. Caros amigos, relendo os comentários dos colegas de blog, me ocorreu um comentário adicional…tanto o Carlos e o Amir matam a charada quanto à dificuldade de provermos um intercâmbio com clubes do exterior; podem crer que seríamos bem recebidos lá fora, agora à soberba de achar que sabe tudo é acompanhada de uma outra questão, bem menos simples…o princípio de que quando algo é ruim por muito tempo, é pelo fato de estar bom para alguém…e estes “alguém” são os maiores obstáculos à transformação.

    Abraços a todos,

    Robert

    Olá Robert,

    Você está certo.

    Temos que torcer para algum clube buscar esse intercâmbio, começar a ampliar suas receitas e reduzir suas dívidas e assim outros serem obrigados a implementar um novo modelo de administração.

    Um abraço.

    Amir

  9. Robert,
    Concordo com o que você escreveu nos dois post. Até hoje procuro a resposta para uma pergunta:
    “Por que alguém abdicaria da sua vida profissional e familiar para exercer um cargo executivo?”

    Olá Thiago,

    Essa pessoa te responderá que é por amor ao clube, mas sabemos que isso não é a única motivação.

    Um abraço.

    Amir


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: