Publicado por: Marcos Silveira | 7/julho/2008

Uma arena do tamanho do Grêmio

Um dos posts mais esperados (e cobrados) aqui no blog finalmente saiu! Agradeço aos leitores Borracho e Matheus Gaúcho pelas dicas de links (e pela paciência) e ao vice-presidente do Grêmio e coordenador do Projeto Arena, Eduardo Antonini, pelos esclarecimentos e pela atenção dispensada ao Futebol & Negócio.

Maquete da nova arena do Grêmio

Nova arena do Grêmio fará parte de um complexo grandioso

A noite de 27 de março de 2008 já entrou para a história do Grêmio. Nessa data o Conselho Deliberativo do clube escolheu o consórcio liderado pela empresa portuguesa de marketing TBZ e pela construtora OAS como responsável pela construção da nova arena tricolor, no bairro Humaitá (zona norte de Porto Alegre), próximo ao Aeroporto Salgado Filho.

100 dias após a definição, falta pouco para o Projeto Arena sair do papel. O consórcio TBZ/OAS tem até o fim deste mês (julho) para apresentar as documentações e as garantias que o Grêmio exige para assinar o contrato.

Depois disso vai faltar apenas a liberação da Prefeitura de Porto Alegre e a formalização da Grêmio Empreendimentos (empresa criada pelo Grêmio para gerir o processo de construção junto com o consórcio), o que pode ocorrer a qualquer momento.

No último dia 30 de junho foram escolhidos os integrantes do Conselho de Administração da Grêmio Empreendimentos: Paulo Odone (atual presidente do clube), Fábio Koff (ex-presidente do Grêmio e presidente do Clube dos 13), Eduardo Antonini (atual vice-presidente), Alexandre Grendene (empresário), Sérgio Pegoraro (conselheiro), Mauro Knijnik (economista) e Marcos Herrmann (ex-vice-presidente).

Odone será o único dos conselheiros com cargo remunerado. Assim que a empresa for constituída, ele vai deixar a presidência do clube para assumir o novo desafio. A eleição do novo presidente gremista deve ser em setembro próximo. Além do Conselho de Administração, a Grêmio Empreendimentos terá uma diretoria profissional remumerada para cuidar do planejamento estratégico da arena.

Estrutura da arena

A nova casa do Grêmio terá 52.112 assentos distribuídos em 4 níveis (todos cobertos):

  • Arquibancada superior
  • Arquibancada inferior
  • Bancada Gold (com serviços mais sofisticados)
  • Área VIP (com 130 camarotes)

O projeto prevê ainda 882 lugares para a imprensa.

Números que impressionam

O novo estádio do Grêmio vai custar R$ 300 milhões, dinheiro que será obtido integralmente pelo consórcio TBZ/OAS, ou seja, sem qualquer endividamento do clube. O montante está de acordo com um orçamento médio para se construir uma arena moderna (padrão Fifa) no Brasil, mas representa apenas 30% do investimento no complexo, que totaliza R$ 1 bilhão.

Além do estádio, o empreendimento terá um shopping center (295.433 m2), 214.700 m2 de escritórios, um hotel (com 35.000 m2), um centro de convenções (21.075 m2), 155.540 m2 de apartamentos residenciais e um estacionamento (com 66.500 m2). Em termos de tamanho e estrutura não há nada sequer parecido na América do Sul.

Não conheço muito bem aquela região de Porto Alegre, mas imagino que deverá haver uma valorização considerável quando o projeto ficar pronto (a previsão é primeiro semestre de 2012). Conto com a colaboração dos leitores para tirar essa dúvida.

Modelo de negócio

O prazo de exploração da arena é de 20 anos. Durante esse período o resultado líquido será dividido conforme a seguinte composição societária: 65% para o Grêmio e 35% para os parceiros. Se a estimativa de receita anual (R$ 56 milhões) for confirmada, não há dúvida de que o Tricolor gaúcho terá feito um excelente negócio.

A outra contrapartida do Grêmio para o consórcio TBZ/OAS é o complexo do Estádio Olímpico, que vai ser entregue aos parceiros assim que a nova arena for inaugurada (e deve ser demolido). Vale ressaltar a ousadia da direção gremista que soube enxergar a oportunidade e, ao contrário de boa parte dos clubes brasileiros, não se prendeu a “questões emocionais”.

A parte imobiliária do projeto (que foi citada mais acima) não terá nenhuma participação do Grêmio. Em relação à infra-estrutura, estão previstos investimentos governamentais para melhorar a acessibilidade e o sistema de transporte da região. Dinheiro público, portanto, só aonde se justifica.

Para finalizar, é importante destacar que o projeto do Grêmio independe de uma possível escolha da arena como sede da Copa do Mundo de 2014, embora esteja sendo feito de acordo com todos os requisitos da Fifa. O mais provável, acredito, é termos um Gre-Nal extracampo na escolha do estádio de Porto Alegre.

Quem será que leva a melhor? A nova arena gremista ou o Beira-Rio reformado?


Responses

  1. Marcos, ouvindo a “voz do cliente” é que esse post foi gerado, além de sua natural relevância, legal !!!

    O projeto do Grêmio e Consórcio associado é bastante arrojado no aspecto arquitetônico e de negócio; outros elementos seriam necessários para julgá-lo mais adequadamente sob aspecto financeiro, porém, eu torço muito para que não só este projeto como os demais que estão na pauta pelo país afora tenham muito sucesso pois são projetos feitos sem dinheiro público e por gente que trabalhará muito, desde sua concepção, para que seja rentável e sustentável.

    Torço também para que esses novos espaços melhorem a experiência de consumo do produto futebol levando o público de volta aos estádios, todos ganham com isso; parabéns ao Grêmio e aos investidores assim como parabenizo e torço pelos demais projetos, alguns até comentados aqui no blog.

    abraços a todos,

    Robert

    Valeu Robert!

    Sempre que possível a gente tenta fazer essa “tabelinha” com os leitores.

    E você tocou num ponto imprescindível: a questão experiencial.
    Essa é uma das grandes bandeiras deste blog (e sei que é sua também).

    As novas arenas que vêm por aí (construídas ou reformadas) precisam resgatar um público que se perdeu nos últimos anos e conquistar cada vez mais novos segmentos de torcedores. Mais do que nunca o foco deve estar no cliente (torcedor).

    Só assim o futebol brasileiro irá alcançar um circulo virtuoso, com clubes mais fortes e competitivos, diversificação (e aumento) de receitas e torcedores que apóiam (e consomem) o time independentemente dos títulos conquistados.

    Abs,
    Marcos Silveira

  2. Pois é, este projeto não pode ser colocado no mesmo patamar dos outros, está em um nível bem acima.
    Não é apenas um projeto oportunista. Ele nasceu junto com a nova direção gremista, em 2005, quando o clube estava a beira da falência na segunda divisão.
    O que deixa qualquer gremista orgulhoso desse imponente projeto é o fato de não ter dinheiro público, mesmo sendo uma obra de grande valia para a cidade.
    Sobre sua dúvida sobre a região da nova arena, vale destacar que aquela região é totalmente desvalorizada, a beira da estrada na entrada de Porto Alegre, uma zona mais industrial do que residencial, contudo acredito que a partir da Arena será totalmente revitalizada se tornando um ponto de importancia consideravel para Porto Alegre.
    Outro aspecto interessante que não foi mencionado no post foi o fato de que juntamente com a Arena o Grêmio ja vem investindo no seu CT em Eldorado do Sul que também fará parte dessa grandiosa estrutura. Curiosamente a Arena sera a porta de entrada de Porto Alegre bem na estrada que leva a Eldorado do Sul, ou seja, A distância levada em tempo do CT à Arena será de apenas 5 minutos, mesmo sendo em outra cidade.

    Mesmo sendo gremista, acho que para estádio da copa será escolhido o Beira Rio, por ficar em uma zona mais “turística” da cidade. Mas o que vale pra mim é esse GreNal fora das quatro linhas, que tornará (minha opinião) a dupla GreNal, juntamente com o Sao Paulo, os 3 grandes times do Brasil, em relacao a Estrutura, estabilidade, socios, renda…. enfim.

    Forte Abraço

    Obrigado pelo comentário, Gustavo!

    Realmente a direção do Grêmio tem um grande mérito por ter começado a pensar no Projeto Arena há vários anos, ainda na época das “vacas magras”.
    E as conversas que tive com o Antonini me deixaram uma ótima impressão.

    E legal saber que a região onde vai ser construído o novo estádio será beneficiada.
    Isso aumenta ainda mais o valor do projeto.

    Continue participando!

    Abs,
    Marcos Silveira

  3. Caro colega, acho que a questão não pode ser sintetizada via concorrência. É como compararmos a reforma e modernização de um prédio histórico, como o Margs (museu de artes do rio grande do sul) com a construção do Santander Cultural. Explicação: São duas edificações distintas, que embora atuem no mesmo nicho, não se eliminam e tem linhas de pensamento completamente diferentes.
    Eu, como jornalista, entendo que o projeto do Grêmio tem tudo para dar certo, se seguir na linha coerente que o Antonini, sóbrio e coerente, tem descrito. A única coisa que paira como receio: não temos um único exemplo positivo neste sentido no país. A parceria tem que ser costurada com critério, cuidado e com cláusulas para todas possibilidades imagináveis. Por que? Porque as parcerias realizadas até hoje com MSI, ISL (sim, eu tenho plena noção que é diferente) não previam a interferência dos grupos nos departamentos de futebol e isso acabou ocorrendo da mesma forma. Então, o receio fica por conta da possibilidade de pressão “invisível” que o grupo terá na autonomia da gestão e no futebol do clube.
    Já falei aqui minha opinião sobre a construção das arenas. Ainda acho que estão sendo pensadas em realidades descontextualizadas e um tanto sonhadoras. De qualquer forma, entendo que há muito mais pontos positivos que negativos no projeto da Arena Gremista. A revitalização de uma área desvalorizada atualmente aqui em Porto Alegre, por exemplo, merece destaque.
    Sobre o projeto de revitalização do Beira-Rio, a história é outra. Há diversos problemas, mas também reconheço um grande mérito na atuação autônoma do clube em um projeto como esse. Merece uma análise minuciosa também.
    Abraços

    Olá Tércio, obrigado pelo comentário!

    Quando falei em concorrência, me referi apenas à disputa pela escolha do estádio que será usado na Copa de 2014 em Porto Alegre.
    O Gre-Nal fora de campo é digno de elogios e deveria ser copiado em outros lugares, afinal esse é o melhor aspecto da rivalidade, quando os dois adversários se esforçam para superar o outro.

    E concordo contigo quando você diz que todo projeto de construção ou reforma de estádio precisa levar em conta o contexto em que está (ou estará) inserido.

    Participe mais vezes!

    Abs,
    Marcos Silveira

  4. Cara, como aqui na província tudo é bipolarizado, os gremistas andam muito esperançosos com essa Arena, e os outros, bem os outros se mordem de inveja e enchem a boca pra dizer que vão reformar o estádio com dinheiro próprio, sem precisar de investidores. Como se fosse demérito fazer um bom negócio.

    Quanto ao fato de não se apegar ao Olímpico, até eu fiquei surpreso, apesar de ser da história do Grêmio a troca de casa… O Olímpico é de 1954, antes disso o Grêmio jogava no Parcão, tendo apenas um pavilhão para a torcida.

    Tem muito gremista ressabiado, pois o Grêmio teve aquela funesta parceria com a ISL no começo dos anos 2000, que faliu e deixou o Grêmio pendurado no pincel… Também tenho medo e espero que o Grêmio esteja se cercando de todas as garanitas possíveis para não ficar com dívidas caso a Arena não se concretize.
    Afinal, gato escaldado tem medo de água fria…

    Uma coisa que não entendo é por que o presidente Odone vai ser remunerado na Grêmio empreendimentos e os outros não?

    Finalizando, a Arena também ficará perto do Aeroporto Salgado Filho. Então, em 2014, quando os repórteres, jogadores, turistas, daqui e os estrangeiros desembarcarem para a COPA, passarão pela Arena para ir para o beria rio… e com certeza terão que voltar para fazer turismo na Arena! E com certeza vão sair de Porto Alegre comentando como o povo brasileiro é burro! Afinal, têm um dos estádios mais modernos do mundo e não usam na COPA! Preferem fazer os jogos num estádio de 1969 (15 anos a menos que o Olímpico, só…)

    Por falar nisso, a Prefeitura de Porto Alegre está relutando em aprovar o projeto deles, porque vão tornar uma área pública demasiadamente identificada com um clube.

    Abraço!

    Seja bem vindo, Alisson!
    E obrigado pelo comentário!

    Realmente a lembrança da ISL não é das melhores, o que pode justificar esse “pé atrás”…
    Mas entendo que a experiência fracassada anterior está sendo importante agora para esmiuçar a nova parceria e evitar surpresas.

    Volte sempre e participe mais vezes!

    Abs,
    Marcos Silveira

  5. Sou gremista, mas nao quero elogiar aqui somente o Grêmio, elogio tambem o Internacional (fora das quatro linhas pois dentro eu quero é que se quebrem mesmo).

    Os dois maiores times da região sul fazem um trabalho fantástico de marketing, o Inter já esta alcançando os 100mil sócios e o Grêmio acelera no mesmo rumo (apenas o São Paulo também caminha para isso), os dois times estão com projetos interessantíssimos de modernização e construção de estádios ( o que realmente eu não vejo no resto do Brasil, apenas alguns papéis mas nada tao concreto como o dos dois).

    E ao mesmo tempo que elogio os dois times do sul quero dizer que o Flamengo faz um péssimo trabalho neste sentido, o time de maior torcida do mundo, que tem pouquíssimos sócios? sinceramente que péssimo trabalho. O Flamengo tinha (e ainda tem) potencial para ser o maior disparada do Brasil, bastava criar planos de sócio-torcedor com um preço bem atrativo, quantos flamenguistas não iriam aderir? muitos com toda certeza.

    Olá Leonardo, obrigado pelo comentário!

    Concordo com quase tudo o que você escreveu.

    Participe mais vezes!

    Abs,
    Marcos Silveira

  6. ALELUIA!😀😀😀

    Assim, a area é no Humaitá, perto do Aeoropoto Salgado Filho e da Free Way (Lugar onde liga para praia e cidades do interior). Já estão fazendo um monte de prédios em volta..

    E o governo vai bancar no Máximo
    o transporte, como o Metro.

    Esse estudo de 56 mi/ano foi feito pela AAA (uma empresa lá da Holanda que o próprio Gremio contratou a dois anos) e reafirmado Pela Instituição Getúlio Vargas.

    Lembrando mais uma coisa, a TBZ terá participaçao SOMENTE na Arena. Não terá participação em sócios (que HOJE geram mais de 20 milhões anuais)

    Com certeza, o Melhor post de voces até hoje!
    Parabéns. Abraço.

    Valeu Matheus!

    Continue freqüentando o blog, comentando, criticando e sugerindo.
    A participação de leitores como você é fundamental!

    Abs,
    Marcos Silveira

  7. O Grêmio está correndo por fora para sediar a Arena..

    Semana passada a Secretaria do Meio Ambiente nao aceitou a proposta do inter para o estádio.Disseram que aquilo era um Vergonha! E o Presidente que coordena o estádio disse que era apenas um IDÉiA ainda..

    O Projeto “Remendão Para Sempre” Não foi baseado em nenhum estudo e eles nao tem nenhum patrocinador para a obra…

    Agora tirando o ponto de vista de Gremista, acho o projeto deles uma mentira. Porque eles teria que destruir toda a arquibancada para colocar cadeiras no padrão fifa (que exige 40 centimetros de distância da cadeira de baixo, hoje nao tem nem 20, quem ja foi lá sabe como é..)

    Acho que o Grêmio ganha essa briga. Por dois motivos:
    1) Nosso estádio vai ser melhor.
    2) As empresas que estão patrocinando vão fazer lobby para a Fifa sedia a copa lá.

    Pois é Matheus…

    Eu também acho que o Grêmio tem boas chances de levar a melhor, desde que não haja atraso no cronograma do projeto e das obras.

    O mesmo vale para o Palestra Italia em relação ao Morumbi.
    Se bem que eu não me surpreenderia se os dois estádios fossem escolhidos para a Copa…

    Abs,
    Marcos Silveira

  8. A arena vai ser construida no extremo norte de Porto Alegre, bem na entrada da cidade e na beira da Freeway. Na verdade eu preferia q fosse na Azenha pois apesar de ficar em uma zona central de POA e ser de dificil acesso pra quem vem de carro da RM ou de outras partres da cidade, muita gente vai a pe pro Olimpico em dias de jogos e pela propria historia do Gremio ali, alem disso eu gosto da ideia de times de bairro

    Mas a direçao acabou escolhendo o Humaita pelos melhores acessos apostando em quem vem do interior ou da RM (e pelo visto isso eh uma tendencia mundial – pelo menos eh oq notei nos ultimos projetos de arenas lançados)

    Atualmente o Humaita esta degradado, mas ja estao sendo lançados varios empreendimentos q vao mudar a regiao, como a nova ponte sobre o Guaiba, o viaduto Leonel Brizola (quase pronto), um mega condominio da construtora Rossi e a prefeitura ja garantiu a remoçao de uma vila q tem ali… outra grande vantagem pra quem mora na RM eh q o Trensurb (Metro de Superficie q liga diversas cidades da RM ao centro de POA) tem uma estaçao bem perto dali, e com a possivel construçao da linha 2 do Trensurb (linha subterranea q passaria pelos bairros mais movimentados de POA) ajudaria ainda mais na acessibilidade

    Pra quem se interessou, eu indico esse link com diversas informaçoes sobre a estrutura de Porto Alegre para 2014
    http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=547512

    ah, vlw por postar Marcos😀

    Legal Borracho!

    Como falei pro Matheus, continue interagindo com a gente!

    E mais uma vez obrigado pelas informações e pelo link.

    Abs,
    Marcos Silveira

  9. como alguns estão falando em sedes da copa eu acho que rio e são paulo deveriam ter duas sedes. São as cidades que tem mais hotéis, tão mais acostumadas a grandes fluxos de turistas e também porque o palestra itália vai ser pago com dinheiro particular e o engenhão, seria uma obra bem barata (ampliação para 80 mil lugares) e que contaria com ajuda privada. Isso ajudaria o Brasil a economizar um belo dinheiro e talvez evitar de construir dois estádios sem nicho pra ocupar (sem um time grande usando o estádio como sua casa, sem possibilidades de atração de shows e outros megaeventos) que seriam elefantes brancos

    Muito pertinente o seu comentário, Gustavo!

    Penso que essa possibilidade deveria sim ser considerada e não seria nenhuma grande surpresa.

    O maior obstáculo para isso acontecer é a questão política, que pode acabar incluindo um número maior de cidades na Copa, deixando SP e RJ com apenas um estádio cada.

    E os demais leitores, o que pensam dessa hipótese?

    Continue participando, Gustavo!

    Abs,
    Marcos Silveira

  10. O problema é quem nao consegue dissociar paixão clubística de bom senso. Ou quem comenta sem nenhum discernimento ou um mínimo de conhecimento sobre o assunto. Aí é complicado.

    Olá Tércio,

    Não queremos privar ninguém do debate (em alto nível).
    E aqui no blog nós sempre incentivamos a imparcialidade.
    Mas nem sempre é tão fácil deixar a paixão clubística de lado.
    Sempre que há algum exagero ou desrespeito, fazemos questão de combater.
    Não me parece que tenha sido o caso dos comentários deste post.

    De qualquer forma, reforço o pedido para que todos mantenham o equilíbrio!😉

    Abs,
    Marcos Silveira

  11. Marcos,

    Para as ultimas informações sobre o andamento da construção da nova casa do Grêmio, acessar a GrêmioTV pelo link: http://www.gremiotv.net.

    O programa Arena Grêmio, apresentado pela jornalista Bianca Ramos, destaca a assinatura de um convênio com a FGV para a atualização dos valores gerados pela Arena e os próximos passos.

    Parabéns pelo tópico.

    Obrigado pelo comentário e pelas dicas, Bruno!

    Eu destaquei o programa “Arena Grêmio” num post sobre a Grêmio TV.

    Para quem quiser ler, aí vai o link:
    https://futebolnegocio.wordpress.com/2008/04/24/gremio-tv-1-ano-de-transmissoes-ao-vivo/

    Abs,
    Marcos Silveira

  12. Parabéns pelo Post, está excelente.
    Quero complementar dizendo que conheço o trabalho do Antonini e trata-se de um cara com grande competência e visão. Fazia tempo que não aparecia no Grêmio um dirigente com ousadia e capacidade de inovação.
    O potencial do futebol e de nossos clubes é muito grande. Nada justifica a situação em que se encontram, a não ser incomptência e falta de seriedade de seus dirigentes.
    Parabéns ao Grêmio, que dará um grande passo rumo a um futuro ainda mais glorioso.

    Seja bem-vindo Luis!
    E obrigado pelo comentário e pelos elogios!

    Legal receber mais uma boa referência do Antonini.
    Sinal de que a impressão que tive não foi equivocada!

    Realmente há um imenso potencial inexplorado nos nossos clubes.
    Espero que outros sigam esse exemplo do Grêmio.

    Abs,
    Marcos Silveira

  13. Se o estádio* colorado for escolhido é simplesmente por critérios políticos…
    Arena será completa de moderna digna da Euro 2008.

    *moderado

    Olá Alexandre,

    Infelizmente a política ainda influencia muito nas decisões esportivas…

    Sobre o projeto de reforma do Beira-Rio, fique à vontade para criticar, desde que use argumentos sólidos e não provocações baratas.

    Abs,
    Marcos Silveira

  14. Levando em conta o que diz no contrato. Se essa Arena realmente sair (coisa que eu acredito) será mais uma Arena nova no país que gerará receitas altas pro Grêmio e deixará a cidade de POA mais charmosa.
    Na questão sede, é muita política envolvida! Não dá pra saber ao certo. Mas esse projeto é muito mais interessante que a reforma do Beira-Rio.
    E outra questão: tratando-se de um bairro na entrada da cidade e que não tem muita infra-estrutura exterior. Seria essencial o governo a ajudar a melhorá-la com metrô, estradas, e tráfego constante de ônibus.
    Só nos resta aguardar. Sem dúvidas é o maior projeto de Arena já apresentado relacionado a participação do clube. Pq a do Palmeiras terá uma participação pequena nas receitas do mesmo, sendo ainda superior às despesas atuais.

    Abraços

    Olá Ricardo,

    Realmente o projeto gremista está num patamar jamais visto no Brasil.
    Se der certo tem tudo pra ser uma referência no nosso mercado.

    Abs,
    Marcos Silveira

  15. É dificil nao ser passional quando se fala de futebol, é uma paixao fora do normal. Aqui no sul nao é dificil encontrar pessoas que se declaram (inclusive eu): “Gremistas, Gauchos e depois brasileiros”. Sobre o projeto Arena é relamente fantástico e eu acredito que tem tudo para dar certo pelas pessoas que estao envolvidas, simplismente entre outros os dois maiores presidentes que o Gremio já teve Paulo Odone e Fabio Koff. Quanto ao projeto do beira lago (o Guaíba é um lago) tambem seria um pouco interessante, provando que aqui no sul um time incentiva o outro, e esta rivalidade torna os dois grandes. Parabéns ao Gremio e (fazer o que?) sorte aos outros…

    Olá João Alberto, obrigado pelo comentário!

    Na verdade o blog não tem nada contra a paixão gerada pelo futebol.
    Só pedimos que haja respeito para manter o bom nível dos debates.

    E viva o lado positivo da rivalidade!

    Participe mais vezes!

    Abs,
    Marcos Silveira

  16. Tudo bem Marcos, nao tive a intenção de coibir a ignorancia nem criticar o clubismo dos gremistas que postaram, até porque entendo esse ponto de vista. Só que, vendo o projeto com clubismo, é mais complicado..isso que eu quis afirmar. Tento me distanciar do meu coloradismo quando leio informações sobre a reforma do Beira-Rio, que foi escolhido para sediar a Copa de 2014 em Porto Alegre. A visão contaminada do torcedor o “cega”, colocando a vontade de acerto a frente da real percepção acerca do projeto.
    De qualquer forma, eu nao desejo, como colorado, que o projeto do Gremio dê errado. Seria, no mínimo, burrice ir de encontro a um projeto que contribui com a economia e o desenvolvimento da cidade. E eu, como colorado, quero assistir greNAIS em estádios decentes..seria estupidez pensar o contrário..

    Excelente comentário, Tércio!

    É exatamente esse tipo de postura que queremos ver nos dirigentes de clubes.

    Continue nos brindando com suas pertinentes opiniões!😉

    Abs,
    Marcos Silveira

  17. Não vou poder deixar de tocar uma flautinha, agora!
    Como os colorados estão tão nervosos com a possibilidade que o Grêmio se mude de estádio, parece que foi incluída uma nova clausula no contrato com a TBZ. A TBZ fica impedida de demolir o Olímpico Monumental! O Grêmio vai usar o Olímpico só para jogar os GRE nais…

  18. Boa tarde Marcos e demais participantes,

    Sou um dos moderadores da comunidade Grêmio Arena no orkut.

    Ontem eu e outros dois moderados nos reunimos pela segunda vez com o Eduardo Antonini (excelente caráter).

    A uns dois meses atrás o Glênio (outro moderador) entrou em contato com o Antonini para saber da possibilidade de nos reunirmos com ele com o propósito de levar as principais dúvidas dos membros da comunidade (que hoje são 52 mil) sobre o projeto.

    O Antonini prontamente se colocou a disposição e no dia fez questão de tirar TODAS as dúvidas que foram levantadas. Além disso, pediu que levássemos sugestões para o projeto, o que foi feito ontem (11/07) no nosso segundo encontro.

    Ou seja, este grande e competente dirigente abriu um canal de comunicação com o torcedor, para que este participe ativamente deste que é, sem dúvida, o maior projeto da história do clube.

    Me sinto honrado de poder ser o porta-voz dos torcedores nesse processo.

    Agora, sobre a escolha das sedes, é muito simples: a título de INFORMAÇÃO, NENHUM estádio foi escolhido para ser sede. Aliás, sequer as CIDADES foram escolhidas. Portanto, afirmar que o Beira-Rio já foi escolhido é, no mínimo, uma gafe.

    Com a construção da Arena, as chances do estádio do co-irmão sediarem os jogos são de, aproximadamente, 0,001%. Isso porque comparar um estádio NOVO com um estádio REFORMADO (e mal reformado, diga-se por sinal, pois chega a ser um desrespeito o modo como os torcedores ficam amontoados) é como comparar um carro ano 1969 em bom estado com um 0 km. Com qual vocês ficariam?

    Saudações tricolores

    Olá Giuliano, obrigado pelo comentário!

    Muito legal a iniciativa de vocês no Orkut e principalmente o contato com o Antonini.

    Espero que essa tabelinha ajude a deixar a nova arena ainda melhor!

    A propósito, o que você acha de deixar um setor para a avalanche?

    Abs,
    Marcos Silveira

  19. Ah, segue o link da notícia sobre a reunião no site do Grêmio.

    http://www.gremio.net/news/view.aspx?id=5421&language=0&news_type_id=1

  20. Alisson. Estou muito nervoso. Não paro de tomar calmantes, nao sei mais o que fazer. Imagina se voces tivessem ganho maior numero de greNAIS então…

    Vou manter a coerência, Giuliano. Acredito que o projeto do Gremio vai dar certo, embora seja fato que alguns prazos estipulados tenham sido descumpridos (inclusive para votação do conselho deliberativo). Afirmei só que é necessário bastante critério, principalmente de torcedores que vão se propor a fiscalizar. É necessário menos deslumbramento e mais olho vivo. Lembram da ISL? Ouvi de vários gremistas que não existia chance de dar erro, que o contrato era muito bem amarrado. Sei que a situação é diferente, agora. Fora o fato de o Antonini, um dirigente mais capacitado e sério estar tocando o processo. Ocorre que, infelizmente, não temos nenhuma referência de um bom projeto destes no país. O caso da Arena do Atlético-PR é bem diferente, embora seja um bom exemplo.

    Seguem algumas gafes cometidas pela imprensa nacional nos últimos meses:

    http://globoesporte.globo.com/ESP/Noticia/Futebol/Selecao_Brasileira/0,,MUL96227-4482,00.html

    http://www.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?uf=1&local=1&section=Esportes&newsID=a1658384.xml

    http://www1.folha.uol.com.br/folha/esporte/ult92u324478.shtml

    Só mais uma coisa, Giuliano. Sediar a copa é um detalhe, detalhe mesmo. Se tu acompanhas o projeto do grêmio, deves concordar ainda mais com isso. A questão é aproveitar a onda de oportunidades provocada pela realização da copa para modernizar a infra-estrutura dos clubes. A copa passa (e bem rápido), o estádio fica.

    Fiz questão de colocar em negrito essa última frase do Tércio, que deveria ser um “mantra das arenas”. E vale tanto pra clubes quanto pra investidores…

    Abs,
    Marcos Silveira

  21. Obrigado Grêmio, NADA PODE SER MAIOR, o grêmio é a alegria dos nossos corações. Bela máteria, parabéns

    Obrigado Thobias!

    Abs,
    Marcos Silveira

  22. Ba muito legau essa materia valeu mesmo eu tava precisando de algumas informações e consegui, sem falar que pra mim que sou gremista de corpo, alma e coração essa metéria chega até despertar uma emoção, muito bom mesmo. e aquela questão do beira rio reformado, eu axo que não vai nem ter como comparar a grandiosidade da arena de terceiro mundo com um estadio reformado.
    Só estou meio desinformado sobre questão do futuro do nosso velho “Olimpico Monumental”.
    Parabéms ao grêmio e aos gremistas, esperamos ver inumeras vitórias tricolores dentro dessa futura nova casa do “imortal tricolor gaúcho”. A valeu pela matéria.
    Abraço.

    Obrigado pelo comentário, Maicon!

    Se você ficou emocionado com a matéria, imagine quando puder ver um jogo na nova arena…

    Sobre o Olímpico, ele será repassado ao consórcio TBZ/OAS assim que o estádio de Humaitá ficar pronto. Imagino que deve ser demolido para construir algum outro empreendimento.

    Volte sempre!

    Abs,
    Marcos Silveira

  23. Quem tiver dúvidas sobre a arena do Grêmio, pode entrar na comunidade oficial no orkut:

    http://www.orkut.com.br/Community.aspx?cmm=28704942

    Ou podem me mandar um e-mail:

    giu.rv@terra.com.br

    Abraços

  24. A area ali já está valorizada.
    Casas em um condominio próximo antes eram vendidas por 90 mil, hoje nas imobiliárias já contam com um aviso: “Próximo a futura Arena do Grêmio”
    e as mesmas casas são vendidas por 120, 140 mil…

    Olá Ezequiel,

    Obrigado pelo comentário e pela informação!

    Pelo visto as construtoras e imobiliárias de Porto Alegre sabem mesmo aproveitar uma oportunidade…
    😉

    Abs,
    Marcos Silveira

  25. Bom dia a todos!

    Estive lendo atentamente toda a discussão que envolve a construção da Arena do Grêmio e as escolhas da sede par a Copa de 2014 no Brasil e gostaria de compartilhar algumas idéias que tenho.
    Acerca das cidades sedes, se for analisada a questão política, a cidade de Porto Alegre dificilmente será uma sede, pois já existe uma enorme pressão política para que as capitais do nordeste sejam cidades-sedes, tanto que no projeto encaminhado pela CBF à FIFA sobre os estádios mencionam a construção de estádios em locais no mínimo estranhos, como Rio Branco(AC), Cuiabá(MT), Natal(RN), Recife(PE), Maceió(AL), Campo Grande(MS) e Salvador(BA), fora a reforma dos “elefantes branco” Mané Garrincha(DF), Castelão(CE), Serra Dourada(GO), Vivaldão(AM) e Mangueirão(PA), além de reformas no Mineirão e no Maracanã. Qual a semelhança entre todos estes estádios? Todos são públicos! Acho que não preciso dizer mais nada sobre os critérios a serem utilizados na escolha das cidades sedes, sem mencionar o fato de 2014 ser ano de eleições para presidente e governadores no Brasil e o que melhor para arrecadar votos do que uma série de construções públicas em véspera de eleição?
    Concordo com o Tércio (que digo ser admirador do seu trabalho na imprensa), ser sede de Copa do Mundo é detalhe, pois temos que pensar em algo que melhore a vida de todos os brasileiros e para o seu futebol, neste caso e não apenas em deixar tudo bonitinho para “europeu ver”. A Copa será para o Brasil o que o Pan foi para o Rio: uma verdadeira orgia com o dinheiro público.
    No âmbito regional intra-Mampituba, se levarmos em conta as exigências da FIFA em relações aos locais preferencias para escolha de estádios nas cidades sedes, o Beira Rio leva uma pequena vantagem sobre a futura Arena em apenas um ponto: hospitais próximo. A Arena ficará a pouco menos de 10 minutos de helicóptero do hospital mais próximo (e com condições) de atendimento, o Moinhos de Vento, e a pouco mais de 5 minutos do Conceição (que dispõe de heliponto também), já o Beira Rio basta apenas atravessar a Rua, pois o Mãe de Deus (um dos melhores do país) está praticamente do lado do estádio.
    Sou gremista e não tenho dúvidas de que se Porto Alegre for cidade sede (o que duvido muito que aconteça), tanto a futura Arena quanto o futuro Beira Rio reformado terão as melhores condições de sediar os jogos da Copa.
    Em relação ao local da Arena, há uma pequena indefinição sobre o exato local, pois poderá ser ao lado da BR 116 (próximo à Zamprogna) ou nas proximidades da BR 290 (na área do Colégio Sto Inácio), ambos com excelentes acessos, tanto pelas estradas quanto pelos bairros.
    De resto, este episódio deve ser visto como uma oportunidade ímpar para os clubes do Brasil se estruturarem e, acima de tudo, se profissionalizarem, pois temos todas as condições de transformar os nossos times em produtos de consumo no mundo inteiro, pois o que torna os clubes europeus grandes é apenas a sua estrutura profissional aliada a nossa mão-de-obra e produto de destaque deles: os nossos jogadores.

    Olá Christian, muito obrigado pelo excelente comentário!

    Participações como a sua enriquecem ainda mais o post e ajudam a melhorar o blog.

    Volte sempre e participe mais vezes!

    Abs,
    Marcos Silveira

  26. A propósito Marcos, meus parabéns pela matéria! Ficou muito boa mesmo, com muita qualidade e bem informativa. descobri o site hoje ao ler as notícias do Grêmio e irei acompanhar com mais atenção agora, pois sou um grande defensor do futebol com estrutura e gerenciamento prifissional, tanto dentro como fora de campo.

    Um abraço!

    Christian Siqueira de Souza

    Valeu Christian!

    Espero encontrá-lo aqui mais vezes.

    Fique à vontade para participar, sugerir e criticar.

    Este blog também é seu!

    Abs,
    Marcos Silveira

  27. Tércio,

    Certamente sediar jogos da copa seria apenas um detalhe, visto que este projeto tem mais de 3 anos, ou seja, muito antes de se confirmar a copa do mundo no Brasil em 2014.

    Como será uma obra construída com recursos privados, fica mais fácil convencer prefeitura e estado a investirem em obras que melhorem o acesso ao complexo (obras que já estão previstas).

    Sobre alguns prazos que foram estipulados mas acabaram não se confirmando, isso demonstra apenas o cuidado que os dirigentes estão tendo para que não se repita o caso ISL.

    Os conselheiros pediram extensão de um mês para estudarem melhor todas as propostas (duas na verdade, da Odebrecht e da TBZ), de forma que fosse escolhido o melhor para o Grêmio.

    No final de julho será entregue pela TBZ a minuta do contrato final. Este contrato será analisado e votado pelo conselho. Quando? Não faço idéia. Só espero que seja muito bem analisado, e que a demora se dê por cautela, e não por interesses pessoais (pois por incrível que pareça, existem dirigentes contra a arena. Não sei os motivos, mas pelo que ouço simplesmente vaidades politicas).

    Estou torcendo para que tudo dê certo. Afinal, quem não gostaria de assistir os jogos do seu time em uma arena dessas?

    Saudações Tricolores

  28. Saudações coloradas

    Devo lamentar, ter uma diretoria tão incompetente quanto a minha no âmbito da administração. Frequento o Beira-Rio a mais de 25 anos e vejo um estádio velho e problemático que beira o ridículo. Arquibancadas ruídas, banheiros quebrados(alguns até fechados), cadeiras de plástico fáceis de serem quebradas e um “teto” que quando chove te deixa encharcado.

    A 1 ano atrás quando recebi a notícia de que o Grêmio iria construir uma arena modernícima, de vo confessar que fiquei muito feliz. Pensei comigo mesmo que dentro de alguns anos, com um estudo arrojado e planejado, o inter construiria um estadio moderno e funcional. Mas para minha surpresa o meu clube anunciou poucos MESES depois a noticia de que o Inter iria REFORMAR um estádio de 1969. E diga-se de passagem o projeto é tão mal feito e elaborado que agora estão surgindo uma serie de encalços, inclusive com a secretaria do meio ambiente o qual o secretario é colorado, que com certeza atrasarão a obra o que vai fazer com que o Inter descarte o projeto. é um ABSURDO quererem que um estádio tão antigo concorra com “0Km” do Grêmio.

    Devo ressaltar que o projeto de um estádio para a copa não como a diretoria do COLORADO pensa que é. É muito mais que reformar um estádio. Todo o entorno deve ser avaliado. No caso do BEIRA-RIO, a avenida que cerca o estádio é tão pobre que só tem uma mão que “vai” e uma que “vem”. como eles quere receber milhões de pessoas com estas condições. só para ter uma idéia, a avenida que faz o entorno da futura arena, não é uma avenida e sim uma free-way co 3 mãos para cada lado(breve será espandida). não acredito que a diretoria do meu colorado possa sustentar o nosso velho estádio com a unica prerrogativa de que este è um lugar turístico. E pensando bem a futura arena do gremio ficará ao lado da futura ponte do lago guaíba que ficará lindíssima.

    Contudo devo deixar o meu abraço a todos e engolir todas as provocações que virão. O INTER contou vantagem antes do tempo e o grêmio com certeza será o palco dos jogos mais ilústres do mundo.

    Olá Rodrigo, obrigado pelo comentário!

    Imagino que muitos torcedores do São Paulo FC tenham o mesmo sentimento que você.

    Levando em conta a paixão do torcedor gaúcho (seja colorado ou gremista), não me surpreenderia se o Inter mudasse de idéia e resolvesse contruir um estádio ao invés de reformar o Beira-Rio.

    Eu tenho a convicção de que novas arenas são fundamentais para elevar o futebol brasileiro a um novo patamar, desde que sejam planejadas e executadas com critério.

    Abs,
    Marcos Silveira

  29. Caros amigos;

    Resido em São Paulo á 15 anos, mesmo assim sou sócio do meu amado tricolor a muito tempo, o que tenho a dizer é que aqui em São Paulo a imprensa vê com imenso menosprezo e chacóta em relação a contrução da arena do Grêmio, todos dizem que não vai sair do papel e que vai ser o fim do Grêmio… vamos mostrar para esse povo aqui e para que eles perem de criticar e começar a ver os seus defeitos, pois eu conheçe todos os estádios de São Paulo e sei o quanto é sofrido, perigoso ver jogos do time visitante, por esses estádios não terem a mínima condição de receber jogos do paulitão imaginan para uma copa do mundo.
    Hoje é dia de clássico aqui em entre São Paulo e Palmeiras, sabem o que a imprensa fala???

    São Paulo e Palmeiras jogam de olho no Flamengo, não dão a mínima para os times do sul, e é sempre assim não só hoje.

    Parabés e GD ABRAÇO TRICOLOR

    JUCEMAR FORNARI

    Olá Jucemar, obrigado pelo comentário!

    Apenas discordo de você sobre como a Imprensa paulista vê o projeto do Grêmio.
    Não existe menosprezo e sim desconhecimento e/ou desinteresse por parte dos jornalistas de SP.
    Trata-se de uma falha grave, mas não vejo como algo premeditado.

    Abs,
    Marcos Silveira

  30. po eu acho que em relação a transportes para um estádio de futebol, o mais importante é o metro ou trem, pois tem maior capacidade
    cito o engenhão como o exemplo. As ruas são relativamente estreitas no entorno porem tem-se a avenida suburbana a 15 minutos de caminhada onde está o norte shopping, que tem um estacionamento gigante, alem da linha amarela (via expressa que sai da barra e vai até a ilha do fundão, onde está o aeroporto internacional) proxima ao estadio, e uma estação de trens urbanos ao lado do estádio. No futuro é possível também uma estação de metro no estádio para melhor atender quem vem da zona sul. (alguem corrija-me se estiver errado algo)

    Você tem razão, Gustavo!

    Um sistema de transporte eficiente é fundamental para o sucesso de uma arena.

    Participe mais vezes!

    Abs,
    Marcos Silveira

  31. lendo o primeiro comentário, vc acredita que os torcedores vão voltar ao estádio pq teremos estádios novos, limpos e bonitos?

    Olá Zau, obrigado pelo comentário e pela pergunta!

    Eu não só acredito como tenho certeza (assim como o professor Robert, autor do comentário).
    Estádios novos, limpos e bonitos vão resgatar muitos torcedores e atrair públicos adicionais.

    O que mais precisa ser valorizado nesse cenário é o caráter experiencial de um jogo de futebol.
    Conforto e comodidade devem ser as palavras de ordem nas novas arenas que vão surgir.
    A partir do momento que essa experiência for boa, as médias de público irão crescer!

    Abs,
    Marcos Silveira

  32. Eu acho que tem muitas pessoas que pensam que os únicos estados que tem um bom futebol é São Paulo e Rio de Janeiro. Só porque são estados maiores e que tem times que QUALQUER UM conhece? Grêmio e Internacional são grandes times com grandes conquistas, conquistas de todos os tipos e eu acho sim que o Beira-Rio tem que ser reformado para receber os times da copa do mundo e acho também que a nova arena do Grêmio tenha que ser feita. Assim, esses ignorantes talvez parem de achar que é só nos tradicionais estados, São Paulo e Rio de Janeiro, que tem times bons! Que lixo! Lugar de aquecimento global, poluição, pobreza, e querem abrigar lá os gringos? Violência pra todo o lado e querem falar o que do Rio Grande do Sul? Por favor, ampliem suas vizões, ampliem seus conhecimentos, tomem nota da história desses grandes times gaúchos, e depois disso, venham querer dizer alguma coisa a respeito. Muito Obrigada.

    Olá Kim, obrigado pelo comentário!

    É inegável (e lamentável) que muita gente tenha esse pensamento bairrista.
    Mas obviamente não é o caso deste blog, que procura dar espaço para todos os times e estados.

    Por isso peço que você não generalize e principalmente não se contamine pelo vírus do bairrismo.

    Continue participando!

    Abs,
    Marcos Silveira

  33. paulista e carioca sao tudo XXXXXXXXX
    tem time de XXXXXXXXX que nunca ganham nada
    só sao conhecidos pela midia
    INTER!!!!

    Luciano, eu iria simplesmente deletar seu comentário, mas resolvi moderar para reforçar o aviso: este blog é um espaço de debates dos negócios do futebol e não uma arquibancada.

    Aqui não existe preferência clubística e muito menos bairrismo.

    Qualquer outro comentário ofensivo será sumariamente excluído.

    Conto com a colaboração dos leitores.

    Abs,
    Marcos Silveira

  34. Aos leitores do Blog,

    Gosto sempre de ressaltar que nosso objetivo é que o futebol brasileiro como um todo se desenvolva.

    Em nossos posts sempre procuramos apresentar exemplos e informações de diferentes estados.

    Segue link de uma matéria publicada no domingo no caderno de economia do Zero Hora falando dos projetos de Grêmio e Internacional

    http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default2.jsp?uf=1&local=1&source=a2040984.xml&template=3898.dwt&edition=10249&section=980

    Um abraço.

    Amir

  35. Gostaria de saber o que tu achaste do meu comentário, não concordas?

    Oi Kim,

    Respondi mais em cima.

    Abs,
    Marcos Silveira

  36. Olá Marcos Silveira,

    A Geral vai ficar atrás de uma das goleiras, setor onde os ingressos serão mais baratos pois em jogos não FIFA não terão cadeiras (as cadeiras são removíveis naquela área), e o espectador fica de pé o tempo todo.

    Logo, é uma maneira de garantir o acesso aos torcedores com um menor poder aquisitivo e, de quebra, mantém a “marca” da nossa torcida, a tradicional avalanche.

    Sobre essa parte do estádio, a idéia inicial é retirar o segundo anel (chamado anel VIP), aumentando a capacidade do primeiro anel.

    Isso será feito atrás de APENAS UM das goleiras.

    Eu acho muito boa essa idéia. No início pode parecer um pouco estranho, mas entendo que o estádio pode ficar muito bonito com essa alteração.

    Algumas características da nova arena:

    * Terá dois telões
    * A distância para o gramado será em torno de 12 metros (sendo 3,5 metros de FOSSO)
    * No futuro o fosso pode ser COBERTO.
    * NÃO existirão telas de proteção atrás das goleiras.
    * Ao contrário do Emirates Stadium, o último anel será RETO, e não ondulado.
    * A capacidade será de 52 mil (com todas as cadeiras). O Emirates Stadium tem capacidade para 60 mil pessoas.
    * As arquibancadas terão a inclinação MÁXIMA permitidas pela FIFA
    * Justamente por ter arquibancadas muito inclinadas, NÃO será possível fazer ampliação no futuro.
    * O gramado terá as mesmas dimensões do gramado do Olímpico (este tamanho é o padrão que será exigido pela FIFA em TODOS os estádios)

    Na comunidade tem muitas outras informações.
    Abraços

    Olá Giuliano,

    Mais uma vez obrigado pelas informações!

    Num primeiro momento devo admitir que considerei temerária a decisão de se fazer um setor para a avalanche gremista.
    Depois, pensando melhor, comecei a ver como uma boa notícia, já que mostra sintonia com o principal cliente da arena. E isso é o que mais falta no futebol brasileiro…

    Participe mais vezes!

    Abs,
    Marcos Silveira

  37. Com certeza a arena é o maior e mais moderno projeto de estádios no Brasil,maior do que o engenhão,em termos de qualidade,tecnologia,não tem como a fifa não optar pela arena,ainda mais que por mais que se faça um bom remendo no beira rio ,nada vai ficar igual ao projeto do Gremio.
    Pense bem voce prefere comprar um carro,de mais de 40 anos remodelado,pintado,chapeado,ou um Zero KM?Parabéns a coluna.
    Abraço a todos

    Olá Rafael,

    Não há dúvida de que uma arena nova tem mais condições de receber jogos importantes, mas não podemos esquecer que a escolha das sedes da Copa tem um peso político muito grande, ou seja, a questão técnica nem sempre prevalece.

    Participe mais vezes!

    Abs,
    Marcos Silveira

  38. ao contrário do q aconteceu nas copas anteriores, os clubes brasileiros é q estão correndo atrás da modernização e construção de estádios. Só espero q, como não será disponibilizada verba para a construção de estádios por parte do governo federal, esse dinheiro seja direcionado para a infra-estrutura das cidades q abrigaram os jogos.

    Seja bem-vindo João Marcelo!

    Essa também é a bandeira do blog: que os estádios sejam financiados por investidores privados e que o dinheiro público seja destinado apenas para obras de infra-estrutura.

    Volte sempre!

    Abs,
    Marcos Silveira

  39. É que eu tava vendo os comentários, e vi um que falava que só os times paulistas e cariocas são bons e que só lá que vale a pena construir sedes para a copa. eu acho isso um absurdo! pois além de contribuir para a ascensão de Porto Alegre, o Grêmio e Inter são times de grandes estádios, convenhamos. e eu acho horrível essa opinião de que só em SP e no RJ que os gringos poderiam ser bem recebidos. acho incrível a capacidade de avaliar que não se conhece. porto alegre pode SIM ser uma ótima cidade para abrigar os gringos, e pode SIM ter estádios bons e muito melhores que os que tem por ai.
    Fico por aqui, é melhor.

    Olá Kimberley,

    O comentário que você se refere (do leitor Gustavo) sugere que SP e RJ poderiam ter dois estádios na Copa por estarem acostumados a receber grandes eventos e possuírem estrutura para tal.

    Mas em nenhum momento foi colocado que o RS (ou qualquer outro estado) não pode receber os estrangeiros.

    Eu pessoalmente não enxergo uma Copa no Brasil sem a participação de Porto Alegre.

    Fique à vontade para continuar opinando!

    Abs,
    Marcos Silveira

  40. Kimberley, também acho absurdo que a copa não chegue a Porto Alegre, assim como acho isso em relação a Brasilia, BH, e Curitiba (e a pelo menos duas cidades no nordeste).
    Eu realmente não conheço Porto Alegre (apesar de que gostaria). Mas acho muito dificil mesmo que a rede hoteleira da cidade seja maior do que a de Rio e São Paulo, e que Porto Alegre receba grandes fluxos de turistas comparáveis ao carnaval e reveillon no Rio, por exemplo.
    Por isso fiz o meu comentário.
    Pelos projetos que venho observando, com certeza os dois de PA são os que tem mais chances de render dinheiro pois incluem hotéis, centro de convenção e até condomínios, e pelo que as pessoas que moram em PA falam, com certeza a Arena do Gremio é a melhor sede.
    A propósito, além de onibus e carro, quais são os transportes para se chegar na Arena do Gremio e no Beira Rio?

  41. Giuliano, eu já estive no segundo anel do engenhão, que deve ter essa inclinação limite. Uma avalnche ali seria algo bem arriscado, aquilo é muito inclinado msmo, e os degraus são altos. Talvez esse setor deveria ter uma inclinação menor.

  42. Gustavo,

    Sobre os meios de transporte, o torcedor poderá chegar na arena através de:

    – metrô: a estação Anchieta fica a 500 metros do complexo
    – aeromóvel: já existe um acerto para que uma estação do aeromóvel seja construída DENTRO do complexo
    – bicicleta: conforme o Plano Diretor Cicloviário Integrado de Porto Alegre, uma ciclovia será construída da Avenida Sertório até a estação Farrapos (em outras palavras, próxima à arena). Uma sugestão dada pelos TORCEDORES e aceita pela direção seria a extensão desta ciclovia até o complexo. Já foi dada a idéia também de no estacionamento da arena ser construído um bicicletário, para o pessoal poder deixar suas bicicletas em dias de jogos.

    Além dos já mencionados por vocês: carro, ônibus, lotação.

    Se considerarmos a proximidade do aeroporto, dá para ir até de avião (essa é sacanagem, ahuauhauha).

  43. Gustavo,

    Sobre a inclinação da arquibancada para avalanche, creio não haver grandes problemas, tendo em vista que a geral ficará apenas no primeiro anel, onde a inclinação não é tão acentuada.
    🙂

    Criei o blog oficial da arena, quem quiser dar uma olhada:

    http://arenadogremio.blogspot.com

    Abraços

  44. Gustavo, Porto Alegre não depende de outros meios de transporte além do ônibus e do carro para a ida aos estádios. Em dias de jogos os torcedores que não têm carro e moram longe vão de ônibus sem problemas (alguns ônibus são fechados especialmente para os jogos). Os que moram perto mesmo tendo carro vão apé. Existe também as lotações, os táxis… Os mesmos transportes serão utilizados para as idas a Arena. Para os que moram nos municípios vizinhos existe o metrô. Diversas reformas serão feitas em Porto Alegre para a Copa do Mundo 2014.
    Acredito sim que o teu comentário sobre o Grêmio e o Inter não serem times grandes tenha sido uma provocação.
    É de críticas, provocações e invejosos que o Rio Grande do Sul e os gaúchos se fortalecem!

  45. kristal eu reli todos os meus posts
    gostaria de saber onde eu disse que Inter e Gremio são pequenos?
    e se voce entendeu assim, desculpe-me mas essa nunca foi a intenção minha

  46. concluindo, Grêmio e Inter são grandes clubes, com ídolos como Figueroa, Falcão, Eduardo Lara, Hugo de Leon, e, é sabido por todos que a intenção desse blog não é a discussão clubística.

  47. comentando as respostas dos gauchos, é legal ver que será fácil para grande parte das pessoas que moram na Grande Porto Alegre chegar a arena do Gremio, algo que considero muito importante para o seu sucesso.
    Neste momento de janela internacional, agente ve a importância de maiores rendas para os nossos clubes para manutenção dos melhores jogadores no país e consequente fortalecimento do nosso campeonato. Construção de rentáveis arenas é um fator importante no enriquecimento dos clubes brasileiros.
    Eu sou dos que acho que a nossa liga podera ser a longo prazo o melhor campeonato do mundo, simplesmente pelo fato de termos os melhores jogadores do mundo, bastando para isso administrações profissionais.

    PS: Muito bom a comunicação torcida-clube na elaboração do projeto da arena, como eu vi no blog citado pelo Giuliano

    Abraços

    Olá Gustavo,

    Obrigado pela “intensa” participação!

    Espero que participe de outros posts, sempre mantendo esse equilíbrio exemplar.

    Abs,
    Marcos Silveira

  48. Marcos, primeiramente parabéns pela matéria e política do site; não o conhecia e tomei conhecimento pelo site do Grêmio.

    O que mais estou gostando nesse projeto do Grêmio, meu time, é a seriedade e cautela com que estão sendo tomadas as decisões, de modo a se evitarem erros. Esta Arena realmente é o sonho dos gremistas e aguardamos ansiosos pela conclusão da mesma. Vale lembrar que a mesma está sendo discutida a quase 2 anos (ou mais que isso), e fundada em estudo sério da AAA, o que nos dá confiança em sua viabilidade.
    O mesmo não se pode afirmar do reforma do Beira-Rio. Confesso que até eu fiquei chocado com a coragem da direção colorada de vender uma “idéia” para a FIFA e principalmente para seus torcedores.

    “O vice-presidente de patrimônio do Inter tranqüilizou os conselheiros. Ferreira disse que o que foi apresentado sequer é um projeto. Ele ressaltou que a realização da Copa do Mundo em Porto Alegre não depende de modernização completa do complexo. Precisariam, apenas, algumas reformas pontuais, começando com a cobertura do estádio, prevista para iniciar em novembro.”
    http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?uf=1&local=1&section=Esportes&newsID=a2014341.xml

    Fundado nisso nos parece claro a escolha da Arena do Grêmio para a sede da Copa, o que, realmente, embora exista a rivalidade, não é o que a mim mais interessa.
    O Grêmio tem uma situação financeira delicada e é muito triste para nós, torcedores, vermos nosso time ter que vender jogadores bons todos os anos para conseguir honrar nossos compromissos.
    A Arena, para mim, será o salto do Grêmio para uma nova fase, com dinheiro para investimentos em futebol e crescimento do clube.

    Uma questão ainda não levantada aqui é a obrigatoriedade de investimento de um percentual do faturamento da Arena no futebol do clube, o que estaria previsto no contrato a ser assinado, e que não tenho maiores informações, pelo que solicito a colaboração dos mais informados quanto ao tema.

    No mais, parabéns novamente pelo site.

    Seja bem-vindo, Renan!

    Muito obrigado pelo comentário e pelos elogios!

    Realmente o projeto da arena do Grêmio é digno de muito elogios.
    Não por acaso esse post está batendo recordes de comentários.

    Participe sempre!

    Abs,
    Marcos Silveira

  49. Gustavo: é EURICO LARA…!

  50. desculpa.. foi mal.. me ative mais a história do cara.. morreu depois de um grenal, defendeu um penalti no jogo

  51. Renan,

    A TBZ sugeriu ao Grêmio que constasse em contrato a obrigatoriedade de que 80% das receitas obtidas pelo clube com a arena fossem investidos no futebol.

    Porém, o clube não aceitou isso, pois não acha interessante “engessar” esses recursos, pois existem outras áreas que precisam ser revitalizadas (quadro social, marketing, etc) e dívidas a serem honradas (se bem que, até o término das obras, a expectativa é que as dívidas estejam praticamente quitadas).

  52. Valeu pelo toque Giuliano. Belo trabalho o seu na frente da comunidade também. Parabéns.!

  53. Olha isso é uma questao que nen deveria ser perguntada,mais ja ta ae;}nao a duvidas que a ARENA DO GREMIO,é o maior projeto de clubes da america latina,nao há estrutura pareçida com essa.
    E todos os otros esradios brasileiros nao possuem algo pareçido,A ARENA vai ser a cedi da copa do mundo de 2014 sem duvidas mesmo o beira-rio passando por melhoramentos.

    Olá Maicon,

    Ao contrário do que você coloca, esse assunto merece sim ser discutido.
    Só assim podemos ajudar a melhorar a gestão do futebol brasileiro.
    E esse é o principal objetivo do FUTEBOL & NEGÓCIO!

    Abs,
    Marcos Silveira

  54. È um projeto do tamanho do mundo ou seja do tamanho do GREMIO;D

    Menos, Maicon…

    Talvez você não tenha percebido, mas este blog não é uma arquibancada.
    Se quiser torcer, sugiro que procure outros espaços mais apropriados.

    Volte outras vezes, mas procure se manter dentro do tema…

    Abs,
    Marcos Silveira

  55. Renan,

    Obrigado cara. Quem tem maiores dúvidas sobre a arena, basta acessar o blog oficial da comunidade Grêmio Arena:

    http://arenadogremio.blogspot.com

    O próprio Eduardo Antonini já deu uma olhada no blog e me enviou o seguinte e-mail:

    “Giuliano,
    Parabéns pelo Blog, está com informações interessantes e fidedignas com o que conversamos.
    Abraços,
    Antonini”

    Saudações tricolores

  56. Gustavo:
    Eurico Lara, o craque imortal, foi goleiro do Grêmio de 1920 à 1935. O único atleta do país homenageado em hino de clube.
    A história da sua morte merece ser contada para quem não conhece…Eurico Lara tinha tuberculose, e naquela época, isso era uma doença grave… Pois bem, no dia 22/09/1935 haveria um Grenal decidindo o campeonato metropolitano (ou citadino, não tenho certeza agora…).
    O fato é que ele jogou aquele jogo e fez uma defesa memorável (dizem, até hoje, quem viu…)com o peito e sentiu uma pontada…mas aguentou até o final do primeiro tempo. Mas não retornou pro segundo… Aliás, nunca mais retornou. Ele saiu direto do jogo para o hospital, onde faleceu em meados de novembro… Sua máscara mortuária está no museu do Grêmio até hoje.
    Finalizando, o Grenal terminou 2×0 pro Grêmio, e no calor da festa, um dirigente disse que aquele título teria que ser comemorado por 100 anos! (Em 1935 faziam 100 anos do começo da Revolução Farroupilha, por isso, esse Grenal é chamado de Grenal Farroupliha).
    E, até hoje, todo dia 22/09, esse título é comemorado com um Jantar, dentro da semana de comemoração do aniversário do Grêmio, que é dia 15/09.
    Tá aí um pedacinho da história do Imortal Tricolor da Azenha, pelo menos por enquanto…
    Forte abraço a todos!

  57. Primeira vez que visito o blog, e ainda não tive tempo pra ler todos os posts, mas me parece um blog muito interessante.
    li a matéria do estádio do Grêmio e parece ficar fantástico, e lendo por cima alguns recados vi falando do palestra italia e morumbi, e me lembrei de um dpuvida minha, que talvez vocês possam me ajudar:
    São Paulo tem uma enorme chance de sediar a abertura, e a Fifa exige um estádio com 60 mil pessoas, e lendo coisas sobre o projeto do Palestra vi que será feito “só” pra 45 mil.
    A minha informação tá errada, ou a parceria do palmeiras quer competir e esqueceu desse detalhe “básico”?

    Abraços e parabéns.

  58. Gustavo, eu entendi o teu comentario sobre ter duas sedes enao vi nenhum ataque ao times do Sul, mas na minha opiniao se alguma cidade merece ter duas sedes ate agora essa cidade eh Porto Alegre…

    Primeiro obviamente pelos projetos apresentados (os dois melhores ate agora): o Beira Rio, apesar de ser uma reforma tem um excelente projeto q contara somente com investimentos privados e alem disso pretende revitalizar uma parte da orla do Guaiba

    Video do projeto apresentado a FIFA:

    e a arena do Gremio q ao q tudo indica sera o mais moderno estadio da America do Sul, tambem construida somente com investimentos privados e tem tudo para ser a sede “principal” de Porto Alegre (nao existe a menor possibilidade de POA nao ser sede da Copa como alguns questionaram).

    Sao Paulo teria grandes chances de abrigar duas sedes, mas por enquanto de concreto mesmo so o estadio do palmeiras… e o Rio ja tem dinheiro publico demais (Maracana, Engenhao, PAN, etc.) e competencia de menos, os clubes contam com o apoio total da midia mas nao aproveitam isso para ter um estadio proprio e acabar com suas dividas… e mesmo quando ganham um estadio novinho e DE GRAÇA nao conseguem administrar direito.

    Sobre a infra-estrutura, provavelmente Sao Paulo e Rio tenham mais hoteis, etc. ate pq tem uma populaçao maior, mas sao as cidades q mais vao precisar de investimentos nos transportes e na segurança e POA eh muito bem estruturada e ainda tem projetos para melhorar como a linha 2 do Metro, Aeromovel, Portais da Cidade (da uma olhada no link q eu indiquei no meu primeiro comentario).

    So para lembrar q a cidade recebe um bom numero de eventos internacionais e durante o Forum Social Mundial eram mais de 100 mil pessoas, sendo q no ultimo em 2005 contou com 155 mil participantes representando 135 paises e na marcha de abertura participaram mais de 200 mil pessoas (nao sei se viria muito mais gente do q isso para POA durante a Copa pois a maior parte – a midia mundial – deve se instalar em Sao Paulo). Isso sem falar q o Uruguai e a Argentina sao aqui do lado, se a seleçao desses paises jogasse aqui muitos hermanos viriam assitir os jogos e a economia do pais e de POA esta muito bem, ate 2014 a cidade vai crescer muito mais.

  59. Borrracho, com certeza pelos estádios propostos Porto Alegre mereceria as duas sedes sim. E seu post me trouxe informações que eu não conhecia como o fluxo de pessoas durante o forum social mundial. A reforma do morumbi não deve conseguir ao mesmo tempo melhorar os acessos internos, e manter uma boa capacidade/visibilidade no estádio. A arena do Palmeiras vai ser menor que a do Gremio.
    Com o centro de imprensa no Rio de Janeiro, realmente terá menos gente em Porto Alegre. Por outro lado além dos turistas que assistirão os jogos no estádio tem os que ficam nas fanzones (que cabem bastante pessoas). Assim, dobrar o número de sedes é quase como dobrar o número de leitos em hotéis e dobrar o número de voos pra cidade.

    Enfim, se realmente duas cidades terem mais que uma sede elas deverão ser Rio (porque na minha opinião não tem concorrencia quando analisamos combinadamente leitos, aeroporto, e estádios) e SP pela infeliz política

    Mas Porto Alegre ganha mais um simpatizante nessa briga, levando-se em conta seus novos estádios propostos.

    Abraços !

  60. Meio de transporte?
    “Até à pé nos iremos”

  61. gremio sera o clube mais bem estruturado da america do sul

  62. Não seria interessante que as dimensões do gramado da Arena tivesse as dimensões máximas permitidas pela FIFA? Ouço dizer que as maiores dimensões de gramado no Brasil são do Maracanã e do Serra Dourada. Por que não colocar o gramado da Arena no mesmo patamar?

  63. O gramado da nova arena terá as medidas definidas como padrão pela FIFA (110×75m)

    Inclusive sao as medidas do gramado atual do Olimpico.

  64. Giuliano acho que as dimensões pra copa do mundo são 105 x 68, como no engenhão.
    Mas 110 x 75 estão no padrão para jogos oficiais permitido pela fifa. São essas, por exemplo, as dimensões do maracanã.

  65. Gustavo,

    Realmente me passei no post. O padrão exigido pela FIFA é 105 x 68m (esse é o tamanho do gramado do Olímpico hoje).

    Obrigado pela correção.
    🙂

  66. Eu so de Goias torso pro gremio desde de piqueno e me conheso de gente eu acho um empreendimento imeso para o Brasil quem sabe com isso os outros time segue o mesmo seguito do Gremio para fazer um estadiu melhor para a familia obrigado por ter tirado minha duvida do projeto arena velu

  67. Acho que Porto Alegre perdeu uma grande oportunidade de ter apenas um estadio, para 100 mil pessoas, sendo utilizado pelos dois times, assim nao haveria vandalismo durante os grenais e jamais alguem pensaria em trancar banheiros, colocando “banheiros moveis” expondo pessoas a grandes riscos. Poderia ser tipo o Allianz Arena. Ali mesmo no Humaita.

  68. A maior e melhor torcida do Sul do Brasil merece, além de uma moderna Arena multiuso, uma gestão profissional do clube e uma participação democrática cada vez maior do sócio nas decisões. Vamos Grêmio Vamos!

  69. Parabéns pelo post! O Futebol & Negócio está de parabéns mais uma vez. Acho que a torcida do Grêmio merece uma arena como essa. Espero que este projeto saia mesmo do papel.

    É legal ver que muita gente faz questão de deixar nos comentários que somos a maior torcida da região Sul. Por que temos estatísticas pra comprovar isso, já o lado vermelho…

    Um grande abraço!

  70. Que me desculpem os sonhadores, mas o projeto Arena é um erro grave. É mais um projeto suspeito, como todos os outros que afundaram com clubes brasileiros, inclusive o da ISL no próprio Grêmio.
    Mais um projeto que investe no clube, sem ter a necessidade de nenhum sócio, e que não leva em consideração a vontade de quem já é sócio do clube, o que é muito estranho.
    Uma maquete e um programa de computador mostrando o sucesso virtual de um projeto pode convencer muita gente.
    Para quem não conhece o local do empreendimento, é mais fácil prever uma desvalorização do empreendimento do que a valorização a região.
    Sobram argumentos contra TODAS as alegações dadas por quem defende o projeto, mas elas ocupariam muito espaço nesta mensagem, e ainda não sei se o blog estaria restrito a elogios e apoio ao projeto, ou se proporia a uma discussão democrática, que appoiasse o clube, Grêmio, acima de tudo e de todos.
    De qualquer forma, é um projeto absurdo, megalomaníaco, de um dirigente/deputado que quer ser o dono do Grêmio.
    Arena nehuma fez ou fará um clube ficar rico ou ganhar títulos, e sobram exemplos disso: a fedorenta, incômoda e quase inacessível Bombonera e o Cruzeiro, que nem estádio tem, mas está sempre na linha de frente dos campeonatos.
    Um forte abraço

  71. UMA PERGUNTA SEM RESPOSTA: POR QUE A GRÊMIO EMPREENDIMENTOS?

    Com o projeto, o Grêmio corre o sério risco de se tornar um clube virtuall. De não existir mais como clube, de fato.
    É evidente que essa história de um projeto de 300 milhões de reais para ficar com o terreno do estádio Olímpico está muito malcontada. Afinal de contas, para que serve a Grêmio Empreendimentos? Para administrar o que o presidente e os conselheiros do Grêmio deveriam fazer? Então, para que servirão os conselheiros do clube quando o projeto for implantado? Para que servirá o estatuto de um clube virtual, que não terá mais patrimônio, quadro social ou conselheiros? Por que o presidente do Grêmio está tão ansioso para deixar a presidência do clube para assumir a presidência da administradora e fazer o que ele tinha que fazer quando era presidente do clube? Deu para entender? O Grêmio passará a ter um dono, e não serão os sócios, muito menos a torcida.
    Afinal, de quem é a Grêmio Empreendimentos? Por que uma Grêmio Empreendimentos?
    VAMOS ACORDAR?!!!

  72. A Grêmio Empreendimentos será 99% do Grêmio. Portanto, não tomará nenhuma decisão importante sem o aval do Grêmio FBPA. A criação dela é uma exigência do investidor, visto que era necessário uma pessoa jurídica nova, “sem passivos” para o negócio.

    A marca Grêmio e as transações envolvendo os jogadores gremistas não estão no negócio. Somente as receitas provenientes do estádio é que fazem parte, sendo 35% para a OAS e 65% para o Grêmio. Apos 20 anos, 100% para o Grêmio.

    Ninguém sabe se o Humaitá será ou não um bom lugar. Mas o que se sabe é que o Olímpico na Azenha dá prejuízo de 2 milhões por ano. Muitos reclamam que 65% é pouco; mas é melhor dividir LUCRO (estimado preliminarmente em 56 milhões anuais) do que arcar sozinho o PREJUÍZO, como no Olímpico atual.

    O Grêmio só fará a troca (permuta) do terreno da Azenha pelo Humaitá quando a Arena estiver CONCLUÍDA. E ainda por cima há a garantia bancária pelo banco santander do valor do empreendimento, caso haja algum problema.

    Claro que o processo deve ser transparente e auditado, com o presidente Duda e o conselho fiscalizando, mas acho que no final o Projeto Arena colocará o Imortal Tricolor em um novo patamar do futebol brasileiro e mundial.

    Saudações Tricolores.

  73. Ultimas noticias sobre a arena do Gremio!

    Conselho Deliberativo aprova Arena, mas oficialização da decisão só sai na sexta
    http://www.clicrbs.com.br/clicesportes/jsp/default.jsp?newsID=a2336285.htm&subTab=00065&uf=1&local=1&template=3858.dwt&section=Notícias

    Reunião busca acertar ajustes para assinatura do contrato da Arena
    http://www.clicrbs.com.br/clicesportes/jsp/default.jsp?tab=00003&newsID=a2338072.htm&subTab=00065&uf=1&local=1&l=&template=&section=noticias

    Antonini prevê que Arena fará do Grêmio o clube mais poderoso do Brasil
    http://www.clicrbs.com.br/clicesportes/jsp/default.jsp?tab=00003&newsID=a2337524.htm&subTab=04591&uf=1&local=1&l=&template=&section=noticias

    O Grêmio será o clube mais poderoso do Brasil em, no máximo, cinco anos. A projeção foi feita nesta quarta-feira pelo vice-presidente Eduardo Antonini, um dia depois da reunião dentro do Conselho Deliberativo do clube que aprovou o contrato com a OAS para a construção da Arena.

    – O projeto Arena é um projeto grandioso. Agora não tem mais volta. Temos todas as garantias que a Arena será erguida. Nas estimativas que nós temos, o Grêmio irá saltar dos R$ 8 milhões por ano que recebe no Olímpico para R$ 40 milhões anuais. A Arena vai multiplicar por quatro ou cinco vezes o que o Grêmio arrecada com o estádio. Daqui a quatro ou cinco anos, o Grêmio será o clube mais poderoso do Brasil. Em 2012 estaremos de casa nova – garante o conselheiro, que é engenheiro e tem mestrado em gestão.

    Além de representar um estádio mais moderno, a Arena irá garantir receitas ordinárias ao clube. Nos primeiros anos € 6 milhões por temporada mais todo o lucro do empreendimento. E nos últimos 13 anos, de um contrato de 20, mais € 14 milhões por ano.

    Antes do debate que seria travado no Conselho Deliberativo nesta terça-feira, circularam pela internet textos que causaram pânico nos gremistas, dizendo que o Projeto Arena não valorizava os sócios do clube.

    – Quem falou isto está faltando com a verdade. Ficou muito claro na reunião no Conselho Deliberativo. A diretoria sempre respeitou os torcedores. Apostamos nos sócios. Os direitos dos associados serão todos mantidos na Arena – afirma Antonini.

    Próximo passo da Arena
    Depois de aprovado no conselho gremista, o contrato com a OAS será assinado na sexta-feira. Depois disto, o clube vai entrar no “Projeto Copa do Mundo 2014”, para ganhar incentivos fiscais e verba do Governo Federal para a estrutura em volta do estádio.

    Depois disto, a OAS irá comprar o terreno e apresentar o projeto assinado para o BNDES, banco que pretende ceder o financiamento à construtora.

    – Ao longo de todo este processo serão feitos na prefeitura todos os licenciamentos que precisamos. Enfim, todas as aprovações para o projeto. Como já foi criada a Secreataria para a Copa do Mundo, tudo deve ser muito rápido. Até o final de 2009, com certeza, a obra já terá sido iniciada, com prazo de dois anos, no máximo dois anos e meio, para ser concluída – projeta Eduardo Antonini.

    Grêmio Empreendimentos
    Mesmo satisfeito pela aprovação do projeto, Antonini deixou a reunião no Conselho Deliberativo chateado por ter sido limado da Grêmio Empreendimentos. A exclusão foi por exigência de grupos que ajudaram na campanha que elegeu Duda Kroeff à presidência do clube.

    – Nunca ouvi uma boa explicação para a minha saída. O máximo que ouvi é que eu era um cara chato. Os principais dirigentes queriam a minha presença na Grêmio Empreendimentos. Quem não quis foi alguma pessoa que manda mais que o presidente. Infelizmente, o presidente Duda Kroeff, que é uma excelente pessoa, não manda no Grêmio – dispara Eduardo Antonini.

  74. Arena começará a ser construída em seis meses e deve ficar pronta em 2012
    Contrato foi firmado na sexta-feira
    Luís Henrique Benfica – http://www.clicrbs.com.br/clicesportes/jsp/default.jsp?tab=00003&newsID=a2342305.htm&subTab=00065&uf=1&local=1&l=&template=&section=noticias

    Em seis meses, um canteiro de obras com pelo menos 1,5 mil operários estará instalado no bairro Humaitá, zona norte da Capital, para iniciar a construção da arena do Grêmio. A previsão foi feita ontem por Louzival Mascarenhas Júnior, diretor comercial da OAS, após a cerimônia de assinatura do contrato para a execução do projeto.

    A previsão é de que a arena esteja erguida dentro de 30 meses. Se o cronograma for cumprido à risca, o Grêmio terá trocado de casa no primeiro semestre de 2012. A arena será construída sobre um terreno de 30 hectares, adquirido pela OAS por R$ 53 milhões. Como parte do negócio, o Olímpico, inaugurado em 1954, será demolido para que a construtora instale em seu lugar um conjunto de prédios residenciais e comerciais.

    Aprovada ontem na Câmara de Vereadores, a Secretaria Extraordinária da Copa 2014 (Secopa), terá papel decisivo para que a arena saia do papel. Ela será coordenada por José Fortunatti, que deixa a secretaria municipal de Planejamento para dedicar-se exclusivamente ao projeto que fará de Porto Alegre uma das cidades-sede do Mundial. A arena receberá a mesma atenção que será dada ao plano de remodelação do Beira-Rio, estádio já previamente escolhido para sediar jogos da Copa.

    Paulo Odone homenageou o vice Eduardo Antonini

    Conselheiro do Grêmio, Fortunatti, que vestia ontem uma camisa alusiva à Copa de 2014, explica que o passo seguinte à assinatura do contrato é o licenciamento da obra. Na seqüência, virá o estudo de viabilidade urbanística, que inclui questões como o impacto ambiental da obra no local de sua construção. Após ser concluído, o estudo precisará ser aprovado pelo Conselho do Plano Diretor.

    – Não há um prazo definido para a realização dessas etapas. Tentaremos agilizar ao máximo. Trata-se de um grande empreendimento para a cidade – afirma Fortunatti.

    A assinatura, seguida por brindes de champanha, lotou a sala da presidência. O presidente Paulo Odone chegou a desculpar-se pelo fato de a sala ser “acanhada”. Além de conselheiros, dirigentes e representantes da OAS,compareceram o prefeito José Fogaça, o presidente da Assembléia Alceu Moreira e o presidente da Câmara de Vereadores, Sebastião Melo.

    Em seu discurso, utilizado também como uma pré-despedida do cargo, que passa segunda-feira a Duda Kroeff, Odone homenageou o vice de plajenamento Eduardo Antonini. Há três anos envolvido com o projeto da arena, Antonini ficou fora da Grêmio Empreendimentos.

    – Talvez ninguém tenha contribuído tanto para este projeto quanto ele. A torcida deve a ele o reconhecimento público – disse Odone, provocando o aplauso dos presentes ao ex-vice.

    – Foi um grande dia. No fundo, o que fica de bom é a própria arena e a aprovação da torcida ao meu nome – afirmou Antonini.

    Etapas a serem cumpridas
    > Junto com o projeto de remodelação do Beira-Rio, a construção da arena do Grêmio precisará ser aprovada em sessão da Câmara de Vereadores, no próximo dia 29
    > Caso o projeto seja aprovado, o passo seguinte é o licenciamento da obra junto à prefeitura municipal
    > Em seguida, terá início o estudo de viabilidade urbanística da obra, que precisará ser aprovado pelo Conselho do Plano Diretor
    > As obras terão início no segundo semestre de 2009, gerando inicialmente pelo menos 1,5 mil empregos diretos
    > Depois de concluída a arena, em 2012, o Olímpico dará lugar a um conjunto de prédios residenciais e comerciais

  75. click RBS

    Grêmio, Futebol | 29/12/2008 20h59min

    Projeto da Arena do Grêmio é aprovado pelos vereadores

    http://www.clicrbs.com.br/clicesportes/jsp/default.jsp?tab=00003&newsID=a2350802.htm&subTab=00011&uf=1&local=1&l=&template=&section=noticias

    Assim como ocorreu mais cedo com os projetos do Inter, relativos ao terreno dos Eucaliptos e à reforma do Beira-Rio, o Grêmio obteve o mesmo sucesso na Câmara de Vereadores de Porto Alegre. Na noite desta segunda, pouco depois das 20h45min, por 24 votos favoráveis contra nove (com uma abstenção) e com muitas discussões para resolver impasses sobre altura dos prédios, o legislativo municipal aprovou o projeto da Arena do Grêmio, que será construída no bairro Humaitá, zona norte da Capital, e também a obra que será erguida na Azenha, onde hoje está localizado o Estádio Olímpico.

    Os vereadores elaboraram algumas emendas para o projeto inicial que foi apresentado pelo Grêmio. O grande ponto de discussão foi em relação ao empreendimento residencial que será construído onde hoje está o Estádio Olímpico, que teria que se adequar ao Plano Diretor da capital. Ao final, ficou definido que o projeto original será mantido, rejeitando assim o projeto de lei substitutivo.

    Sobre a Arena, um conjunto de emendas foram propostas pelos vereadores e votadas nesta segunda-feira. Depois de pequena discussão entre os líderes de partido, houve então a aprovação do projeto.

    – A cidade ganha muito com a aprovação dos projeto (Arena e Beira-Rio). Agora, Grêmio e Inter terão que apresentar os projetos até o dia 15 de janeiro ao comitê brasileiro. Nós não estamos tratando apenas de dois estádios de futebol e sim de obras que serão importantes para Porto Alegre. Recursos específicos virão do Governo federal para obras de infra-estrutura – garante José Fortunatti, responsável pela Secretaria Especial para Copa em Porto Alegre.

    Representaram o Grêmio na Câmara de Vereadores o presidente em exercício, Cesar Pacheco, o presidente do Conselho Deliberativo, Raul Régis de Freitas Lima, o vice-presidente Irany Sant’anna Junior e o diretor executivo de planejamento, Cristiano Koehler.

  76. Grêmio entrega documentação à CBF
    14.01.2009
    Projeto Arena será avaliado junto a FIFA

    Nesta terça-feira, o Grêmio enviou à CBF o projeto básico de arquitetura e engenharia da Arena, nova casa do Tricolor Gaúcho. Junto ao documento, com plantas e projetos, foi enviada uma Declaração (indicação formal) informando que o Grêmio firmou contrato com a Construtora OAS no dia 19 de dezembro de 2008, parceira na construção da Arena, além da descrição das fontes de recurso para investimento. O documento foi enviado em arquivo digital e impresso à Joana Havelange, responsável pelo Comitê Organizador Local da Copa do Mundo de 2014 no Brasil.

    O Grêmio se adiantou e fez a entrega antecipadamente, pois o prazo final é 15 de janeiro. A partir de agora, a CBF, juntamente com a FIFA, analisará todos os projetos e, nos dias 19 e 20 de março deste ano, anunciará no Rio de Janeiro as cidades que sediarão a Copa de 2014, além de um cronograma de operação dos estádios no Brasil.

    Segundo o diretor executivo de planejamento, Cristiano Koehler, “o Grêmio tem a convicção que Porto Alegre pode ter dois estádios para absorver os jogos da Copa do Mundo. Com certeza o Brasil, o Rio Grande do Sul e Porto Alegre não deixariam passar em branco a utilização da Arena, uma das mais modernas do Mundo e que cumprirá os pré-requisitos exigidos no caderno de encargos da FIFA”.

    O próximo passo será a entrega do projeto arquitetônico e de engenharia a CAUGE (Comissão de Análise Urbanística e Gerenciamento), que realizará a avaliação e definirá as medidas mitigatórias e compensatórias. O prazo para o trâmite do processo da Arena em todas as secretarias é estimado em um ano, o que possibilitará iniciar a obra no início de 2010, com término previsto para o segundo semestre de 2012.

    Conforme Koehler, a capital gaúcha ganha muito com a construção da nova casa do Grêmio: “Temos a certeza que a construção da Arena mudará positivamente o comportamento dos gremistas, mas também da população com a estruturação de um complexo imobiliário formado por shopping, hotel, centro de convenções, centro empresarial e residencial. O projeto é grandioso, estimado em R$ 1 bilhão, totalizando os investimentos na Arena e no Complexo Imobiliário”, comentou.

    Este é o Grêmio: em busca de benefícios não só para a nação tricolor, mas também para Porto Alegre.

    E ainda: aposte na Timemania e marque Grêmio como time do coração.

    Seja sócio do Grêmio.

    fonte: http://www.gremio.net/news/view.aspx?news_type_id=1&id=7018&language=0

    Olá Dinho,
    Obrigado pelas informações!
    É legal ver que vários leitores “atualizam” este post quando ocorre alguma novidade.
    Continue participando!
    Abs,
    Marcos

  77. A partir da entrega dentro do prazo da documentação exigida, o GRÊMIO FBPA apenas aguarda que a CBF, juntamente com a FIFA, analise o Projeto Arena e, nos dias 19 e 20 de março de 2009, anuncie no Rio de Janeiro as cidades que sediarão a Copa de 2014, além de um cronograma de operação dos estádios no Brasil.

    O Imortal Tricolor aguarda, ainda, independentemente das análises da CBF/FIFA, que a Construtora OAS obtenha as licenças ambientais necessárias ainda no primeiro semestre para que o início da construção da Arena ocorra ainda em 2009.

  78. Confiram no link abaixo a entrevista do novo presidente do Grêmio para o quadro “Fala, Presidente!” do GLOBOESPORTE.COM sobre a ARENA TRICOLOR!

    http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Times/Gremio/0,,MUL983650-9868,00-GREMIO+NAO+DESISTE+DE+SEDIAR+COPA.html

  79. ARENA

    Segundo integrantes da Grêmio Empreendimentos, a Arena não corre risco de ter sua obra suspensa ou adiada. O inicio das obras está previsto para o começo de 2010, pois um ano é o tempo estimado para a empreiteira baiana OAS obter todas as licenças ambientais junto à prefeitura. Além disso, o financiamento do BRDE, no valor de R$ 140 milhões (equivalente a 40% do custo total), está assegurado pelo governo federal, através do programa para a Copa de 2014.

    Fonte: ZH-28 de fevereiro de 2009 N° 15893

  80. a arena gremio e tudo que os tosedores quiriao para ver um time canpiao quinem o gremio a e vamos rumo al tri da libertadores

  81. JORNAL ZERO HORA ONLINE

    Estado e Grêmio assinam termo de cooperação para construção da Arena
    Chefe da Casa Civil exalta impactos que o projeto trará à economia do RS

    O governo do Estado e a Federação dos Círculos Operários do RS (Fcors), junto com o Grêmio, assinaram, nesta quarta-feira, no gabinete da Casa Civil, termo de Compromisso para o início das obras para a construção da Arena. Além da governadora Yeda Crusius, assinaram o documento o presidente da Fcors, José Renato Soethe, e o presidente do Grêmio, Duda Kroeff.

    A solenidade foi coordenada pelo chefe da Casa Civil, José Alberto Wenzel, e contou com a participação de diretores das entidades envolvidas, secretários de Estado e deputados estaduais ligados ao esporte. Também assinaram o termo o secretário extraordinário da Copa 2014 e vice-prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, o coordenador do Comitê Executivo da Copa 2014 no RS e secretário do Planejamento e Gestão, Mateus Bandeira, e o deputado estadual e ex-presidente do Grêmio Paulo Odone.

    Wenzel disse que o ato, que visa à Copa 2014, se caracteriza como “um agente efetivo de transformação da sociedade”, pelo impacto que trará à economia do Estado. Odone falou que o projeto possibilitará uma transformação positiva na geografia da cidade, já que a futura localização da Arena, no bairro Humaitá, está próxima às principais rodovias que levam a outros Estados e ao Interior, e lembrou as inúmeras ações sociais que serão multiplicadas a partir dele.

    Além de autoridades políticas e empresariais, participaram do evento os secretários estaduais de Administração e dos Recursos Humanos, Elói Guimarães, e de Obras Públicas, José Carlos Breda, além dos deputados estaduais Aloísio Classman (PTB), Adroaldo Loureiro (PDT) e Adão Villaverde (PT).

    fonte: http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?uf=1&local=1&section=Esportes&newsID=a2443554.xml

  82. Grêmio Empreendimentos espera obras da Arena para início de 2010

    Presidente Adalberto Preis afirma que nada vai interromper o projeto

    O presidente da Grêmio Empreendimentos, Adalberto Preis, acredita que as obras da Arena serão iniciadas no início de 2010. Na última quarta, o governo do Estado e a Federação dos Círculos Operários do RS (Fcors), junto com o clube gaúcho, assinaram o Termo de Compromisso para o início das obras para a construção do novo estádio. Além da governadora Yeda Crusius, assinaram o documento o presidente da Fcors, José Renato Soethe, e o presidente do Grêmio, Duda Kroeff.

    – A OAS (empresa parceira na construção) já encaminhou os projetos para a Prefeitura Municipal, e eles terão de ser avaliados e aprovados, e as licenças ambientais precisam ser obtidas. Um projeto com essa envergadura normalmente levaria dois anos para obter aprovação por parte do Município. Em função do interesse para Porto Alegre ser sede da Copa de 2014, o que se imagina é a redução para um ano. O que significa dizer que as licenças para o início da obra serão obtidas até o final deste ano. Então, as obras podem acontecer no início de 2010 – explica.

    Nesta quinta, membros da Grêmio Empreendimentos se reuniram no Estádio Olímpico para debater questões referentes à Arena. Preis afirma que nada irá interromper o andamento do projeto.

    – Tivemos uma reunião com a direção da OAS no Olímpico hoje para colocarmos em dia a pauta do andamento de todas as questões, para reafirmar o interesse de levar adiante o projeto e concluir ele. Não há nenhum problema que possa interromper essa questão.

    fonte: http://www.clicrbs.com.br/clicesportes/jsp/default.jsp?tab=00003&newsID=a2446267.htm&subTab=00011&uf=1&local=1&l=&template=&section=noticias

  83. Constituídas Empresas para operacionalizar a Arena

    03.04.2009

    Nova casa do Grêmio dá mais um passo

    O Grêmio e a OAS se reuniram novamente e, desta vez, para definir a constituição das empresas que vão operar na aquisição da área, na construção e na Gestão da Arena. Os contratos já estão protocolados na Junta Comercial do Estado do Rio Grande do Sul com as empresas Novo Humaitá Empreendimentos Imobiliários S/A e Arena Portoalegrense S/A nomeadas.

    Presentes pelo Grêmio, o presidente da Grêmio Empreendimentos, Adalberto Preis, o diretor executivo de Planejamento, Cristiano Koehler e o diretor executivo Jurídico, Cláudio Batista. Representando a OAS, o diretor executivo Eduardo Pinto, o líder de Desenvolvimento e o diretor jurídico Felipe Graziano.

    A OAS relatou ainda as providências em andamento para a aprovação dos projetos perante os órgãos municipais competentes. Segundo Cláudio Batista, um relato foi produzido sobre o andamento do cronograma de desoneração e regularização de áreas do Estádio Olímpico.

    Acesse a Grêmio TV e confira uma programação de gremista para gremista.

    Seja sócio-torcedor do Grêmio!

    fonte: http://www.gremio.net/news/view.aspx?news_type_id=1&id=7634&language=0

  84. Saudações Tricolores!!
    Parabéns pelos idealizadores da Arena do Grêmio,
    essa ideia é mais um passo necessário para fortalecer mais o GRÊMIO e pra mostrar para o Brasil e o Mundo inteiro quem é o GRÊMIO.
    Isso mostra que nós somos um Grande Clube por natureza e eu como gremista afirmo que:
    “Quem leva-rá a melhor será A Nova Arena do Grêmio”.

  85. Status Atual Do Projeto Arena:

    Está em andamento o processo de obtenção das licenças e alvarás junto à prefeitura de Porto Alegre, além da sondagem do solo para avaliar o tamanho das fundações da obra.

    O site oficial do Projeto Arena será lançado no mês de agosto.

    No final deste ano será feita a remoção das escolas existentes no local, a fim de preparar o terreno para o início das obras, que começará no primeiro semestre de 2010.

  86. OAS garante que cronograma da Arena está em dia
    12/11/2009 – 22:03:33 – por PC & AI Grêmio – Final Sports

    Na tarde desta quinta-feira ocorreu mais uma reunião sobre o Projeto Arena no gabinete da presidência do Estádio Olímpico. Estiveram presentes o presidente Duda Kroeff, o presidente do Conselho Deliberativo, Raul Régis de Freitas Lima, e o presidente da Grêmio Empreendimentos (GE), Adalberto Preis. Além deles, os representantes da construtora OAS, Louzival Mascarenhas e Eduardo Pinto.

    O diretor comercial da OAS, Louzival Mascarenhas, afirmou que os andamentos da obra estão dentro do calendário previsto.

    “Concluímos que o cronograma se encontra perfeitamente em dia, não há atrasos. As metas intermediárias estão sendo concluídas sem nenhum percalço”, disse Mascarenhas, afirmando que os investimentos serão da OAS e que, eventualmente, haverá a solicitação de investimentos junto a bancos.

    Segundo ele, a crise financeira mundial não atingiu, em nenhum momento, a OAS e, consequentemente, o Projeto Arena.

    As questões do terreno onde o novo estádio tricolor será construída também estão sendo observadas pela construtora baiana.

    “Já foi solucionado o problema do terreno da escola estadual. Ali ainda tem a Universidade do Trabalho, instalações da Brigada Militar, CTG. Eu diria que está tudo equacionado, mas ainda não começamos a remoção da escola”, disse Mascarenhas.

    Ainda segundo o representante da OAS, a Arena do Grêmio estará à disposição para a Copa do Mundo de 2014.

    “Na medida em que a gente comece as obras, que deve ser em junho ou julho do próximo ano, estar na Copa do Mundo será uma realidade presente. A Arena cumpre todas as exigências do caderno de encargos da Fifa. Temos certeza que a Arena estará apta para sediar jogos da Copa do Mundo, mas a reformulação cabe somente à Fifa”, afirmou Mascarenhas, dizendo que a construção da nova casa gremista está em um estágio avançado em relação a outros estádios do Brasil.

    “Tem passos que precisam ser dados junto à prefeitura, licenciamentos ambientais. Situações que não aparecem muito, mas que são importantes. O projeto é complexo e o seu licenciamento também é complexo, mas o cronograma está correndo dentro do previsto”, finalizou.

  87. HAHAHAHAAH que perguna ben troça la em sima saco seu plaiboi nada a ve é clarro que o estado do gremio é muito melho de bom que o beira do rio

  88. Inaugurado hoje (24/03/2010) o site oficial do Projeto Arena do GRÊMIO:

    http://www.arena.gremio.net/

    Atualmente, o Projeto está em andamento o processo de obtenção das licenças e alvarás junto à prefeitura de Porto Alegre com sinalização muito positiva, dado o apoio da Administração Pública da Capital.

    Restam a Aprovação dos Estudos de Viabilidade Urbanístico – EVU que tramita na Prefeitura Municipal de Porto Alegre, além do Estudo de Impacto Ambiental, o Relatório de Impacto Ambiental (EIA/RIMA) e também os Projetos Urbanísticos e Arquitetônico. A meta é obter a Licença de Instalação da obra até maio/2010. O cronograma está em dia.

    Início da obra em Junho/Julho de 2010 e conclusão em Dezembro de 2012.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: