Publicado por: Amir Somoggi | 24/junho/2008

Públicos no Engenhão, muito aquém das expectativas

Conforme o post (Engenhão pode ter payback acima de 150 anos), publicado por mim em abril de 2008, referente a uma análise com os dados de público e receita gerada pelo Botafogo no mais moderno estádio do Brasil até aquele momento, muita coisa deveria ser feita pelo clube para que o investimento público realizado obtivesse um retorno em um período minimamente aceitável e que não atingisse seu payback em inacreditáveis um século e meio.

 

Entretanto, passados poucos meses a realidade não se alterou. Os jogos do Botafogo em 2008 comprovam que as ações desenvolvidas pelo clube até o momento não repercutiram positivamente nos públicos de seus jogos.

 

Engenhão, bons públicos somente em jogos decisivos

 

 

Infelizmente, como para boa parte dos clubes brasileiros, os melhores públicos do Botafogo no Engenhão foram em jogos pela Copa do Brasil, competição que depende do bom desempenho do time em campo, a fim de ampliar os jogos em casa.

 

Os quatro jogos com mando do Botafogo na Copa do Brasil levaram ao Engenhão 118,4 mil torcedores, 54% dos torcedores que compraram ingressos para jogos do time no estádio em 2008, embora esses jogos representaram somente 20% das partidas realizadas.

 

Média de Público- Botafogo no Engenhão – 2008

 

 

 

O clube da estrela solitária deve implementar de forma urgente uma nova abordagem mercadológica para atrair público a seus jogos na Série A 2008, visto que até o momento o melhor público apresentado na competição foi contra o Vasco da Gama, em que o Engenhão recebeu 14,6 mil pagantes.

 

Na estréia do clube na Série A contra o Sport o público foi de 2,6 mil pagantes, no jogo contra o Coritiba, 6 mil torcedores e no último fim de semana no confronto contra a Portuguesa pouco mais de 5 mil pagantes foram ao estádio. Até o momento somente o confronto contra o Vasco da Gama apresentou receitas líquidas positivas, gerando para o clube o valor de apenas R$ 63 mil depois das penhoras.

 

Como escrevi no post (Conexão com o Torcedor), os clubes brasileiros devem instituir uma relação honesta e altamente profissional com seu público-alvo, buscando interligar suas marcas com valores que vão muito além de títulos e gols, atraindo cada vez mais torcedores aos seus jogos.

 

E o Botafogo deveria ser o primeiro a fazer isso, considerando que manda seus jogos no estádio mais novo do futebol brasileiro, que deveria servir de benchmark para todo o mercado. Atualmente com um % de ocupação na Série A 2008 de 18%, não é um modelo de gestão de um estádio para nenhum outro clube brasileiro.


Responses

  1. Amir,

    É impressionante como as coisas funcionam no Brasil.
    O Botafogo recebeu um estádio de ponta praticamente de graça e poderia aproveitá-lo para virar referência em gestão de arenas no Brasil. Não sei o que passa pela cabeça dos dirigentes do time. O mais provável é que não queiram fazer esforços em uma ação pioneira no Brasil. Acredito que o clube tenha receio de investir para atrair o público comum dos times locais, pensando que público consumidor mesmo é apenas o de Seleção Brasileira. Se pensarem assim, tenho a mesma opinião.
    O interessante seria um investimento a longo prazo para tornar o atual público um consumidor em potencial, trazendo posteriormente o “público de seleção brasileira”.

    Um abraço!

    Leonardo Gerodetti

    Olá Leonardo,

    Realmente o Botafogo está falhando muito na gestão do Engenhão e seus públicos na Série A e Carioca são realmente vergonhosos.

    O clube deve rapidamente criar alternativas mercadológicas que trabalhem a paixão do torcedor e não simplesmente terceirizar seus serviços acreditando que tudo se resolverá espontaneamente.

    Um abraço.

    Amir

  2. Resultado esperado de grandes obras sem planejamento. O famoso Elefante Branco. Mas uma coisa me incomoda: Por que os clássicos não são jogados, também, no Engenhão?

    Ele tem infra-estrutura, conforto, espaço e é bem localizado. Se o Botafogo briga para que os clássicos sejam realizados ali, eu não sei, mas deveria. Um time que gasta quase 500 mil por ano para utilizar o estádio, deveria se preocupar mais na exploração e ocupação do estádio.

    Nisso, o Atlético Paranaense é, de longe, o time de melhor planejamento e estrutura de marketing do Brasil. Acredito que Grêmio e Palmeiras serão os próximos a realiar grandes incentivos aos torcedores, eventos, visita guiada, camarotes corporativos, naming righhts, estacionamentos etc.

    Belo post.

    Olá Diogo,

    Pelo que foi publicado o Botafogo começará a receber os clássicos, já recebeu esse contra o Vasco. Se bem que segundo a CBF o próximo clássico está marcado para o Maracanã.

    Concordo que o Engenhão é uma obra sem qualquer planejamente, mas desde que o clube recebeu o estádio a um custo irrisório, deveria impulsionar seus públicos e receitas com matchday.

    Fico feliz que você gostou do post.

    Um abraço.

    Amir

  3. Será que o Botafogo cobrou R$ 20,00 pelos jogos do Campeonato Carioca (exceção dos clássicos, claro)? Aí também é querer pouco público no estádio.

    Olá Filipe,

    Os preços dos ingressos no Engenhão variavam de R$ 15 a R$ 20 na Taça Guanabara e Taça Rio.

    O problema não é só uma questão dos preços mas a falta de projetos de marketing e comunicação para atrair público aos jogos menos importantes.

    Um abraço.

    Amir

  4. O Botafogo precisa rever a questão do Marketing sim, porém antes disso precisa de time mais competitivos. Amir o próximo clássico está marcado para o Maracanã porque o mando de campo é do Fluminense, mas quando o mando de campo for do Botafogo todos os jogos serão disputados no Engenhão, isso já está definido.

    A público pífio nos jogos dos cariocas é a questão da tabela, o carioca desse ano foi horrível o planejamento, para todos os clubes só tivemos bom públicos nas semi-finais.

    Quanto ao brasileiro, a torcida do Botafogo anta desconfiada e traumatizada, precisa de montar um time forte para que o público possa se adaptar a sua nova casa.

    Olá Sabbagh,

    É verdade, o mando é do Fluminense.

    Embora o Carioca não tenha um grande apelo comercial diferentes ações para promover cada jogo poderiam ter elevado bastante a média de público do clube.

    Quanto à Série A não há desculpas o clube deveria já ter planejado com antecedência um bom projeto próprio de venda de season tickets (basta ver o que o CAP está colhendo com o Sócio Furacão) e principalemte trabalhar fortemente o conceito do Engenhão ser a casa do clube.

    É bom lembrar que nos últimos anos o clube jogou em 3 estádios diferentes (Caio Martins, Arena Petrobrás e Maracanã). O Engenhão deveria ser o grande alavancador do clube, já que com uma boa dose de criatividade trabalharia com a paixão e auto-estima do torcedor.

    Mas enquanto a gestão for tecerizada dificilmente o clube vai tocar o coração do torcedor.

    Um abraço.

    Amir

  5. O problema do botafogo é que não tem torcida.

    Eu sou carioca, e a maioria dos torcedores do botafogo são pessoas idosas.

    O botafogo está fadado a terminar.

    um abraço

    Olá Thiago,

    Você levantou uma questão importante para o clube. A torcida sendo menor e com faixa estária maior que de outros clubes, obriga ao departamento de marketing ser ainda mais criativo e eficiente.

    O Botafogo deve urgentemente desenvolver um projeto estratégico de renovação de sua base de torcedores e de resgate da auto-estima do torcedor.

    Mas para começar seus dirigentes não devem aparecer na mídia chorando depois de uma derrota.

    Um abraço.

    Amir

  6. Por mais ações de marketing que o clube faça, o estádio só vai lotar quando o Botafogo tiver um time competitivo.

    Enquanto estiver lutando para não cair vai ser difícil públicos acimas de 10 mil.

    Ninguém vai ao estádio para ver perna-de-pau e sair de lá (muito provavelmente) com um resultado negativo.

    Abraços,

    Olá Nico,

    Infelizmente tenho que discordar totalmente de sua afirmação.

    Exemplos de diferentes modalidades esportivas, principalmente na Europa e EUA comprovam que a motivação do torcedor vai muito além do resultado do jogo. (Isso vale inclusive para o futebol).

    É que no Brasil esse é a “estratégia de marketing” utilizada pelos clubes para atrair o torcedor e a atenção da mídia.

    Infelizmente posso afirmar que o markeitng esportivo no Brasil está em um estágio embrionário.

    Um abraço.

    Amir

  7. Bom, em primeiro lugar, sou botafoguense e tenho 19 anos, portanto devo ser uma minoria pelo que o Thiago disse, mas sinto informar que não são poucos os jovens botafoguenses, o problema é que eles são de uma geração acostumada ao Botafogo-show, foram formados vendo Túlio Maravilha, Sérgio Manoel e Cia. traulitar os adversários e sem papas na língua.

    O que acontece é que muitos (muitos mesmo) torcedores esperam uma renovação urgente no elenco, a priorização da qualidade ao invés da quantidade (se quiser um artigo para publicar, eu posso te enviar um que eu escrevi e foi muito bem recebido e debatido entre a torcida)… enfim, antes de comparecerem eles exigem um time forte, você pode se perguntar como?

    Eu explico: embora não comparecendo, boa parte dos torcedores que foram na Copa do Brasil aderiu ao programa de sócio-torcedor (varia de 15 a 18 mil hoje), e mesmo não indo, não deixa de pagar (se tivesse parado o Bebeto já teria reclamado, ao invés disso ele está exultante), esse tipo de torcedor não é contado no borderô.

    Mas o clube parece começar a se mover em outros meios de utilização do estádio (leia meu comentário no post de abril e vai ver eu falando de empresas que o clube fechou para venda de ingressos e trazerem eventos). Pois bem, a última notícia que tive foi a desse:

    http://www.rockarenario.com/

    Já tem outdoor pela cidade e tudo o mais.

    P.S: O tal artigo que eu escrevi tá aqui inteiro, se quiser será um prazer compartilhar.

    S.A.

    Prezado Breno,

    Agrdeço a sua mensagem.

    Seria interessante entender porque os 18 mil torcedores não vão aos jogos do clube em um estádio com apenas 1 ano de vida.

    Acredito que haja um problema sério de falta de conexão do clube com seu público-alvo.Agora se todos estão esperando o time subir na tabela, aí voltamos a discussão inicial desse blog.

    Espero de verdade que o Botafogo amplie e muito sua média de público no Engenhão bem como suas receitas com o estádio. Li o seu comentário em abril e se você se recorda comentei que estou ansioso para ver os resultados, mas até o momento não posso afirmar que as ações são um sucesso.

    Mas seguramente se todos os torcedores-contribuintes fossem aos jogos, se não aparecessem nos borderôs apareceriam no público presente divulgado pela imprensa.

    Um abraço.

    Amir

  8. Pelo que fui informado com uma das moças que trabalha em General Severiano, 8 mil desses sócios não podem ser cobrados quanto a isso, pois são do plano pra quem mora fora do RJ.

    S.A.

  9. “thiago Soares: O botafogo está fadado a terminar.”

    É brincadeira ouvir isso, VOCÊ REALMENTE CONHECE O BOTAFOGO? OU ACHA QUE É APENAS NO RIO DE JANEIRO QUE O BOTAFOGO TEM TORCIDA?
    O que falta é planejamento como todos estão debatendo, com certeza.. para assim atrair mais torcedores no Engenhão.
    AGORA, vc vim falar isto de um clube com tradição como o Botafogo é palhaçada, me desculpe!

    Nayara,

    Sem dúvida o Botafogo é um clube importante no cenário nacional e deve ser tratado como tal, principalmente por sua diretoria. O clube está muito aquém de outros grandes clubes do Brasil em geração de receitas.

    Um abraço.

    Amir

  10. Po o thiago soares parece não morar no Rio de Janeiro que eu conheço. Até porque numa recente pesquisa que avaliava torcida na faixa infantil, apontava o Botafogo com 2% de torcedores, enquanto outros clubes, como o fluminense, nem eram citados.
    E quanto ao Rock Arena Rio ele realmente acontecerá, so que sem venda para lugares no gramado em virtude do jogo da seleção Brasileira que será aproximadamente 15 dias depois do show.
    Acho que são 2 eventos interessantes pra geração de receitas ao clube.

    Abraços

    Gustavo,

    Sem dúvida o clube tem torcida em diferentes faixas etárias mas é incontestável que tem mais participação de torcedores com idade acima de 35 anos.

    Fico feliz que o Engenhão receberá mais eventos, mas o clube deve trabalhar ativamente na melhora de seus públicos em casa que permanece muito baixo. (Atualmente na Série A está com média de público de irrisórios 7,9 mil/jogo)

    Um abraço.

    Amir

  11. Amir, gostei muito do seu post e acredito q vc esteja certo em grande parte do que afirma. Contudo, eu gostaria de ver comparacoes da media de publico do botafogo com os outros clubes cariocas, alem disso seria interessante em um estudo comparativo considerar o numero total de torcedores do clube de modo a buscar a proporcao de torcedores q comparecem ao estadio- isso daria uma nocao mais transparente, precisa e imparcial dos fatos.
    Em relacao ao Marketing, e notorio que o botafogo vem pecando em sua politica para o estadio, mas nao me parece que a responsabilidade pelo nao comparecimetno de publico seja exclusiva do clube ! A proposito, quanto a CBF instituicao que gera ENORME receita gastou para promover o futebol nos ultimos anos ?
    Alem disso, nao e de hoje que acontecem todo tipo de brigas, tumultos e ate morte em estadios e em suas cercanias, e obvio que isso causa uma imagem negativa dos estadios e boa parte da torcida nao frequenta as arenas e estadios por nao considerarem seguro, isso sem duvida contribui para que a media de publico hoje nos estadios brasileiros seja menor do que era ha 30 anos atras, vc acredita que a ineficiencia da seguranca publica e sua consequencia para as receitas dos clubes possa ensejar algum tipo de reparacao em acao judicial ? Ou que ao menos a garantia da seguranca e da promocao da seguranca nao seja responsabilidade do ente publico?

    Grande abraco, Bruno

    Olá Bruno,

    Concordo que há um problema estrutural no futebol brasileiro que afeta a todos os envolvidos, principalmente os clubes e seus torcedores.

    Somente quando o clube realmente quiser alguma coisa poderá ser alterada.

    A crítica que faço ao Botafogo é que o clube recebeu de graça um estádio que custou R$ 350 milhões e nem por isso implementou qualquer iniciativa que pudesse alterar o status quo do futebol brasileiro.

    Continuo acompanhando as receitas e públicos no estádio e vou pulbicar outras informações mais adiante.

    Um abraço.

    Amir

  12. Esse Thiago Soares deve ser um palhaço, tricolor ou flamenguista, pra dizer uma asneira dessas. Amir, sou Adm. de empresas, com especialização em Marketing Estratégico, e o que vc está dizendo eu posso sentir pois acompanho o dia a dia do meu clube, muito embora não more no RIo, estou no maranhão agora. O problema do Botafogo é que não temos depto. de Marketing, pura e simplesmente isso, existe uma pessoa lá que representa esse setor, mas que não sabe nada de Marketing, mandei um Planejamento Estratégico ao clube e nunca obtive resposta, fiquei sabendo que o tal zé ruela lá rasga as propostas interessantes pra poder ficar com os louros da vitória, inclusive algumas idéias que eu mandei foram colocadas em prática como uma TV do próprio clube (funciona no site) claro que muito menos forte que eu tinha proposto. Quanto ao público o Botafogo tem uma torcida jovem muito forte, inclusive da era Túlio Maravilha foi a torcida que mais ampliou sua base de torcedores, temos torcedores em todas as classes, mas principalmente nas classes A, B e C, o que falta para atrair esses torcedores é identificar o Engenhão com o Botafogo definitivamente, o que leio de pessoas que vão ao Estádio é de que não passa a impressão de que é nosso, parece que estamos ali e já vamos sair, e não é verdade, temos contrato de 20 anos, com preferência de renovação por mais 20, o clube nunca se interessou em personalizar o Engenhão, nunca se preocupou em desenvolver atividades no Estádio que chamem o torcedor pra lá, como Shows, preliminares, sorteio de brindes, colocação em funcionamento de todo o entorno, com Shopping Centers, restaurantes, lojas de conveniência, etc.
    Como esse post é um pouco antigo, só comtemplava 4 jogos do brasileiro, veja como nossa média aumentou devido a estarmos agora nas primeiras colocações, tivemos públicos em quartas-feiras 22:00 de mais de 20 mil pagantes, contra o Palmeiras no sábado foram 29 mil, contra o Cruzeiro foram mais 26 mil, contra o Náutico, numa tarde noite chuvosa, foram mais 23 mil torcedores, prova que dá pra ter uma média de pelo menos 25 mil torcedores por partida, o que com ingressos na média de 20 reais daria uma boa renda, já excluindo os gastos decorrentes da partida.
    Minha fórmula é simples, times bons, com idolos que possam levar o torcedor ao estádio, junto a campanhas de Marketing direcionadas, onde se crie um vinculo do torcedor ao nosso Caldeirão.
    Em tempo: das 13 partidas jogadas lá, só perdemos 1 jogo, empatamos 3 e vencemos 9.

    Olá Márcio,

    Agradeço o comentário e te aconselho a jamais mandar projetos por email para clubes ou mesmo empresas. A chance de te chamarem a praticamente nula.

    Nesse momento, após 10 rodadas em casa o Botafogo está na 12ª posição em média de público na Série A, com 12,4 mil torcedores por jogo e em 4º lugar na classificação.

    Gostaria de saber qual seria a média do clube se estivesse por exemplo em 15º.

    Um abraço.

    Amir

  13. Ok Amir, aprendi a lição, é aquela história de jogar pérolas aos porcos.
    Quanto a média vencemos 7 partidas seguidas, algumas ainda com público abaixo do esperado, mas o que chamo a atenção é que de 5 jogos pra cá sempre estamos entre os maiores públicos, tivemos muitas decepções recentes, o que ressabiou um pouco a torcida, mas gostaria de lembrar que nossa média por exemplo é maior que a do São Paulo, time que é bi brasileiro, e dono segundo pesquisas da terceira maior torcida do Brasil, visto por muitos como exemplo de organização e planejamento, segue um link de um texto que fala sobre isso. http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas/2008/08/28/ult59u168795.jhtm

    abraço

    Márcio Santos

    Olá Márcio,

    A questão é que grande parte dos clubes fica absolutamente dependente do resultado nos jogos para lotar seus estádios. E ainda muitas vezes as médias acabam sendo elevadas pelos confrontos entre clubes rivais.

    O segredo para aumentar os públicos está no departamento de marketing e não no departamento de futebol.

    O SPFC embora um clube campeão até hoje não conseguiu criar um projeto de marketing que fizesse o torcedor lotar o Morumbi desde o Paulista até o fim do Brasileiro.

    Um abraço.

    Amir

  14. Amir

    Embora seja um entusiasta do Marketing por ser especialista, me permito discordar de você nesse ponto, infelizmente no Brasil o público só atende ao chamado de um grande time, e que dispute titulos, mesmo o Flamengo que tem de fato a maior torcida não consegue manter médias altas quando o time não está bem, acho que o grande problema é definir qual o público dos clubes, aquele que sempre vai ao estádio, por experiência sei que o Botafogo tem em média 7.000 fiéis, que em quase todos os jogos estão lá, os outros vão influenciados pelos bons resultados, o Flamengo sempre tem os seus 12 mil, mesmo que o time seja uma draga, mas veja o Santos, com o time sendo vice-campeão ano passado, a média dele ficou em torno de 8.500 torcedores, sei que o Marketing cria as condições ideais para a chegada mais forte da torcida, mas outros fatores impeditivos atuam, como a nossa economia, o preço dos ingressos, infra-estrutura das cidades, e do entorno dos estádios, entre outras coisas, sei que o meu fogão se estiver brigando vai manter a média dos últimos jogos em casa, que é mais de 20 mil torcedores.
    Abraço!

    Olá Marcio,

    Talvez por isso sejamos o país do futebol e não o do marketing no futebol.

    Estou certo que se os clubes tivessem profissionais de marketing mais gabaritados e que conhecessem de marketing seguramente poderíamos mudar essa visão.

    Se nosso mercado é tão dependente do desempennho das equipes, para que então ficamos discutindo como mudar o marketing esportivo no Brasil. Na verdade nós não fazemos marketing esportivo.

    Há milhares de opções para lotar o estádio em jogos sem apelo e logo farei um post sobre o assunto.

    Um abraço.

    Amir

  15. […] pelo evento. Ora, o Engenhão foi construído para o Pan e depois arrendado pelo Botafogo. Hoje é irrisório o público que vai assistir a Estrela Solitária jogar sob a influência mística de Garrincha, […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: