Publicado por: Amir Somoggi | 13/abril/2008

Previsão otimista na Série B

Aproveitando o post do Maurício Bardella sobre a recente publicação do balanço do Corinthians e analisando a proposta orçamentária de 2008, publicada pelo clube em seu site oficial, fiquei com a sensação de que a diretoria corintiana está otimista demais com o potencial de geração de receitas na Série B.

 

Segundo os dados apresentados pelo clube, em 2007 sem considerar as receitas com atletas, o ano do rebaixamento apresentou uma receita total de R$ 62,9 milhões em recursos gerados com futebol profissional, clube social e esportes amadores.

 

Já pela proposta orçamentária de 2008, o clube do Parque São Jorge planeja arrecadar sem as transferências de atletas um valor total de R$ 90 milhões, o que representa uma evolução de 43% em relação a 2007, em minha opinião uma previsão otimista demais.

 

Alguns pontos me chamaram a atenção, como:

 

  • Receitas com TV, que está orçada em R$ 24 milhões, mesmo com o grande corte em sua cota do C13 (o clube negociou um success fee com a Rede Globo vinculado com a audiência de seus jogos);

 

  • Uso da marca, que segundo o clube arrecadará R$ 12,1 milhões, de longe o maior valor do Brasil;

 

  • Bilheteria, que atingirá R$ 8,5 milhões, a única que me parece mais factível, embora terão que lotar boa parte dos jogos. No Paulistão a média do clube foi de 20,3 mil torcedores por jogo, com uma receita líquida média de R$ 178 mil por jogo;

 

  •  Patrocínios, que somarão R$ 29 milhões, a maior valor já recebido pelo clube;

 

  • Clube social e esportes amadores, com receitas de mais de R$ 14 milhões.

 

Não estou duvidando da força da marca do clube na Série B, muito menos da empolgação da torcida corintiana. Entretanto essa proposta orçamentária me parece um tanto quanto otimista demais e pode não ser atingida, principalmente se o desempenho do clube na segunda divisão ficar abaixo das expectativas, que nesse momento estão elevadíssimas.

 

Torcida corintiana terá que consumir muito para que o clube atinja seus objetivos comerciais

 

 

 

Segundo essa proposta orçamentária, o Corinthians planeja encerrar 2008 com superávit de R$ 7,6 milhões, uma melhora substancial de mais de R$ 30 milhões em relação a 2007, mesmo ampliando a folha salarial no mesmo período em mais de R$ 14 milhões.

 

Em minha opinião essa proposta orçamentária está superavaliada e pode não levar em conta a realidade mercadológica de geração de receitas do clube na Série B. Essa realidade de otimismo em demasia é tão maléfica para o negócio do clube quanto a falta de planejamento das ações anuais.

 

E você leitor, crê que a diretoria do Corinthians errará a previsão feita para 2008?


Responses

  1. Amir, acho que em primeiro lugar é preciso fazer um elogio à transparência que o clube não apenas prega mas que tem praticado, após o desastre administrativo que resultou no afastamento do antigo presidente.

    Informações financeiras estão completamente disponíveis no site do clube, e a previsão orçamentária pode ser acessada no link:

    http://www.corinthians.com.br/upload/noticia_100108_150540.pdf

    Penso que a previsão contém, de fato, um certo otimismo. Talvez o maior deles esteja mesmo nos R$ 12,1 Milhões de receitas previstas com o uso da marca. Creio que dentro desse item se enquadram as “promoções eletrônicas” com receitas previstas de R$ 6,8 Milhões, e que devem contemplar a TV Corinthians, cujo baixo número inicial de assinantes, segundo notícias que li, já é uma fonte de preocupação. Por outro lado esses 12,1 Milhões de faturamento com o uso da marca incluem R$ 4,2 Milhões com o programa de sócios-torcedores e R$1,1 Milhão com licenciamentos, o que me parece factível.

    Como positivo cito a previsão (otimista) de redução drástica nas despesas do clube social, resultando em um déficit de R$ 4,1 Milhões (lembrando que o déficit desse setor no balanço 2007 foi de R$ 23,1 Milhões).

    Fator não incluso nas previsões: a negociação de direitos federativos. O Estadão de hoje já menciona o plano de negociar o goleiro Felipe na metade desse ano.

    Muito bom esse post, Amir. Abraços.

    Olá Maurício,

    Você está certo, o clube está se diferenciando dos demais em termos de transparência.

    O risco do clube avaliar de forma muito otimista sua geração de receitas é a perda de credibilidade quando apresentar os dados reais e também apresentar novas perdas ao final do exercício.

    Vale destacar que os dados de 2007 da proposta orçamentária contém informações diferentes dos dados apresentados na última sexta-feira.

    Um abraço.

    Amir

  2. Que deve estar errado, deve.
    Só que acho que à princípio 2008 não é um ano ruim para o orçamento corinthiano.
    É um ano de risco, mas não ruim.

    Indo para a 2ª, mesmo que de uma forma não-planejada e não-pretendida, o clube conseguirá visibilidade maior.
    Devendo ganhar até horário fixo por jogar sozinho. Se leva uma receita menor, pode barganhar com patrocinadores maior arrecadação por conta da exposição que terá (e pelo visto, este pensamento faz parte do orçamento).
    O risco faz parte de que na situação de rebaixamento, há uma mobilização simpática em torno da equipe. É histórico que o início serve para zerar as tensões do fim do ano do rebaixamento de fato.
    Se tudo for bem, o orçamento vai às mil maravilhas. Acontece que em caso de fracassos, a corda arrebenta e os efeitos serão sentidos em uma redução drástica em 2009.

    Resumindo:
    O rebaixamento pode servir como um impulso, mas se exagerar na dose, vai para o fundo do poço.

    Olá Victor,

    Parabéns pela análise.

    Fiz uma análise comparativa sobre os dados financeiros dos grandes clubes brasileiros que caíram para a Série B e realmente o rebaixamento não foi o pior dos mundos em termos financeiros.

    Vivencie o caso do Atlético de Madrid na Espanha em 2000 que se reiventou em termos de marketing na segunda divisão, inclusive citei esse exemplo nessa análise que foi publicada pela Folha no ano passado.

    Entretanto boa parte dos clubes trabalharam com uma folha salarial mais enxuta e suas receitas se mantiveram no mesmo patamar, principalmente pela negociação de atletas.

    O Corinthians deve elevar suas receitas sem atletas em 2008, somente não creio que no patamar apresentado.

    Um abraço.

    Amir

  3. Também acho muito otimista o orçamento corinthiano. Não acredito que este orçamento seja plausível caso o Corinthians enfrente problemas para voltar a séria A ou seja eliminado rapidamente da Copa do Brasil.

    Olá Vinicius,

    Realmente se o clube for eliminado precocemente da Copa do Brasil terá uma redução, principalmente nas receitas com bilheria.

    Além da questão do uso da marca, acredito que os valores com TV estão fora da realidade também.

    Um abraço.

    Amir

  4. É Amir.
    Também acho que esses valores são contos da carochinha.
    A oportunidade de 2008 é boa, mas será feito tudo como sempre, de forma quase amadora.
    Ainda acho que o Corinthians fecha o ano com déficit.

    Olá Victor,

    Eu também acredito que o clube feche com déficit, até porque há pendências judiciais, sem contar a questão do fim da parceria, ressalvado pelos auditores do clube.

    Um abraço.

    Amir

  5. Olá Amir
    Dei uma olhada na previsão orçamentária do Corinthians e fiquei com uma dúvida: seriam os 500.000 reais classificados como Loteria Esportiva referentes a Timemania?? Se for o caso, é uma previsão pessimista, já que em apenas 5 concursos o clube “ganhou” 125.000 reais.
    De resto, a previsão orçamentária também me parece um pouco otimista, já que a maioria das receitas aumentam, ao mesmo tempo que muitas das despesas são cortadas. Chama a atenção o corte nos gastos com o clube social, sendo que não previsão de gastos com os esportes amadores.

    Parabéns pelo blog,
    Guilherme

    Olá Guilherme,

    Esses valores seguramente são da Loteria Esportiva, até porque os recursos da Timemania somente virarão receitas quando o clube quitar suas dívidas com o Governo.( Lembrando que o clube perdeu o prazo de cadastramento).

    Esse é outro valor fora da realidade, já que os clubes em geral não atingem R$ 200 mil com a Loteria Esportiva por ano.

    Um abraço.

    Amir

  6. O Conselho Deliberativo do Botafogo aprovou ontem a noite, de forma unanime, as contas do clube referentes ao exercício de 2007. Não sei quando nem aonde os números serão publicados, mas existe uma análise rápida das contas em http://www.movimentocarlitorocha.blogspot.com/
    no primeiro post do dia 16/4, quarta feia.

    Antonio,

    Obrigado pela mensagem, eu pessoalmente tenho grande interesse no balanço do Botafogo, um dos clubes em pior situação financeira do Brasil.

    Um abraço

    Amir


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: