Publicado por: Amir Somoggi | 29/março/2008

Conexão com o torcedor

No mercado esportivo global o torcedor que freqüenta os estádios, arenas e ginásios é sem dúvida uma das mais importantes variáveis do negócio de clubes e entidades esportivas. A freqüência de público nos jogos e os hábitos de consumo desses espectadores se tornou um dos mais importantes ativos na Indústria Esporte no mundo e seu comportamento tem sido estudado pelos gestores de diferentes times e ligas na Europa e EUA, já que os heavy users são uma amostra significativa das expectativas de todos os torcedores. 

Um livro que recomendo a todos os interessados no assunto é a obra lançada no Brasil pela editora Bookman, Marketing Esportivo: a reinvenção do esporte em busca de torcedores, dos autores REIN, Irving, KOTLER, Philip e SHIELDS, Ben. 

Esse livro, que deve ser lido por dez entre dez gestores de clubes no Brasil, traz uma série de conceitos e exemplos que podem ajudar muito no desenvolvimento da relação de nossos clubes de futebol com seus milhões de torcedores, aqueles que freqüentam atualmente os jogos dos clubes e os milhões de brasileiros que nunca pisaram em um estádio de futebol, a maior parte dos torcedores dos clubes brasileiros. 

Entre os muitos conceitos apresentados pelos autores, destaco esse que resume exatamente a mudança que teremos que implementar no mercado brasileiro: 

“A Indústria do Esporte enfrenta um desafio de marketing completamente diverso em relação a qualquer outro entretenimento. No mundo do esporte, o desempenho esportivo foi tradicionalmente a causa principal da atração e ligação com os torcedores. A conexão ideal com os torcedores é aquela de fidelidade garantida por longo prazo e que não tenda a ser interrompida pelos inevitáveis fracassos de produtos esportivos”. 

Assim, os clubes de futebol no Brasil precisam compreender que devem instituir uma relação honesta e altamente profissional com seu público-alvo, buscando interligar suas marcas com valores que vão muito além de títulos e gols.

Na prática os clubes devem trabalhar de forma segmentada os mais variados públicos e para isso devem individualmente transformar seus departamentos de marketing no alavancador dessa conexão de suas marcas com seus clientes, conhecendo quem são seus torcedores, seus hábitos, o que pensam, quais são os seus desejos e expectativas. 

Clubes com mais torcedores nos estádios- Campeonato Brasileiro 2007

Séries A ,B e C

maiores-publicos-campbrasileiro-2007.jpg

Em 2007, os 104 clubes que disputaram as Séries A, B e C levaram um total de 10,7 milhões de torcedores aos seus jogos, uma evolução de 23% em relação a 2006. A Série A foi responsável por 61% desse público, a Série B 25% e a Série C 14%.

         

    Torcida do Flamengo motivada pela vaga na Libertadores ( Fonte Agência Fla)

torcida-flamengo.jpg

        

     

Os 20 clubes que mais público atraíram aos seus jogos representaram na última temporada nada menos que 73% do total, sendo 15 clubes da série A, 4 clubes da série B e 1 clube da Série C. Fica claro que o torcedor tem freqüentado mais os jogos dos clubes e sua maior motivação é o desempenho do time nas competições, do que outros fatores como experiências diferenciadas ou uma resposta a campanhas de marketing criadas pelos clubes.

          

                Torcida do Bahia empolgada com o retorno à Série B ( Fonte A Tarde)

torcida-bahia.jpg

Desta forma percebe-se que poucos clubes representam a grande parte desse montante de torcedores que compram ingressos no futebol brasileiro e são essas entidades que devem obrigatoriamente mudar a forma com que enxergam seus torcedores heavy users e criar um novo modelo de relação com esse público, que será referência para todos os demais.

Os clubes brasileiros devem criar internamente ferramentas modernas de gestão de informações a fim de conhecer não apenas dados demográficos de seus clientes, mas principalmente diferentes variáveis do comportamento desses grupos de torcedores e estruturar abordagens mercadológicas consistentes a fim de buscar uma fidelidade de longo prazo. 

Essa necessidade dos clubes já é uma realidade, falta apenas que as entidades se estruturem para conhecer e principalmente abordar seus torcedores de forma a criar uma conexão honesta e conseqüentemente rentável com esse público. Alguns clubes estão se mexendo, mas poucos realmente criaram uma abordagem realmente inovadora e acabam dependendo dos gols de seus jogadores para poder atrair público aos seus jogos. 


Responses

  1. Amir,

    Parabens pela materia. Muito interessante. Realmente precisamos tratar de um vez por todas o torcedor com um consumidor….Obrigado pela recomendacao do livro.

    Olá Alan,

    Obrigado pela visita ao blog, contamos com sua participação.

    Temos muito trabalho no futebol brasileiro para criar e desenvoler comercialmente a conexão dos clubes com seus milhões de torcedores.

    Um abraço.

    Amir

  2. Amir, seu texto traz à luz mais um importante ponto a ser levado em conta em uma administração moderna do produto esporte, peço licença para colocar uma citação de Branch (1992):
    “Profissionais do marketing do esporte mais avançados reconhecem que o produto principal, a competição esportiva em si, não é o único produto ao qual se deve dar importância; utilizando-se de estratégias de diversificação, o evento ganha um valor adicional elevado tornando a aquisição deste produto mais consistente. Em outras palavras, o desafio dos administradores este em se concentrar menos no jogo e mais em criar uma positiva experiência ao consumidor”.

    O Brasil, por sua construção social, faz com que tenhamos o vício de aceitar o que nos é oferecido como algo presenteado pelo Estado, pelos Senhores de Engenho, pelos nossos “benfeitores” onde a máxima do “cavalo dado….” prevalece; no futebol, confundido com política pública, não se foge deste viés; aceita-se os estádios como são, os serviços como são e cremos que nada vá ou deva mudar.

    O mundo mudou….os resultados aí estão, estádios vazios e pessoas distantes de seus clubes, mas por quê ?? O desempenho de público de um campeonato está correlacionado em alto grau com a performance esportiva dos cinco clubes de maior torcida, em baixo grau com aspectos sócioeconômicos e em baixo grau com a qualidade do campeonato, provado estatísticamente pra quem quiser ver. Assim não há ambiente de negócios que resista.

    Existem soluções aos montes para conhecer o consumidor do produto esporte; com esse conhecimento e a consequente criação de um marketing database se consegue estudar a criação de produtos e serviços para atender as expectativas de cada segmento de torcedores; ao contrário do que parece, essas soluções cabem no bolso dos clubes, federações, etc…é só entender o quanto isso pode ser benéfico.

    Eu sonho com o dia no qual vou receber um cartão virtual de aniversário do meu clube me dizendo que algum(ns) ídolos fazem aniversário no mesmo mês que eu e que, por minha fidelidade à minha “membership” tenho um desconto de x% na loja do clube e assim por diante, custa menos do que parece e rende mais do que se imagina.

    Olá Robert,

    Realmente podemos transformar completamente o futebol brasileiro utilizando novas ferramentas de gestão de informação para ampliar o vînculo das marcas dos clubes com seus torcedores.

    A tecnologia que dispomos atualmente é mais do que suficiente para isso, basta que cada clube enxergue nessa nova filosofia de gestão uma soluçâo real para conhecer seus públicos de interesse e fundamentar estratégias mercadológicas de longo prazo.

    Um abraço.

    Amir

  3. acredito que o market do clube ajuda, mais nao é o suficiente, quando o torcedor se sentir seguro e tiver mais atrativos nos estadios e comodidade, com certeza o publico vai lotar os estadios porque o torcedor brasileiro é apaixonado por futebol.

    Olá JK,

    Sem dúvida mais conforto ajudará muito nessa mudança, mas com a inexistência de projetos de marketing a tendência é que os estádios novos ou reformados também fiquem dependentes do desempenho dos clubes nas competições.

    Há muito espaço, disponível nos jogos do CAP e Barueri, dois dos estádios mais confortáveis do Brasil.

    Um abraço.

    Amir

  4. Ha flamengo é o flamengo ne…
    ganhando ou perdendo sempre flamengo..♥

  5. sou flamengo ate morre e sempr serei perdendo ou ganhado………………………….

  6. sempry flamengo!!!

  7. moro na favela s.v.p em vila velha ES nois somos a torsida organisada do !!!!!!!!!!MENGÃO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  8. Muito interessante esta visão, já fiz a encomenda do livro indicado.
    Estou desenvolvendo um projeto de pesquisa que tentará identificar algumas diferenças nos hábitos de consumo das pessoas de acordo com os times pelos quais elas torcem.
    Como sou um graduando de ADM, gostaria de saber se tens alguma indicação de leitura que me ajude a enriquecer intelectualmente este trabalho.

    Um grande abraço.

    Olá Mateus,

    Estou certo que esse livro vai ajudar muito. Há um muito interessante chamado Marketing&Football que você encontra na amazon.

    Caso queira ter informações sobre o mercado brasileiro de clubes de futebol e mercado europeu você pode comprar o report da Casual Auditores

    http://www.casualauditores.com.br/Casual_Report.htm

    Um abraço.

    Amir

  9. eu sou flamenguista com muito orgulho com muito amor…
    o flamengo ganhando ou perdendo eu estou com ele……………………………
    100 pre flamengo!!!!!

  10. por isso e eu flo flamengo éh o maior time com o numero de torcedores eu todo o brasil

    Uma vez FLAMENGO sempre FLAMENGO;
    FLAMENGO sempre ireii de ser;
    é o maior prazer velo brilhar
    seja na terra, seja no mar;
    VENCER…VENCER…VENCER
    Uma vez FLAMENGO;
    FLAMENGO até morrer …

    esse éh o time do meooo ♥
    >>>sempree MENGÃÃÃÃÃO<<<

  11. eu amor o flamengo

  12. Flamengo ed+ !!!!!!

  13. Euuuu Sooo Flamengo Ate Morrer

  14. NÃO HÁ PALAVRAS PARA DESCREVER ESSA NAÇÃO!
    É UMA TORCIDA QUE ACREDITA MAIS QUE OS PRÓPRIOS JOGADORES E QUE NOS QUINZE ANOS DE AGONIA PRA VER SE CAI OU NÃO CAI PRA SEGUNDA DIVISÃO ELA JAMAIS DEIXOU O FLAMENGO NA MÃO E FOI A VERDADEIRA RESPONSÁVEL POR ELE NUNCA TER CAÍDO PRA SÉRIE B, E AO MESMO TEMPO LOTANDO O MARACANÃ E QUEBRANDO RECORDS ATRÁS DE RECORDS E OLHA QUE O FLAMENGO NÃO ESTAVA BRIGANDO POR TÍTULO… SÓ A TORCIDA DO FLAMENGO MESMO.

    COMO JÁ DIZIA NOSSO HINO: ”UMA VEZ FLAMENGO,SEMPRE FLAMENGO”

    OBS:TODA VEZ QUE O MENGÃO ENTRA EM CAMPO EU FICO TODO ARREPIADO E CHEGO AS LÁGRIMAS. SABE PORQUÊ? PORQUE SÓ QUEM É FLAMENGUISTA CONSEGUE ENTENDER ESSA PAIXÃO.

  15. A TORCIDA DO FLAMENGO ESTÁ DE PARABÉNS, APESAR DE NÃO SER FLAMENGUISTA, TENHO QUE ADMITIR QUE TORCIDA IGUAL A DO FLAMENGO NÃO EXISTE.

  16. A MAIOR TORCIDA DO MUNDO E O FLAMENGO EU NAO TENHO NEM PALAVRAS PARA FALAR SOBRE ESSE TIME TAO MARAVILHOSO QUE EU AMO MUITO
    SOU FLAMENGO ATE MORRER COM MUITO OGULHO
    AMO DOIS JOGADORES O ADRIANO E O PETY!!!!!!!

  17. EU NAO SOU UMA TORCEDORA DOFLAMENGO
    EU SOU OBESECADA POR ESSE TIME NAO UM JOGO DELE
    POR QUE EU AMO MUITO ESSE TIME DE CORACAO NUNCA VOU DEIXAR DE TORCE PARA ESSE TIME BJS!!!!!!!!!

    TE AMO MUITO FLAMENGO!!!!!!!!!!!!

    SE DEUS QUIZER VAI SER CAMPEAO DE NOVO!!!!!!!!!
    BJS LOYANA!!!!!!!!!

  18. como que eu faso para emtra em comtato com atorsida organizada do sao paulo de um comtatoo pra falar com o responsavel me ajuda eu agradesso se me ajudar em


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: