Publicado por: Marcos Silveira | 5/março/2008

Pacote Verde

O Palmeiras lança nesta quinta-feira (06/03), junto com a empresa Outplan, mais uma grande novidade para a torcida alviverde: a venda antecipada de ingressos para partidas no Palestra Itália.

Palmeirenses no Palestra

Palmeirenses no Palestra Itália: mais conforto para ir aos jogos

O press-release divulgado nesta quarta-feira pela Assessoria de Imprensa do clube diz que “o torcedor palmeirense poderá fazer a compra antecipada de um pacote que inclui todos os jogos da temporada 2008 – Campeonato Paulista, Brasileiro, Copa do Brasil e Copa Sul-Americana” (o negrito é por minha conta).

O anúncio oficial, com todos os detalhes, será feito pelo diretor administrativo do Palmeiras, José Cyrillo Jr, amanhã às 10 horas. Mas o Futebol & Negócio apurou algumas informações e adianta pra você.

O pacote que será comercializado contém 23 partidas, divididas da seguinte forma:

  • 3 no Paulista (Ponte Preta, Portuguesa e São Caetano)
  • 18 no Brasileiro (todos os jogos com mando do Palmeiras, exceto contra o SPFC)
  • 1 na Copa do Brasil
  • 1 na Copa Sul-Americana

O clássico Palmeiras X São Paulo, marcado para o próximo dia 16, não está incluído porque será disputado em Ribeirão Preto. O mesmo vale para o confronto contra o Tricolor no Brasileiro, que ainda não tem local definido.

As duas partidas válidas pela Copa do Brasil e pela Sul-Americana representam o mínimo que o Palmeiras vai jogar no Palestra Itália pelas duas competições. Conforme a equipe for passando de fase, os jogos seguintes também entram no pacote, sem custo adicional para o torcedor.

Essa última informação provavelmente será um dos principais atrativos para o palmeirense adquirir o pacote de ingressos de forma antecipada. Afinal ele terá lugar garantido em partidas decisivas, desde que o time faça a sua parte e se classifique.

Vou ficar ligado na entrevista coletiva de amanhã, mas desde já parabenizo o Palmeiras pela ótima iniciativa. Minha única restrição é pelo fato de lançarem o plano no meio do Paulistão. Acredito que o ideal seria dar o pontapé inicial antes de a temporada começar. Como provavelmente o acordo só foi viabilizado agora, talvez fosse melhor deixar os jogos do Estadual fora do pacote.

E você? O que acha do “pacote palmeirense”?

Anúncios

Responses

  1. Marcos,

    Você já sabe a minha opinião, condiz com a velha máxima portuguesa, entre “bestial e besta”. Se o pacote fosse lançado hoje sem incluir os jogos do Campeonato Paulista, acharia uma inovação no mercado brasileiro bestial, mas, incluir o Paulista da um ar de coisa feita às presas e “porcamente”, sem trocadilhos, pois lançar um pacote no fim do campeonato demonstra uma certa incompetência de planejamento.
    Mas não podemos criticar apenas, vamos aguardar os detalhes hoje às 10:00 hs.

    Pois é Chico…
    Como falei no post, acho que os jogos do Paulista deveriam ter ficado de fora do pacote.
    O ideal mesmo, na minha opinião, seria lançar um carnê apenas para o Brasileiro, até mesmo para o torcedor ter mais tempo para decidir a compra. Mas penso que a experiência é válida.
    Se os 500 primeiros pacotes se esgotarem rapidamente (e a venda começa nesta sexta pelo site https://www.futebolcard.com/prod/site/index.php), teremos uma boa idéia da demanda de um produto desse tipo.
    Abs, Marcos

  2. Entre bestial e besta é otima! hehe

    A iniciativa já é um começo, mas ainda é pouco para transformar a partida de futebol em um autentico entretenimento, mas foi dado o pontapé inicial.

    Também acho que ainda é pouco, Sergio.
    Mas na verdade cometi uma injustiça no post, já que o Palmeiras começou a se mexer no fim do ano passado, quando fechou parceria com a Visa para criar o setor Vip no Palestra. Lembrando que a Visa tentou primeiro o Morumbi, mas não entrou em acordo com a diretoria do São Paulo.
    Abs, Marcos

  3. A Outplan fica aqui em São José-SC, no mesmo prédio e andar que a minha empresa.

    Eles lançaram no ano passado, em parceiria com o Figueirense, um site para a venda de ingressos via internet, com o cartão de crédito.

    Como o Orlando Scarpelli tem seus lugares numerados, o torcedor pode escolher onde irá sentar ao fazer a compra (apesar dos lugares disponíveis via internet serem limitados).

    O próprio cartão utilizado na compra vira o ingresso do jogo: o torcedor passa o cartão em uma catraca especial, e essa libera o acesso e imprime um comprovante.

    Ótimo testemunho, Ricardo! O projeto do Palmeiras parece ser bem parecido com o do Figueirense. Inclusive o site para adquirir os ingressos é o mesmo (Futebolcard.com).
    O Figueirense, aliás, está merecendo um “post próprio”. Já faz tempo que o clube de Santa Catarina se destaca com ações inovadoras e atenção ao seu torcedor-consumidor.
    Abs, Marcos

  4. Marcondes, depois é pior…

    Nem besta nem bestial. O Palmeiras mira a modernidade. Em um longo período de estiagem de iniciativas, nosso jardim está cada vez mais verde!

    Salve Alemão!
    Seja bem-vindo ao blog! E escreva mais vezes…
    Torço pelo sucesso dos novos planos do Palmeiras, para que a disputa com os rivais seja ainda mais acirrada fora de campo.
    O futebol brasileiro precisa de clubes fortes e estruturados para voltar a crescer.
    Abs, Marcos

  5. Olá Marcos,

    A realidade da venda dos jogos antecipados para toda a temporada é um importante potencial de receitas para os clubes de futebol na Europa. Para alguns clubes chega a representar até 90% do público que freqüenta os jogos.

    Segundo nossa análise na Casual Auditores a demanda inexplorada desse produto no futebol brasileiro é de cerca de R$ 200 milhões/ano.

    Os dirigentes do Palmeiras lançaram no meio da competição um produto estratégico para seus negócios e ao que parece sem identidade emocional com o torcedor.

    Essa atitude pode fazer com esses dirigentes em um futuro próximo defendam que carnês de ingressos não atingem os resultados da Europa por falta de cultura local…

    Vamos aguardar e saberemos…

    Um abraço.

    Amir

    Pois é Amir…
    Você sabe melhor do que eu o quanto essa tal de “cultura local” já foi eleita pelos dirigentes como culpada por fracassos.
    Na minha visão a culpa maior, no entanto, é da falta de planejamento e, no caso dos carnês, da falta de continuidade.
    Mas espero que a iniciativa do Palmeiras seja bem-sucedida e acredito que a chance de isso acontecer é muito boa.
    Existe um segmento de torcedores ávido por consumir futebol com mais conforto. E talvez isso compense algum possível erro de planejamento ou falta de identidade emocional.
    Realmente temos de aguardar para saber, mas prefiro ser otimista: espero que a procura pelos pacotes seja grande a ponto de mudar os conceitos dos dirigentes.
    Abs, Marcos

  6. Gosto da iniciativa.

    A idéia de ofertar comodidade muito me agrada e, ao que parece, esse “joint-venture” Palmeiras-Visa é uma boa solução para o torcedor comprar o ingresso de casa, acomodar-se bem, com bons banheiros e boas lanchonetes. Coisa que nunca vi em nenhum estádio de SP, nem no Morumbi.

    Não sei se os amigos concordam comigo, mas a experiência de pegar o carro, ir até o estádio, entrar na fila para comprar o ingresso, entrar numa nova fila para o acesso as arquibancadas a para, no fim, acomodar-se mal, com banheiros nojentos e lanchonetes pouco higienicas não é uma experiência nada agradável.

    O sujeito tem que pagar para os flanelinhas, depois tem que lidar com os 7 ou 8 cambistas que irão abordá-lo e depois sentar num lugar sujo, apertado e sem infra-estrtura decente. Realmente é pouco convidativo para muita gente.

    A iniciativa do Palmeira-Visa parece que mira numa solução que torne essa experiência mais agradável e mais atrativa para aqueles torcedores com alguma exigência.

    Minimizar o caos que é uma ida ao estádio é preciso. Ponto para o Palmeiras.

    Abraços, Rodrigo

    Olá Rodrigo, obrigado pelo comentário!
    Pelo jeito estamos falando a mesma língua… É claro que concordamos! 😉
    Investir no caráter experiencial de um jogo de futebol e na segmentação dos vários setores de um estádio (ofecerendo diferentes opções de preço/comodidade) é uma das principais bandeiras (quiçá a maior) deste blog.
    Também acho que o Palmeiras marcou um ponto. Espero que seja o primeiro de muitos. E que outros clubes sigam o exemplo.
    Abs, Marcos

  7. O Gremio tambem esta lançando um pacote de ingressos para o brasileirao! (pena q nao tenha uma parceria como o do Palmeiras)

    Pacote de ingressos Brasileirão 2008
    12.05.2008
    Vendas no Quadro Social

    Pensando no conforto, na agilidade e na segurança do seu sócio, o Grêmio está lançando o pacote de ingressos para o 1º turno do Campeonato Brasileiro 2008.

    O pacote será vendido somente para cadeiras centrais (portões 11 e 14) e cadeiras laterais (portões 12 e 15) para o Sócio Torcedor e torcida em geral.

    A compra já pode ser feita no Quadro Social do Clube e o pagamento com cartão de crédito pode ser parcelado em 3 vezes, uma entrada e mais dois pagamentos.

    Além da venda no Olímpico, o pacote também pode ser adquirido nas lojas Multisom da Capital: na Esquina Democrática, rua dos Andradas, 1362; e do Shopping Total, na av. Cristóvão Colombo, 545 loja 1032.

    Na Região Metropolitana: na Multisom de Canoas, na avenida Guilherme Schell, 6750 – lj. 6970; de São Leopoldo, na avenida Independência, 587; de Novo Hamburgo, na avenida Nações Unidas, 2001 – lj. 1067.

    No Interior: na loja Multisom de Pelotas, na rua Andrade Neves, 1880; e na loja de Rio Grande, rua Duque de Caxias, 86 – lj. 01.

    Mais informações pelo telefone (51) 3218.2042 ou pelo e-mail quadro.social@gremio.net ou no site http://www.gremio.net

    Confira os valores:

    Valor normal:
    – Cadeira Central: R$ 500,00
    – Cadeira Lateral: R$ 400,00

    Valor do Pacote:
    Para Sócio Torcedor:
    – Cadeira Central: R$ 187,50
    – Cadeira Lateral: R$ 150,00

    Para torcida em geral:
    – Cadeira Central: R$ 375,00
    – Cadeira Lateral: R$ 300,00

    http://www.gremio.net/news/view.aspx?news_type_id=14&id=4803&language=0

    Essa iniciativa, junto com a venda pela internet e a substituiçao dos ingressos pelo cartao Smart Card ( http://www.gremio.net/news/view.aspx?id=2869 ), vao ser muito importantes quando o Gremio chegar perto dos 100 mil socios… mas bem q eles poderiam oferecer alguns beneficios pra quem comprar adiantado (como um lanche no intervalo)

    Mais uma vez obrigado pelas informações, Borracho!

    O pacote de ingressos do Grêmio não é tão inferior ao do Palmeiras. A maior diferença do Setor Visa de fato é a possibilidade de utilizar o próprio cartão de crédito como ingresso. Mas o próprio Figueirense, o primeiro clube a ter Setor Visa, começou o sistema utilizando um “smart card”. De repente o Grêmio pode tentar uma parceria com outra empresa de cartões de crédito… 😉

    O importante é que os preços estão bem atraentes e oferecem um bom desconto para o sócio-torcedor. Esse, aliás, me parece o ideal: oferecer descontos ao invés do ingresso livre para todos os jogos.

    Continue participando!

    Abs,
    Marcos Silveira


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: