Publicado por: Amir Somoggi | 3/fevereiro/2008

Super Bowl XLII, aprendendo com quem sabe

A final da NFL de hoje entre o New England Patriots e New York Giants, no University of Phoenix Stadium, é considerada pela revista Forbes o maior “Day Event” no esporte global, já que a edição de 2007, por exemplo, gerou um impacto econômico direto de cerca de US$ 379 milhões, entre vendas de ingressos, direitos de transmissão, produtos licenciados, consumo no estádio e inserções publicitárias.

phoenix-stadium.jpg

O evento, que deve ser visto por cerca de 100 milhões de norte-americanos, terá uma audiência global de cerca de 1 bilhão de telespectadores em todo o mundo. O Arizona Super Bowl Host Committee estima um impacto de cerca de US$ 450 milhões para a economia da cidade, que deve receber cerca de 120 mil visitantes.

Segundo pesquisa realizada pela empresa Harris Interactive, 57% da audiência adulta que acompanhará a partida pela TV nos EUA se declarou mais interessada nos comerciais a serem veiculados do que no próprio confronto. Algo raro nos dias de hoje, em que há um declínio do impacto da mídia tradicional frente a novas ferramentas de comunicação, provando o caráter midiático do Super Bowl, já que até as inserções publicitárias se converteram em atividades de entretenimento.

Os ingressos para a partida, todos esgotados, foram vendidos a preços a partir de US$ 800, entretanto há pacotes premium que variam de US$ 4 mil e US$ 100 mil e oferecem muito mais do que um jogo de futebol americano. Dependendo do pacote adquirido o torcedor terá direito a hotel, transporte, mesa nos camarotes com a presença de astros, festa depois do jogo, entre outras atrações. A expectativa é que o encontro de hoje gere mais de US$ 57 milhões em receitas com ingressos.

Informações publicadas no site do Super Bowl XLII

ingressos-esgotados-superbowl-2008.jpg

Os finalistas

patriots-x-giants.jpg

O New England Patriots gerou em 2006 US$ 255 milhões em receitas (2ª posição da NFL), sendo 28% proveniente da venda de ingressos no Gillette Stadium, que obteve um ticket médio de US$ 91/torcedor. Os gastos salariais dos Patriots atingiram em 2006 US$ 125 milhões, 50% de seu faturamento, um índice excelente, fazendo com que a franquia de propriedade do magnata Robert Kraft seja uma das mais rentáveis da NFL.

Já o New York Giants em 2006 obteve uma receita de US$ 195 milhões (18ª posição da NFL), sendo que a venda de ingressos de seus jogos no Giants Stadium foi responsável por 26% do total arrecadado, com um ticket médio de US$ 77/torcedor. Os gastos salariais do Giants, de propriedade de John Mara e Steve Tisch, alcançaram US$ 130 milhões, 67% de seu faturamento.  

 


Responses

  1. Realmente é de se exaltar a administraçao do futebol americano. Sucesso absoluto!!

    Abraço

    Olá Sérgio,

    Realmente a NFL faz um trabalho que é benchmark no mundo do esporte. Por conta desse trabalho bem feito é a Liga Profissional com maior receita no sport business global.

    Um abraço.

    Amir


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: