Publicado por: João Frigerio | 11/agosto/2009

F&N quer saber: Calendário

Tendo muito a ver com o post do Robert Fernández, “Janela de Transferência a Todo Vapor – E os Clubes?”, o presidente Lula declarou na última semana que em caso do calendário nacional não se adaptar ao europeu, ele defende que se faça uma lei que impeça a saída de jogadores para o exterior durante o Campeonato Brasileiro.

Leia a notícia da Agência Estado no Yahoo Esportes.

A meu ver, um decreto ou Medida Provisória nesse sentido seria um ato exdrúxulo, além de ilegal. O cerceamento do direito do trabalhador de ir trabalhar onde bem entender é inconstitucional e, além do mais, foi o que originou a Lei Pelé.

Adaptar o calendário nacional ao europeu também não seria a coisa mais simples do mundo. Como ‘efeito colateral’ de tal mudança podemos prever, por exemplo, o seguinte caso:

Digamos que, a partir do ano que vem, resolvamos que a temporada passará a ser disputada de Agosto a Maio (com Junho como mês de férias e Julho mês de pré-temporada).

Em primeiro lugar, os clubes deverão encontrar atividades para ser disputadas no primeiro semestre. Estaduais mais longos ou torneios regionais como Rio-SP ou Copa do Nordeste são opções.

Então, quando o Brasileirão começasse, no segundo semestre, o resultado mais evidente da mudança seria que não teríamos um campeão nacional de 2010!!!

E com isso, haveria outras complicações para se determinar os representantes brasileiros na Libertadores 2011.

Além disso, não podemos esquecer que 2010 é ano de Copa do Mundo. Se por um lado, isso pode ser um complicador para o calendário, por outro pode ser a oportunidade ideal para se fazer uma mudança drástica na organização dos campeonatos no Brasil.

Mas no fundo não acredito que uma eventual mudança no calendário nacional resolva o problema de saída de jogadores no meio do campeonato, pela simples razão que na verdade são duas as janelas de transferência do futebol europeu. Além dos 3 meses em Junho, Julho e Agosto, há também um mês em Janeiro. Essas datas podem variar de liga para liga.

Por isso o F&N quer saber: vale a pena adaptar o calendário brasileiro ao europeu?

Deixe sua opinião nos comentários e participe de nossa enquete na barra lateral do blog!

About these ads

Responses

  1. Esta não é minha opinião, mas concordei com o dono dela: em outro blog (o qual não recordo o nome), o autor do post comentou que, apesar de serem duas as janelas de transferência, a de janeiro não causaria um efeito tão drástico como causa a de julho/agosto. Segundo ele, em clubes bem organizados as principais mudanças com relação a jogadores no time acontecem antes das competições. Durante as competições fica mais complicado mexer.
    Isto significa que os clubes brasileiros teriam como preparar melhor seus elencos para disputar a temporada, visto que os europeus (que levam boa parte dos nossos jogadores) estariam em plena metade de competição nas suas ligas nacionais.
    Lembro que esta é uma opinião de outro autor, somente a estou citando aqui.
    Falou…

  2. A janela de Janeiro acontece no meio da temporada européia, não tem nem como comparar com a janela do meio do ano em termos de movimentação.

    Vejo várias pessoas achando que a transição seria um grande problema, quando na verdade, se os interessados estiverem dispostos, é coisa simples de se resolver. Encaixa o Brasileiro de 2010 no primeiro semestre, dai temos Copa do Mundo e em Agosto começamos, com o novo calendário, o Brasileiro de 2011. Os estaduais terão que ser encurtados e jogados em simultâneo com o Brasileiro, pelo menos nesse ano de transição.

    Uma outra deformação que eu reparei foi que alguns comentaristas acham que a intenção é diminuir a êxodo dos jogadores como um todo. Pode até acontecer, mas a adequação dos calendários é pra diminuir a saída dos jogadores no meio da competição, para que os times comecem e terminem o campeonato com o mesmo elenco. Eles continuarão saindo as pencas, mas pelo menos será entre um campeonato e outro, e não no meio.

  3. Oi João,
    Seguinte, tenho lido um monte de coisas sobre essa, na minha modesta opinião, bobagem de tentar “adequar” o calendário Brasileiro ao Europeu, como sou engenheiro vou listar as razões:
    1. como já foi dito em outros lugares e citado pelo David, o “êxodo” não acabaria, seria uma medida paliativa;
    2. a tal adequação passa muito perto de um “assassinato” dos campeonatos estaduais, a realidade Brasileira é bem diferente da Europeia, nosso futebol é o que é pela grande quantidade de jogadores que nascem aqui a todo momento, acabar (ou dar ainda menos importância) para os estaduais seria uma maneira de “matar” o futebol aos pouquinhos, imagina um cidadão de Belém do Pará (onde morei por cinco anos), Salvador, Fortaleza e outras cidades enormes e apaixonadas pelo esporte sem ter uma esperanòa sequer de ser gritar “campeão”, o que vocês acham que aconteceria com os times como o Atlético Mineiro ou o Vasco, ou o Coritiba, as torcidas iriam acabar em longo prazo, não acham?
    3. outra bobagem que li foi “temos que tornar a copa do Brasil mais competitiva pela inserção dos clubes que participam também da Libertadores”, pra mim o grande barato da copa do Brasil (e o grande problema das copas nacionais Europeias) é exatamente a presença de times que querem chegar mais rápido à competição continental! Aqui na Itália, onde moro a 3 anos, a Copa Italia não tem a mínima importancia para os grandes times (aliás, alguém sabia que a Lazio foi campeã 2008-2009 batendo na final ninguém menos que a poderosa Inter?) Imagina se Inter, Milan, Juve e Roma nao participassem, teria sempre uma “surpresa” e daria umoutro astral para a competição assim como a nossa copa do Brasil tem.
    Minha sugestão é que seja aberta uma janela de uma semana para os times brasileiros viajarem no verão Europeu, quem sabe organizar uma rodada do Brasilirão por aqui junto com um torneio de verão desses que eles adoram? Seria uma excelente oportunidade para aumentar a visibilidade dos times, ganhar dinheiro e parar de tentar copiar idéia de Argentino, aliás, eles “perdem” pencas e pencas de jogadores para tudo quanto é mercado mesmo tendo um calendário equiparado ao Europeu.
    e como última coisa: Cala-a-boca Lula, vai tratar do caso Sarney e etc com alguma seriedade e para de “brincadeira” como diria o Papagaio Géeeeerson!

  4. Vale…

    Soluções…

    1 – Estaduais e pré-temporadas decentes para não ter técnico dando desculpinha de entrosamento;

    2 – Mas alinhar as janelas já é um ótimo negócio, minimiza o dano;

    3 – Libertadores, vão os caras do ano anterior.

    Simples assim.

    Esporte Social – http://www.esportesocial.com

  5. Acredito que a grande mudança no futebol brasileiro ainda tem que ser a na gestão dos clubes. Essa discussão de calendário veio à tona porque um clube que ganhou 2 títulos e se mostrava uma grande equipe, perdeu rendimento com a saída de alguns jogadores. Eu pergunto: se você um clube de pequeno/médio porte a repercussão seria assim? Estaríamos discutindo calendário e janela de transferências? Acho que não.

    A grande questão é: Como os clubes podem diminuir o efeito da janela de transferência e como até se beneficiar dela?

    O mesmo clube que ganhou os dois títulos se tivesse um planejamento mais eficaz poderia contar com a janela para levantar capital, já preparando substitutos para o time e ainda mais, se reforçando nessa mesma janela. (gestão, gerenciamento, competencia para isso e preparo!)

    Concluindo, para mim, a gestão do clube ainda está no topo do que deve ser estudado, discutido, aprendido e observado por dirigentes, diretores, técnicos, auxiliares e etc… o resto é noticia pra imprensa vender jornal e revista.

  6. Minha sugestão:
    Dezembro: Férias
    Janeiro: Pré-Temporada
    Fevereiro a Julho: Brasileiro (com 18 equipes) e Libertadores (com Sulamericana em paralelo, como na Europa)
    Julho a Agosto: Inter-Temporada (livre para clubes e seleções)
    Setembro a Novembro: Regionais e Copa do Brasil.
    Dezembro: férias

    Abs

  7. Quanto a sugestão do Luiz Antonio, um Brasileirão Série A com 18 equipes me parece não ser suficiente por causa da tradição de muitos clubes.

    Mas observada a situação de muitas equipes hoje, nota-se que nem todas mereciam estar na Série A. Mesmo assim, considero um número baixo. O ideal é um Brasileirão com pelo menos 20 equipes na primeira divisão, na minha opinião.

    O modelo proposto de adequar o sistema de disputa atual ao calendário europeu é o mais viável atualmente, desde que se tome cuidado com o excesso de jogos em alguns pontos do calendário.

    E também acredito que o campeão da Copa do Brasil não deveria ter vaga garantida na Libertadores do ano seguinte, porque o campeão na maioria das vezes deixa de disputar seriamente a principal competição nacional, já que sua única ambição seria o título Brasileiro (atualmente, como vocês sabem, parte das equipes se contenta simplesmente com a vaga na Libertadores).

  8. O calendário está aí pois em dezembro/janeiro é verão e os trabalhadores e estudantes do hemisfério sul entram em férias.

    Ora férias = redução da atividade econômica. Portanto, haverá sim prejuízo para os clubes e o seu maior patrocinador que é a TV.

    O mais importante é que eu, torcedor fanático, não quero assistir jogo de futebol nas minhas férias.
    Tudo bem para o torcedor da poltrona, que nem assiste aos jogos do seu clube, mas para quem acompanha o clube, vai ao estádio, compra PPV, é uma tremenda piada de mal gosto imaginar a temporada futebolística durante as férias.

    E para o jogador? Oras, como país tropical, o Brasil tem um período de chuvas em janeiro/fevereiro que aumentará o risco para o jogador – isso é algo notável no Campeonato Paulista: muitos jogos debaixo de chuva.

    E o coitado que joga pelos clubes nordestinos ainda vai trabalhar embaixo de uma Lua de 42 graus.

    Nem vamos discutir que ele estará jogando uma partida decisiva enquanto nós estaremos nas festas de final de ano. E quem vai prestar atenção nos jogos?

  9. Oi gente, não está muito relacionado ao tema do post mas essa pe uma maneira legal de gerar mais receita para os clubes.

    http://telibrahmaindia.blogspot.com/2009/08/blufi-powered-lords-cricket-ground.html

    sei que o Sport fez uma ação de Bluetooth no campeonato Brasileiro mas depois não escutei/li mais nada a respeito, alguém sabe como foi?
    abraço!

  10. A melhor solução para o calendário, ao meu ver, é a adoção do sistema latino-americano de “apertura/clausura”, dividindo o campeonato em dois turnos, começando o “abertura” mais cedo (em fevereiro ou março), dando uma folga no meio do ano, quando abre a janela. O “fechamento” seria o segundo turno, mas com os pontos zerados.

    Os estaduais poderiam ser disputados neste intervalo de um mês, um mês e meio entre o “abertura” e o “fechamento”.

    Outra coisa bacana é que se o campeão do “abertura” fosse diferente do “fechamento”, haveria uma final entre eles para decidir o campeão da temporada.

    Os campeões dos dois torneios garantiriam vaga na libertadores, e os dois melhores colocados na tabela anual (a soma dos dois torneios). Para a Sulamericana e o rebaixamento, também seria utilizada a tabela anual.

  11. Acho que a solução seria:

    Brasileiro: Agosto a Fevereiro.
    Copa do Brasil: Agosto a Novembro.
    Estaduais: Março a inicio de Maio.

    Libertadores: Março a Junho.
    Sulamericana: Março a Junho.
    Os estaduais deveriam ser mais curtos, com campeão em no máximo oito jogos.

  12. Libertadores e Sulamericana são competições organizadas pela Conmebol. É ela quem decide a época de seus jogos e não vejo muita disposição por parte da entidade em organizar as duas competições simultaneamente.

    E é óbvio que a discussão de se mudar o calendário é puramente casuística e basta a “nova” medida criar alguma dificuldade (pois creio que nunca conseguirão agradar a todos) para surgirem novas propostas de mudanças.

    Mas, se forem mudar mesmo, creio que o mais correto seria algo próximo ao que sugeriu o Gustavo e não copiar pura e simplesmente o que fazem os europeus.

    abraços,


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 31 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: